logo

Telefone: (11) 3024-9500

Dez vinhos para provar durante as vindimas do Alentejo | Qual Viagem Logo

Vineyard at Alentejo region

Dez vinhos para provar durante as vindimas do Alentejo

4 de setembro de 2018

É tempo de vindimas no Alentejo, a região mais autêntica de Portugal. É no mês de setembro que os produtores do excelente vinho local colhem as uvas e dão início a um processo que resulta em algumas das melhores bebidas do mundo. Nesta época, o destino fica cheio de programações exclusivas, que vão desde a colheita até a pisa das uvas.

Tudo é feito com muito carinho e alegria, até porque o período das vindimas é um momento de festa para aqueles que cuidaram das vinhas o ano todo. E que tal aproveitar esta fase para provar alguns dos rótulos alentejanos? Listamos dez deles abaixo.

Malhadinha

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

É o mais famoso rótulo da Herdade da Malhadinha Nova, que nasceu com o sonho de produzir o melhor vinho do mundo. Se ainda não chegaram lá, estão perto, e o Malhadinha tinto é prova disso: feito a partir de diversas castas, apresenta um aroma complexo de paladar cheio.

Torre de Palma

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Em Monforte, o Torre de Palma mostra que é possível, sim, ser muito bom em várias coisas. É um hotel de primeira linha, que oferece muita qualidade e conforto aos seus hóspedes, mas também é o orgulhoso produtor de vinhos inesquecíveis, sejam eles tintos ou brancos.

Torre

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

O Esporão é um respeitado produtor de vinhos, que está entre os mais conhecidos da região alentejana, e o Torre é um de seus rótulos tintos, memorável, icônico e muito original. Feito com uvas colhidas manualmente e envelhecidas em barricas de madeira francesa, garante um sabor único.

Equinócio

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Um branco de personalidade, o Equinócio é uma bebida que encanta ainda mais quando se conhece onde e como ele foi criado: o Cabeças do Reguengo. É uma propriedade fascinante, empenhada em fazer slow wines. Esta quinta familiar recupera o sistema agrícola tradicional e aposta nos elementos da natureza.

Invisível

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação


O Invisível é um dos projetos originais da Ervideira. A curiosidade é que ele consiste em um vinho branco feito com uvas tintas. Isso é possível pois utilizam apenas a “lágrima” da uva, gotas de suco que se tiram da mesma sem esmagá-la nem usar a casca. Impossível não ficar curioso para provar.

Monte dos Amigos

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Fáceis de beber, os vinhos Monte dos Amigos foram desenvolvidos pela Casa Relvas para celebrar a amizade. Tinto, branco ou rosé são perfeitos para acompanhar uma roda de conversa com aquelas companhias queridas.

Monsaraz

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Este rótulo da CARMIM conta com diversas variações de tinto. Se o clássico é macio e redondo, o Monsaraz Millennium tem taninos firmes e final de prova prolongado. O Reserva, por sua vez, é amplo e profundo, enquanto o Cabernet Sauvignon é potente e fresco. São inúmeras opções para agradar qualquer enófilo.

Arché

Foto via Divulgação

Foto via Divulgação

Este não é um vinho, mas uma aguardente vínica, produzida pela Herdade do Sobroso. Feita com destilação lenta e harmoniosa e envelhecida durante mais de 10 anos em barricas de carvalho francês, tem alto teor alcoólico, aroma de vinho e notas de especiarias.

Herdade dos Grous Moon Harvested

Foto via Turismo do Alentejo

Foto via Turismo do Alentejo

Esta edição nasce da aplicação de conhecimentos ancestrais, que dizem que os ciclos da lua interagem com o desenvolvimento das plantas. Por isso, suas uvas foram colhidas manualmente na fase lunar mais adequada, resultando em uma bebida de cor rubi profunda e sabor rico.

Marquês de Borba Branco

Foto via iStock/ hypedesk

Foto via iStock/ hypedesk

Para preservar a frescura, as uvas são colhidas de manhã cedo e vão direto para pequenas caixas, começando assim a produção de um vinho branco de acidez bem marcada e casada, desenvolvido pela adega João Portugal Pramos.

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock por inaquim

 

Comentários