logo

Telefone: (11) 3024-9500

5 experiências de viagem inusitadas na Jordânia | Qual Viagem Logo

one woman swimming bathing in Dead Sea Jordan

5 experiências de viagem inusitadas na Jordânia

22 de outubro de 2019

Com uma mistura de histórias milenares e natureza única, a Jordânia oferece diversas experiências inusitadas para vivenciar em uma viagem. Abaixo, algumas opções para incluir no itinerário:

Flutuar no Mar Morto

Foto por iStock / vvvita

Foto por iStock / vvvita

Localizado a mais de 400 metros abaixo do nível do mar, o Mar Morto é o ponto mais baixo da face da Terra. Ele é alimentado por diversos afluentes, incluindo o Rio Jordão. Ao atingir o Mar Morto, as águas são bloqueadas pela terra e evaporam, deixando para trás um denso e rico coquetel de sais e minerais. A principal atração do Mar Morto é sua água morna, calmante, super salgada – cerca de dez vezes mais salgada que água do mar – e rica em sais de cloreto de magnésio, sódio, potássio e outros elementos químicos. Essa água tem atraído visitantes desde os tempos antigos, que aproveitaram de todas as vantagens da lama negra do Mar Morto e flutuaram relaxadamente enquanto absorviam os ricos minerais da água. Como a água é muito salgada e densa, flutuar no Mar Morto não exige esforço e até mesmo é possível ler um livro ou jornal por ali. A experiência é única.

Dormir no deserto

Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

O deserto de Wadi Rum proporciona outra experiência incrível. No meio de penhascos, cânions e desertos infinitos, a perspectiva é totalmente diferente. Os passeios são feitos por cavalo, camelo ou veículo 4×4, mas para realmente descobrir os segredos de Wadi Rum, nada supera as caminhadas. Longe da estressante vida moderna, uma excelente ideia para incluir no roteiro é passar uma ou duas noites em um dos aconchegantes acampamentos beduínos no meio do deserto, sob um céu estrelado, e experimentar a deliciosa gastronomia local.

Conhecer Petra à luz de velas

Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

Petra, uma das maravilhas do mundo e Patrimônio da UNESCO, é o principal cartão-postal da Jordânia. A cidade foi esculpida na pedra pelos Nabateus, um povo árabe que se instalou ali há mais de 2000 anos, transformando-a em uma importante rota de comércio, seda e especiarias. Para conhecer Petra é preciso pelo menos três ou quatro dias, já que há uma infinidade de monumentos e locais para explorar. Se visitar Petra durante o dia é inspirador, conhecê-la à noite à luz de 1.800 velas é realmente uma experiência de outro mundo. O caminho pelo Siq até o Tesouro (Al-Khazneh) – principal atração do local – é iluminado à luz de velas e ainda há uma apresentação de música dos beduínos no Tesouro. A experiência Petra By Night começa às 20h30 e termina às 22h, toda segunda, quarta e quinta-feira.

Fazer trilhas entre cânions

Foto por iStock / BargotiPhotography

Foto por iStock / BargotiPhotography

A Reserva da Biosfera Mujib é a reserva natural mais baixa do mundo, com uma variedade espetacular de paisagens perto da costa leste do Mar Morto. A reserva está localizada no profundo desfiladeiro de Wadi Mujib, que entra no Mar Morto a 410 m abaixo do nível do mar. A Reserva se estende às montanhas Karak e Madaba ao norte e ao sul, atingindo 900 metros acima do nível do mar em alguns lugares. Essa variação de altitude, combinada com o fluxo de água durante todo o ano, proveniente de sete afluentes, significa que Wadi Mujib desfruta de uma magnífica biodiversidade que ainda está sendo explorada e documentada. Mujib tem cinco trilhas principais, três trilhas do rio e duas trilhas de terra – todas oferecem algumas das mais empolgantes trilhas da Jordânia. Sua caminhada mais extensa é conhecida como a “Trilha perdida para o Mar Morto”, uma expedição de um dia inteiro que desce as montanhas escarpadas de Mujib, em direção ao Mar Morto. Apenas para os corajosos.

Assistir a apresentações romanas em um hipódromo milenar

Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

A antiga cidade de Jerash é habitada há mais de 6500 anos. A idade de ouro desta cidade veio sob o domínio romano, quando era chamada de Gerasa, e hoje em dia é reconhecida por ser uma das mais bem preservadas cidades romanas do mundo. Uma forma de voltar no tempo é assistir às apresentações diárias realizadas pela companhia teatral ‘Jerash Heritage Company’ mostrando carruagens dos romanos (RACE) no Hipódromo. O show conta com quarenta e cinco legionários com armadura em uma exibição de táticas do exército romano de perfuração e batalha, dez gladiadores lutando “até a morte” e várias carruagens romanas competindo em uma clássica corrida de sete voltas em torno do milenar hipódromo.

Mais informações em: visitjordan.com

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / OSTILL

Comentários