logo

Telefone: (11) 3024-9500

5 experiências únicas em West Volusia, Flórida | Qual Viagem Logo

img_2944

5 experiências únicas em West Volusia, Flórida

30 de janeiro de 2020

Muito além dos destinos mais populares, a Flórida guarda outras tantas surpresas pelo caminho. Um bom exemplo é a região chamada de West Volusia (parte oeste do Condado de Volusia), localizada a meio caminho entre duas cidades bem conhecidas entre os brasileiros na Flórida: Orlando e Daytona. Em uma viagem para um desses destinos, vale separar alguns dias para conhecer West Volusia. Essa área abriga 14 comunidades e um amplo leque de atrações. Saiba o que você não pode deixar de fazer por lá:

Caminhar por um “downtown” premiado

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

É fácil se apaixonar por DeLand logo à primeira vista. Seu centro, ou “downtown”, é cheio de personalidade, com construções históricas que remetem à Flórida de antigamente, pequenos museus e galerias, teatros e murais grafitados, além de vários restaurantes, bistrôs, cafés e boutiques totalmente locais. A tranquila Woodland Boulevard convida para um passeio a pé, no qual você vai descobrir pequenos tesouros pelo caminho – como a chocolateria Pat and Toni’s Sweet Things, lojas de roupas vintage e lojas de discos de vinil.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Tudo é bem local – nada de grandes redes varejistas ou de restaurantes. Por tudo isso, o centro de DeLand já ganhou vários prêmios, como o “Great American Main Street Award”, que reconhece pequenos distritos comerciais que se mantêm autênticos nos Estados Unidos. Vale conhecer também a microcervejaria Persimmon Hollow e o restaurante The Table, cujo menu muda sazonalmente, mas sempre com ingredientes frescos, locais e orgânicos.

Mais informações em: mainstreetdeland.org

Passear de barco pelo maior rio da Flórida

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

O Rio St. Johns é famoso por ser o rio mais longo do estado, com um curso de 485 km que atravessa áreas pantanosas, com lagos e florestas. Você pode desbravar essa região de canoa, caiaque ou barco (foto destaque). Um dos passeios disponíveis é o St. Johns Eco Tour, que sai da cidade de DeBary. Pelo trajeto, que dura cerca de duas horas, é possível avistar diversos animais típicos da Flórida em seu habitat natural, como jacarés, tartarugas, dezenas de espécies de aves e muito mais, além da exuberante fauna local em cenários de beleza cênica. O passeio é guiado.

Mais informações em: stjohnsriverecotours.com

Ver os peixes-boi em seu habitat natural

Foto por iStock / Erica Finstad

Foto por iStock / Erica Finstad

Entre árvores exuberantes, o Blue Spring State Park abriga uma grande nascente e um canal que segue até o Rio St. Johns. No inverno, esta mesma nascente é o refúgio de mais de 200 peixes-boi, que migram em busca de águas mais quentes. Por isso, de meados de novembro a março, todas as atividades aquáticas são canceladas no parque, mas dá para passar o dia inteiro admirando esses animais incríveis a partir das passarelas que acompanham o canal.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Entre abril e outubro é permitido nadar na nascente, além de fazer snorkel ou mergulho. Outra opção muito divertida e relaxante é o boia cross – deixe-se levar pela calma correnteza entre vários peixes e até mesmo tartarugas. O parque disponibiliza para aluguel caiaques, canoas, boias e equipamento de snorkel.

Mais informações em: floridastateparks.org/parks-and-trails/blue-spring-state-park

Visitar uma comunidade de espiritualistas

Foto por Sailforth Productions / West Volusia Tourism

Foto por Sailforth Productions / West Volusia Tourism

A pequena Cassadaga é o lar da mais antiga comunidade espiritual do sudeste dos Estados Unidos, a Cassadaga Spiritualist Camp, com mais de 120 anos de história. Os espiritualistas acreditam que os espíritos não só existem, mas podem se manifestar e se comunicar com os vivos. E que essa comunicação pode nos fazer entender mais sobre nossas próprias vidas. A crença foi amplamente difundida na América do Norte e Reino Unido durante a época vitoriana, mas, com a descoberta de charlatões que tentavam se aproveitar da popularidade do movimento, o espiritualismo foi reduzido a poucas comunidades por essas regiões.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Uma delas é Cassadaga. A comunidade recebe não só espiritualistas, mas também os curiosos e os céticos. Há um tour histórico pela cidade para descobrir as histórias de antigos residentes, de pontos de energia e de construções onde foram constatadas manifestações de espíritos – como no próprio Hotel Cassadaga. Visitantes também participar das chamadas “leituras” com médiuns de Cassadaga, entre outras atividades espiritualistas. Seja qual for a sua crença ou religião, conhecer Cassadaga é uma experiência bem diferente.

Mais informações em: cassadaga.org

Fazer suas próprias panquecas

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Pode parecer uma combinação inusitada, mas uma das principais atrações do DeLeon Springs State Park é um restaurante famoso por suas panquecas. Aberto em 1961, The Old Spanish Sugar Mill é uma tradição em West Volusia. Depois de escolher o tipo de massa e os acompanhamentos (como pedacinhos de chocolate, frutas, nozes e mais), você faz suas próprias panquecas, usando as chapas embutidas em cada mesa. Também pode pedir ovos, bacon e presunto, entre outros itens, para acompanhar o café da manhã.

Foto por West Volusia Tourism Advertising Authority

Foto por West Volusia Tourism Advertising Authority

O parque DeLeon oferece ainda aluguel de caiaques e canoas, trilhas, passeio de barco e áreas para piquenique. Outra atividade é nadar nas águas cristalinas da nascente, que se mantêm a 22°C o ano todo.

Mais informações em: oldspanishsugarmill.com e floridastateparks.org/parks-and-trails/de-leon-springs-state-park

 

Mais informações em: visitflorida.com e visitwestvolusia.com

Texto por: Patrícia Chemin. A jornalista viajou a convite do Visit Florida e com a proteção do seguro viagem da GTA (Global Travel Assistance).

Foto destaque por: Patrícia Chemin

Comentários