logo

Telefone: (11) 3024-9500

15 coisas para se fazer em uma viagem antes dos 40 anos Logo

Foto por Leonardobatista via commons.wikimedia.org

15 coisas para se fazer em uma viagem antes dos 40 anos

24 de novembro de 2015

Todo viajante gosta de fazer uma listinha – mesmo que mental – de tudo aquilo que ainda deseja conhecer, não é mesmo? Se você pretende se aventurar até algum momento da vida, veja essa lista que o AlugueTemporada preparou com coisas que você não pode deixar de fazer ao redor do mundo antes de completar 40 anos. Passando por diversas vibes, o objetivo é aproveitar ao máximo o que esse mundão pode oferecer. Agora se você já passou dos 40 e ainda está no pique, com certeza vai curtir a lista também! Tá preparado? Então, #partiu.

1. Trilha Inca em Macchu Picchu

Foto via Flickr David Stanley

Foto via Flickr David Stanley

Poucas trilhas levam os aventureiros até lugares tão mágicos como Macchu Picchu. Os 43 quilômetros percorridos a pé são recompensados pelo monumento que é tido como Patrimônio da Humanidade. Durante o caminho, os viajantes passam por bosques, neblina, trilhas milenares e contemplam as melhores vistas do Peru. Para fechar com chave de ouro, o famoso monumento Puerta del Sol e o panorama das ruínas de Machu Picchu. Pode confiar que essa viagem é inesquecível!

2. Mochilão pela​ Ásia

Foto via Flickr Guillén Pérez

Foto via Flickr Guillén Pérez

Tá com a grana curta? Viajar por países como Tailândia, Laos, Camboja e Vietnã é muito barato. Além de estarem preparados para receber turistas de todo o mundo, os preços encontrados nesses lugares são mais acessíveis do que em qualquer destino da Europa. Mas as vantagens não param no bolso, os países asiáticos garantem contato com diferentes culturas, o que torna a experiência ainda mais incrível.

3. Ensaios do Olodum em Salvador

Foto por Roberto Viana/AGECOM via Flickr GOVBA

Foto por Roberto Viana/AGECOM via Flickr GOVBA

Ninguém fica parado às terças e domingos de verão em  Salvador: os ensaios do Olodum movimentam a folclórica região do Pelourinho. O evento, um dos mais esperados da estação, já começa na primeira terça-feira de janeiro, que também é conhecida como “Terça da Bênção”. Com início às 20h, o Olodum recebe ao longo das semanas convidados ilustres da música baiana. No repertório, não podem faltar sucessos que marcaram a carreira da banda como “A Brisa do Mar” e “Olodum do Pelô”, entre outros.

4. Bungee jumping na Nova Zelândia

Foto via Flickr Matthieu Aubry.

Foto via Flickr Matthieu Aubry.

Para os mais aventureiros e amantes de adrenalina, a Nova Zelândia é o lugar perfeito. Se você busca por esportes de aventura e contato com a natureza, o país é especialista nesses quesitos. Lá pode fazer de tudo, desde o rafting até o zorbing (jogar-se morro abaixo dentro de uma bola de plástico transparente. Já pensou?). Além disso, com cânions, rios, vales profundos e de beleza sem limites, o país oferece o melhor bungee jumping do mundo. Se joga!

5. Ir de Moscou a Vladivostok, na Transiberiana

Foto via Flickr Michael Goodine

Foto via Flickr Michael Goodine

São 9.288 km de ferrovia que leva de Moscou até Vladivostok, uma cidade localizada às margens do Oceano Pacífico. Durante o passeio, o viajante passa por oito fusos horários (sim, OITO). Talvez não seja uma boa ideia ir durante o inverno (principalmente no frio extremo da Sibéria) e a principal recomendação é fazer a travessia com calma. A rota pode ser feita em sete dias, mas fica ainda melhor se forem feitas paradas estratégicas ao longo do caminho. Se for para conhecer todas as maravilhas, reserve pelo menos três semanas para esta experiência inesquecível.

6. Ecoturismo na Chapada Diamantina

Foto via Flickr Danielle Pereira

Foto via Flickr Danielle Pereira

O Parque Nacional da Chapada Diamantina é o principal destino de ecoturismo do Brasil. Ele se expande por 152 mil hectares da região que ficam distribuídos pelos municípios de Andaraí, Ibicoara, Itaetê, Lençóis, Mucugê e Palmeiras. Comece o passeio pela cidade de Lençóis e prepare-se para desbravar os mais belos cenários entre grutas, cachoeiras, vales e montanhas. #ficadica

7. Mergulhar em um cenote no México

Foto via Flickr Curtis & Renee

Foto via Flickr Curtis & Renee

Você com certeza já viu imagens de um cenote. Esses poços de água doce criadas pela erosão do calcário são abundantes na Península de Yucatán, no México. Os antigos Maias acreditavam ser a fonte da vida, a porta de entrada para as maravilhas do outro mundo e um lugar para se comunicar com os deuses. Qual a melhor maneira de mergulhar nas águas azuis-turquesa vagamente iluminadas pela filtragem da luz através da vegetação? O cenote Ik Kil é um dos mais populares. Situado a 26 metros abaixo do nível do solo, possui 60 metros de diâmetro e 40 metros de profundidade.

