logo

Telefone: (11) 3024-9500

10 mulheres no comando de hotéis | Qual Viagem Logo

Ensaio Sra. Chieko Aoki - 012

10 mulheres no comando de hotéis

8 de março de 2016

As mulheres vêm conquistando cada vez mais espaço no mercado de trabalho, além de cargos mais altos dentro das empresas. Na hotelaria isso não é diferente. Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, conversamos com dez mulheres em cargos de gerência e comando de hotéis e elas contaram um pouco de suas experiências e de suas opiniões sobre o assunto.

Chieko Aoki – Blue Tree Hotels

Ensaio Sra. Chieko Aoki - 013

Foto por Divulgação

Chieko Aoki é fundadora e presidente da Blue Tree Hotels, uma das maiores redes hoteleiras do Brasil, e começou a trabalhar nesse segmento em 1982. Para ela, as mulheres possuem características essenciais para o trabalho no ramo hoteleiro, como a facilidade de trabalhar em equipe, a competência, a flexibilidade e “uma capacidade aflorada de atender simultaneamente a diferentes solicitações com igual atenção e carinho”.

Chieko Aoki destaca que a mulher está conquistando cada vez mais espaço no mercado de trabalho, inclusive em altos cargos executivos, e que “sua presença se tornou, além de natural, necessária”. “Quando comecei minha carreira, eram poucas as mulheres no ambiente hoteleiro, mas nunca sofri preconceito ou me senti constrangida por isso”, afirma Chieko Aoki. Na Rede Blue Tree, mais de 60% da força de trabalho é feminina. Ela também afirma que o mercado vai se adaptar para um cenário no qual “as mulheres serão reconhecidas pelas suas competências e não pelo gênero”, e que isso é muito positivo para os negócios.

Regina Helena Vianna – WZ Hotel Jardins

Regina Vianna

Foto por Divulgação

No cargo de gerente geral do WZ Hotel Jardins, na capital paulista, Regina afirma que tanto homens como mulheres podem desempenhar um bom papel em cargos gerenciais, mas que as mulheres se destacam, pois possuem mais intuição, sensibilidade, dedicação, flexibilidade e capacidade de trabalhar em equipe e de valorizar os funcionários. “Quando eu iniciei na hotelaria, há duas décadas, eu via a maioria das mulheres atuando apenas em cargos operacionais. Hoje, muitas delas estão no comando, seja gerenciando setores, seja gerenciando grandes hotéis”, conta Regina.

Fernanda Pini – Rede Atlantica em Alphaville

Fernanda Pini

Foto por Divulgação

Fernanda começou sua carreira na Rede Atlantica como estagiária e, hoje, é gerente de vendas em três hotéis da rede em São Paulo: Comfort Suites Alphaville, Quality Suites Alphaville e Radisson Alphaville. Para ela, o diferencial das mulheres está no fato de que “mulheres são muito exigentes com detalhes e com o cuidado com os hóspedes”. Fernanda afirma que a maioria dos colaboradores no ramo da hotelaria é mulher e que isso é muito positivo, já que as mulheres conseguem encontrar soluções inovadoras para problemas comuns.

Renata Carnézi – Comfort Suites Alphaville e Radisson Alphaville

Renata Carnézi_Gerente de serviços (2)

Foto por Divulgação

Renata ocupa o cargo de gerente de serviços e operações há mais de dois anos, além de ter mais de dez anos de experiência em hotelaria. Ela diz que, atualmente, a maioria dos cargos de chefia nos hotéis Comfort é ocupada por mulheres e que a tendência é que elas ocupem cada vez mais cargos de liderança. Segundo Renata, “a mulher é muito mais detalhista e tem muito mais empatia, com isso consegue prestar serviços com mais excelência”.

Fernanda Regina Santos – Tauá Caeté

Fernanda Santos_Gerente Geral Caete

Foto por Divulgação

Na Rede Tauá em Minas Gerais desde 2001, Fernanda começou a carreira como auxiliar de limpeza no restaurante. Alcançou cargos cada vez mais altos até chegar a gerente geral do Tauá Caeté, cargo que já ocupa há oito anos. Segundo ela, a tendência é que o número de mulheres nesse cargo seja cada vez maior, já que elas são “mais abertas a opiniões, temos uma visão mais ampla para resolver problemas do dia-a-dia, justamente pelo perfil multitarefas”. Ainda de acordo com Fernanda, a mulher é mais versátil e mais atenta aos detalhes.

Alessandra Gaudio Rezende – Paradise Golf & Convention

Alessandra Rezende

Foto por Divulgação

Gerente geral desde 2011, Alessandra ocupa esse cargo no Paradise Golf & Convention, em Mogi das Cruzes, há cerca de dois anos. Para ela, não há uma grande diferença entre homens e mulheres na hotelaria, mas as mulheres costumam ter mais flexibilidade e um olhar mais humano. “O turismo, assim como os demais mercados, reconheceu que as mulheres são tão competentes e qualificadas como os homens e abriu suas portas para que cada vez mais elas alcançassem cargos de liderança”, afirma Alessandra.

Renata Rodini – Radisson BLU São Paulo

Renata Rodini

Foto por Divulgação

Renata, gerente geral interina desde o ano passado e na carreira de hotelaria desde 2004, afirma que a mulher faz a diferença no ramo da hospitalidade, pois entende melhor as pessoas, sabe lidar com elas e é mais detalhista. Ela vê que esse mercado está aberto e receptivo para as mulheres, inclusive em cargos de gerência. “A mulher é mãe, trabalha, estuda. Faz tudo isso e ainda é uma ótima profissional. Isso mostra que a mulher tem força”, afirma Renata.

Michele Tavares – Quality Resort & Convention Center Itupeva

Michele Tavares

Foto por Divulgação

Para Michele, diretora de vendas desde o ano passado e há mais de dez anos na rede Atlantica Hotels, a mulher apresenta muitos diferenciais importantes na hotelaria, como “mais delicadeza, habilidade de trabalhar em várias frentes simultaneamente e alta capacidade para gerir pessoas”. A participação feminina no mercado de trabalho está crescendo e, segundo Michele, isso é muito importante para os negócios, pois os talentos de homens e mulheres se complementam.

Carolina Nacli – Nomaa Hotel

Carolina Nacli - diretora e gerente geral do Nomaa Hotel

Foto por Divulgação

Carolina está à frente do primeiro hotel boutique de Curitiba, como gerente e diretora. Segundo Carolina, “as mulheres estão cada vez mais buscando conhecimento, uma prova disso é que nas faculdades, pós-graduações, MBA e cursos de idiomas, as salas sempre têm mais mulheres”. O diferencial das mulheres na hotelaria, ainda de acordo com ela, é que elas são mais organizadas, delicadas e preocupadas com cada detalhe. No Nomaa, mais da metade da equipe é composta de mulheres, sendo que são elas que ocupam todos os cargos de chefia.

Jacqueline Salles – Holiday Inn Parque Anhembi

Jacqueline Salles

Foto por Divulgação

Com 18 anos de experiência no setor hoteleiro, Jacqueline é gerente geral do maior hotel do país. Jacqueline afirma que que a mulher consegue realizar múltiplas tarefas, está sempre atenta a tudo e possui um lado humano que fala muito alto nas decisões. De acordo com ela, “a gestão feminina tem sido cada vez mais vista nas empresas, na hotelaria não é tão recente, mas a cada dia temos mais notícias sobre mulheres ocupando cargo de gerência e obtendo excelentes resultados”.

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: Divulgação

Comentários