logo

Telefone: (11) 3024-9500

7 motivos pra visitar a estância climática de Analândia | Qual Viagem Logo

9634835721_8876411956_k

7 motivos pra visitar a estância climática de Analândia

12 de janeiro de 2016

Analândia é uma das estâncias turísticas do estado de São Paulo. Situada a 734 metros acima do nível do mar, a menos de 220 km da capital, tem pouco mais  de 4.000 habitantes. A natureza foi bastante generosa com ela, pois abriga vários refúgios naturais proporcionando uma forte vocação para o turismo ecológico. Rios, cachoeiras, corredeiras, montanhas, refúgios e paisagens de tirar o fôlego de qualquer um.

A região é frequentada por amantes da natureza, principalmente praticantes de escaladas, rapel, montain bike, bóia cross, canyoning, rafting, cascading, arvorismo, tirolesa, exploração de cavernas, voo livre, cavalgadas e caminhadas. Bem pouco explorada e conhecida pela grande maioria dos turistas,  Analândia pode ser uma agradável surpresa.

O clima da cidade é excelente o ano todo. Calor durante o dia e friozinho nas madrugadas. O turista encontrará natureza imponente, vistas amplas e viverá momentos de infinita contemplação, tranquilidade e paz interior. Selecionamos abaixo 10 motivos pra você não deixar de visita-la. Confira!

Cuscuzeiro

Foto por Urbanetz via Wikipedia

Foto por Urbanetz via Wikipedia

Uma enorme pedra que se impõe por trás da área urbana de Analândia. Os especialistas chamam essa formação de Morro do Testemunho. Ela é um testemunho do que era a superfície do planeta há milhares de anos. Por ser uma rocha forte ela não se deteriorou, mas tudo ao seu redor foi desaparecendo. É uma elevação rochosa que lembra um enorme  cuscuz, por isso o seu nome. O acesso ao morro é fácil, próximo ao centro da cidade. No entanto, a subida até o seu cume só pode ser feita por meio de escalada com equipamento. Por isso, é muito procurado por montanhistas e escaladores amadores e profissionais.

Morro do Camelo

Foto por Gabriel Rosa via Commons Wikimedia

Foto por Gabriel Rosa via Commons Wikimedia

Tem esse nome, pois se trata de uma elevação rochosa que parece um camelo deitado devido a sua forma de duas corcovas, fica bem enfrente ao Cuscuzeiro. A escalada é mais fácil podendo ser feita sem a necessidade de equipamentos, seu topo pode ser atingido a pé, através de trilhas. Em um dos lados pode-se praticar o “Tobograma”, uma modalidade de esqui na grama, inventada por crianças da cidade que descem o morro sentadas em caixas de papelão, diversão garantida para todas as idades. Das corcovas do Camelo avista-se toda a cidade de Analândia.

Ponte Amarela

Foto por Alexandre Kantowitz

Foto por Alexandre Kantowitz

Reserva ecológica com área de 15.000 m², a cinco minutos do centro da cidade, ideal para caminhadas, onde o visitante pode contemplar várias espécies da vegetação nativa e preservada. O turista poderá compartilhar da agradável companhia do curso d’água sobre rochas, do córrego da Olaria, que oferece logo na entrada do parque, uma corredeira muito bela, e uma piscina natural com “prainha” e várias pequenas cachoeiras no seu percurso, ideal para banhos de sol e meditação.

Salto Major Levy e Barrinha

Foto por analandia.sp.gov.br/

Foto por analandia.sp.gov.br/

Queda d’água de 25 metros, localizada no Rio Corumbataí, bem na entrada da cidade. Uma cachoeira muito bonita, o acesso é bem fácil. Também conhecido como cachoeira da barrinha, é um Salto formado por queda d’água de 25 metros, localizada no Rio Corumbataí, bem na entrada da cidade.

Cachoeira da Bocaina

Foto por Alexandre Kantowitz

Foto por Alexandre Kantowitz

Uma das maiores cachoeiras com 45m de queda d´água e com uma piscina natural em baixo, localizada no meio da mata nativa, para chegar existe uma trilha que leva mais ou menos 15 minutos até embaixo. Muito procurada para a prática de rapel e cascading ou simplesmente para um maravilhoso banho de cachoeira.

Igreja Matriz de Sant’Ana

Foto via saopaulo.sp.gov.br

Foto via saopaulo.sp.gov.br

Cuja pedra fundamental foi lançada em 23 de outubro de 1887. Está localizada na praça dos expedicionários e guarda além da sua arquitetura original, belas imagens sacras. Padroeira da cidade, imagem centenária em madeira doada em sua homenagem pelos fundadores do município, exposta na igreja.

Antiga Estação Ferroviária – “Annápolis”

Foto via saopaulo.sp.gov.br

Foto via saopaulo.sp.gov.br

Uma estação ferroviária da Cia. Paulista de Estrada de Ferro, adquirida e restaurada por particulares, mantém em seu pátio um vagão original de Maria Fumaça e a Casa do Chefe da Estação. Annápolis,  foi o primeiro nome de Analândia, homenageando a sua padroeira.

Mais informações analandia.sp.gov.br

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque via Flickr Aprecesp Turismo Paulista

Comentários