logo

Telefone: (11) 3024-9500

Algarve tem belas praias e cultura tradicional | Qual Viagem Logo

14487609577_f2120d2586_z

Algarve tem belas praias e cultura tradicional

27 de novembro de 2015

Provavelmente você já ouviu falar do Algarve. Talvez um amigo tenha lhe descrito uma das praias magníficas, ou você assistiu alguma reportagem sobre a gastronomia local. Mas há ainda muito para descobrir sobre o destino português.  Recheado de história – contam que foi de lá que os portugueses partiram em busca de novos povos – o lugar é indicado para uma visita se você gosta de praias, cultura e tradição.

Foto via Flickr Luis Ascenso

Foto via Flickr Luis Ascenso

E por falar em praias, algumas das mais bonitas e acolhedoras do mundo estão no Algarve. E por isso, todos os anos, milhares de turistas as procuram. Trata-se de um património natural que tem vindo a ser aproveitado de forma sustentada, dando origem a espaços de qualidade aptos a responder a diferentes necessidades. Praias para todos os gostos, na sua maioria reconhecidas com a chancela europeia da “Bandeira Azul”. Ao longo de cerca de 200km, a costa algarvia divide-se em enseadas, falésias, grutas, praias rochosas e amplos areais. Praias de diferentes formas e tamanhos, banhadas por águas límpidas, tépidas e tranquilas.

Irresistível também é o clima ameno que aqui se vive ao longo de todo o ano. Entre Odeceixe e Vila Real de Santo António, toda a faixa litoral desfruta de um microclima de características mediterrânicas em que as temperaturas variam entre os 15º, no inverno, e os 30º no verão.

Foto via Flickr Tiago Fernandes

Foto via Flickr Tiago Fernandes

De características bastante preservadas, as praias da Costa Vicentina fazem as delícias dos praticantes de pesca desportiva, do surf e do bodyboard. Estas praias e outras de características igualmente rochosas podem ainda ser apreciadas em passeios de barco, que permitem admirar de perto as rochas arenosas, cavernas e grutas que o mar foi recortando.

Na costa virada a Sul, onde o mar é mais calmo e os areais mais extensos, é muito fácil encontrar praias cujos equipamentos asseguram a prática de atividades como o mergulho, o windsurf, vela, canoagem, ski náutico, parasailing, jet ski, kite surf e passeios de moto de água, gaivota ou bananas. É o caso da Meia Praia, Praia da Luz, Praia de Faro e Ilha de Tavira, entre muitas outras.

Foto via Flickr Golfocus Lda

Foto via Flickr Golfocus Lda

Para relaxar, existem muitos campos de golfe premiados internacionalmente. Ou vários tipos de tratamentos nos spas e centros de talassoterapia e nas Termas de Monchique. E além disso, o destino conta com hotéis, aldeamentos, resorts, dos mais simples aos mais sofisticados.

O que comer

Conhecer a cozinha regional algarvia é obrigatório para quem visita a região. Simultaneamente rica de sabores e simples de confecção, a gastronomia do Algarve, à semelhança de tudo o resto, tem as suas raízes em tempos e quotidianos longínquos e absorveu influências diversas.

Por ser terra de pescadores virada para o Atlântico, os peixes e mariscos desempenham papel protagonista nesta cozinha. Nestes casos, as melhores receitas provêm dos pescadores que, ao longo de séculos aperfeiçoaram a melhor forma de conservar os sabores naturais – grelhando-os lentamente no carvão. Mas não só. Há várias receitas em que os frutos do mar são deliciosamente confeccionados com a ajuda das ervas aromáticas, especiarias e outros sabores. A mais famosa é a de Amêijoas na Cataplana, recipiente de cobre de origem islâmica, especialmente eficaz na conservação dos aromas.

Foto por ricardo via Wikipedia

Foto por ricardo via Wikipedia

Mas não é só do mar que vêm as influências. Toda a região interior dotou a gastronomia algarvia de maravilhosas receitas baseadas em produtos hortícolas, plantas silvestres e carne proveniente dos pastos serrenhos. Internacionalmente famosos, os doces são de comer e chorar por mais! Não há quem resista ao sabor e aspecto das guloseimas divinalmente confeccionadas com amêndoas, figos, laranjas e alfarrobas cultivadas no Algarve, a que são adicionados açúcar e ovos. Fazem parte deste magnífico patrimônio também a famosa aguardente de Medronho, os licores de frutos e os vinhos da região.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque via Flickr Chris Ford

Comentários