8. O Caminho de Santiago em Galícia

Foto por Luis Miguel Bugallo Sánchez (Lmbuga) via wikipedia.org

Foto por Luis Miguel Bugallo Sánchez (Lmbuga) via wikipedia.org

Apesar de não haver limite de idade para fazer o Caminho de Santiago, na Galícia, talvez os vinte e poucos anos, quando acontece o processo de amadurecimento, seja a melhor época para transformar essa viagem em uma experiência ainda mais inesquecível. Não importa se você é religioso ou não, fazer alguns dos caminhos de qualquer uma das muitas rotas certamente vai mudar a sua vida. O importante é observar a paisagem e sentir as sensações durante a peregrinação. É uma boa maneira de conhecer pessoas de todo o mundo. Se você quiser ir pelo seguro, siga o caminho francês, mas o português certamente também te encantará.

9. Nadar em um lago congelado

Foto via pixabay.com

Foto via pixabay.com

Imagine a sensação de mergulhar no gelo com temperaturas abaixo de zero. Parece assustador, mas não é. Na Rússia e na Finlândia as pessoas já estão acostumadas a fazer coisas como estas e afirmam que ajuda a melhorar a circulação e manter-se mais jovem. Nunca é tarde para provar e garantir que é mais barato (e mais saudável também) que uma cirurgia estética.

10. Divirta-se em Las Vegas

Foto via Flickr Moyan Brenn

Foto via Flickr Moyan Brenn

Se você pensou que o AlugueTemporada ia esquecer de Las Vegas está muito enganado. Conhecido como o lugar que parece que tudo (ou quase tudo) é permitido. Não há necessidade de você ser como as estrelas do filme “Se Beber, Não Case”, mas viva o melhor que a cidade tem para oferecer, como os casinos e as discotecas de luxo com luzes de néon que cegariam qualquer um. E não, você não precisa assistir a um concerto da Celine Dion, mas já que você está lá, vá a um dos espetáculos do Cirque du Soleil. Antes que a gente esqueça, cuidado para não voltar casado.

11. Caverna em Bonito

Foto via Flickr Rosanetur

Foto via Flickr Rosanetur

A maior caverna submersa do mundo promete tirar o fôlego de qualquer cidadão. O Abismo Anhumas está localizado a 23 km deBonito, no Mato Grosso do Sul, que é um dos maiores polos de ecoturismo da América do Sul. Olhando de cima não dá para imaginar a imensidão da caverna submersa. A descida de rapel até a base é de 72 metros (equivalente a um prédio de 30 andares) e o passeio dura cerca de 5 minutos. A dica é descer, aproveitar as imagens e flutuar no lago, a sensação é a mesma de voar em um ambiente surreal.

12. Curso​ de Yoga na Índia

Foto via Flickr Ramnath Bhat 40 anos

Foto via Flickr Ramnath Bhat

Já leu o livro ou viu o filme “Comer, Rezar e Amar”? Se você também se apaixonou pelas experiências vividas por Elizabeth Gilbert, vai adorar esse destino onde a personagem faz uma espécie de retiro espiritual aos 30 anos. Uma das experiências mais incríveis na Índia é fazer um curso de Yoga com alguns dos melhores especialistas do mundo. Esta disciplina tem sido praticada na região como uma forma de libertar a mente, corpo e espírito. Depois disso, com certeza você voltará para casa renovado.

13. Sentir a natureza no Amazonas

Foto via Flickr Daniel Zanini H.

Foto via Flickr Daniel Zanini H.

Natureza em estado puro: dá para presenciar e sentir o encontro das águas dos rios Negro e Solimões, em Manaus, durante passeios de barco oferecidos por algumas agências da região. A diferença de temperatura e densidade é impressionante.

14. Oktoberfest em Munique

Foto via Flickr Polybert49

Foto via Flickr Polybert49

“Quer beber? Vamos fazer beber agora”! O maior festival de cerveja do mundo acontece no sul da Alemanha, na cidade de Munique para ser mais preciso. A festa surgiu em 17 de outubro de 1810 em comemoração ao casamento do príncipe Ludwig von Bayern com a princesa Therese von Sachsen-Hildburghausen, quando eles ofereceram aos seus convidados comidas e bebidas típicas do estado da Baviera. Apesar do nome, a Oktoberfest começa em meados de setembro, quando chove pouco e não faz tanto frio, e se estende até o comecinho de outubro. Todo ano, o prefeito de Munique abre a festa com uma martelada no primeiro barril de cerveja a ser consumido. AlugueTemporada também é cultura, viu?

15. Conhecer as Cataratas do Iguaçu

Foto via flickr Rodrigo Soldon

Foto via flickr Rodrigo Soldon

O que dizer das Cataratas do Iguaçu? A queda d´água é apenas uma das Sete Maravilhas da Natureza. Precisa mais? Localizada na fronteira entre dois países, as Cataratas fazem a divisa entre o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná (Brasil), e o Parque Nacional Iguazú, em Misiones (Argentina). Um conjunto de aproximadamente 275 quedas d’água, essa maravilha corresponde a uma área total de 250 mil hectares de floresta subtropical.

Foto destaque por Leonardobatista via commons.wikimedia.org

Comentários