logo

Telefone: (11) 3024-9500

4 destinos exóticos para viajar com milhas | Qual Viagem Logo

Bedouin on camel near pyramids in desert

4 destinos exóticos para viajar com milhas

24 de janeiro de 2019

Viajar se tornou um hábito cada dia mais acessível, mas o valor da passagem aérea ainda pode pesar no bolso quando se leva em conta o perfil do viajante, o grau de conforto, a época da viagem e o destino escolhido. Nessa hora, saber utilizar milhas e pontos faz toda a diferença. O viajante Fábio Vilela, do site Passageiro de Primeira, listou quatro dicas de destinos exóticos para viajar com milhas, confira:

Zanzibar (Tanzânia) 

Foto via iStock por Moiz Husein

Foto via iStock por Moiz Husein

Um arquipélago localizado no Oceano Índico que é um verdadeiro paraíso escondido e pouco explorado, mas com praias paradisíacas e um mar azul turquesa.

Nairóbi (Quênia)

Foto via iStock por EunikaSopotnicka

Foto via iStock por EunikaSopotnicka

 

Além da possibilidade de fazer um safári e encontrar animais selvagens no parque nacional próximo a Nairóbi, você tem a oportunidade de visitar a tribo Masai – um povo seminômade que vive praticamente como nos tempos antigos. Há também o lago Natron, onde encontramos uma das maiores “populações” de Flamingos do mundo.

Egito

Foto via iStock por Givaga

Foto via iStock por Givaga

 

O lugar onde está o berço da história da humanidade, entre pirâmides, esfinges e centenas de templos e tumbas, o país é um must-go para quem gosta de história, cultura e muito “mistério”. 

 

Kiev (Ucrânia)

Foto via iStock por Dmytro Kosmenko

Foto via iStock por Dmytro Kosmenko

 

Você praticamente volta no passado ao visitar a cidade com prédios antigos de centenas de anos, afinal o país fez parte, até poucas décadas atrás, da antiga União Soviética. Kiev fica a 130km de Pripyat e da Usina de Chernobyl – local onde aconteceu uma das maiores acidentes nucleares da história. O lugar permite visitação com empresas certificadas e em dias/horários determinados. Vale a pena o passeio, afinal você vai visitar literalmente uma cidade fantasma, pois foi abandonada às pressas durante a catástrofe. 

Mais Informações: www.passageirodeprimeira.com

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock por Givaga

 

Comentários