logo

Telefone: (11) 3024-9500

13 países bem inusitados para os turistas | Qual Viagem Logo

Arno Atoll (Marshallese: Ar?o,

13 países bem inusitados para os turistas

28 de outubro de 2016

Com atrações imperdíveis, tanto culturais quanto naturais, há muitos países mundo afora que merecem ser mais visitados, mas que ainda são pouco populares no que diz respeito ao turismo. Alguns deles estão localizados em regiões de difícil acesso, sendo a logística para visitá-los bastante difícil. Outros exigem vistos de difícil concessão, ou possuem governos  envolvidos em conflitos políticos. Resolvemos criar uma lista de países do mundo que provavelmente passam longe da viagem dos sonhos da maioria das pessoas, mas que com um pouco de vontade podem ser experiências turísticas inesquecíveis, principalmente para os aventureiros.

Mongólia: 300 mil turistas ao ano

Grazing horses at sunset, plateau Ukok, the junction of Russian, Mongolian and Chinese boarders

Foto por iStock / muha04

A Mongólia é um vasto país entre a China e a Rússia, conhecido pela figura histórica do imperador Genghis Khan. O turismo vai desde a capital Ulan Bator, metrópole em pleno crescimento, ao interior quase inabitado, com paisagens montanhosas, estepes e deserto.

Dominica: 75 mil turistas ao ano

Roseau, Dominica, December 4, 2011. A panorama of Roseau, capital of Dominica.

Foto por iStock / DonFord1

A ilha caribenha é pequena, mas guarda belas praias e ricas florestas tropicais. Por isso, tem um perfil um pouco diferente da maioria dos destinos do Caribe. Os aventureiros podem explorar o país em trilhas por selvas e formações rochosas e vulcânicas. Pode ser uma ótima opção para ficar longe de tudo e de todos. Além disso, os moradores mantêm uma vida bem simples.

Chade: 71 mil turistas ao ano

Aerial Photograph of a desert village in Chad in Central Africa

Foto por iStock / ecoimagesphotos

No centro-norte da África, o Chade sofre com conflitos políticos. Mas o país é um destino interessante para quem curte esportes radicais e atividades de aventura na natureza, como escaladas. N’Djamena, capital do país, oferece boas opções culturais.

República Centro Africana: 55 mil turistas ao ano

The elephant calf  and elephant cow The African Forest Elephant, Loxodonta africana cyclotis. At the Dzanga saline (a forest clearing) Central African Republic, Dzanga Sangha

Foto por iStock / USO

Apesar de ser um país bem pobre em termos econômicos, a natureza da República Centro Africana é rica, com reservas de savana, cachoeiras e inúmeros rios. Faça passeios de barco e descubra a capital, Bangui.

Tonga: 45 mil turistas ao ano

A wonderful resort  in tropical paradise white sand beach

Foto por iStock / Andrea Izzotti

Localizada no meio do Oceano Pacífico, o arquipélago de Tonga é formado em parte por rochas de coral e está cercado por recifes. Praias paradisíacas são redutos perfeitos para o mergulho e o snorkel.

Butão: 40 mil turistas ao ano

Tigers Nest Monastery also know as Taktsang Palphug Monastery. Located in the cliffside of the upper Paro valley, in Bhutan.

Foto por iStock / cheechew

Entre a Índia e a China, o Butão possui belos templos e monastérios budistas, além de ser um destino para quem quer fazer trekking pelo Himalaia. O país só libera o visto para quem já pagou todo sua estadia e serviços que vai utilizar lá, incluindo um guia.

Guiné-Bissau: 30 mil turistas ao ano

traditional african house in rural Guinea-Bissau

Foto por iStock / gaborbasch

País africano que foi colônia de Portugal até a década de 1970, fica na costa noroeste do continente. Com uma infraestrutura relativamente precária, a capital Bissau é um dos principais destinos do país, com um bom patrimônio cultural. O arquipélago de Bijagós tem 88 ilhas repletas de uma rica vida selvagem.

Mauritânia: 29 mil turistas ao ano

a donkey caravan is tiny on the dunes of the sahara desert, with a large chasm of sand near by.

Foto por iStock / AvnerOferPhotography

No noroeste da África, próximo ao Marrocos, a Mauritânia exibe cenários típicos do Deserto do Saara, com muitas dunas de areia e oásis que aparecem perto de formações rochosas. Além disso, abriga antigas cidades caravanas no deserto que são consideradas Patrimônios Mundiais pela UNESCO.

Estados Federados da Micronésia: 26 mil turistas ao ano

southern island

Foto por iStock / Hiroshi Sato

Os Estados Federados da Micronésia formam um arquipélago de 607 ilhas no Oceano Pacífico, a leste das Filipinas. Os cenários são paradisíacos, com praias de areia branquinha rodeadas por uma natureza quase que intocada. Cada ilha exibe uma cultura diferente da outra. A moeda oficial do país é o dólar americano.

Ilhas Salomão: 23 mil turistas ao ano

Traditional house in Solomon Islands in the mountains a beautiful summer afternoon.

Foto por iStock / HenrikAMeyer

A oeste da Papua-Nova Guiné, no Pacífico, o arquipélago das Ilhas Salomão fica na Melanésia, no Pacífico. Há desde ilhas maiores que possuem vulcões a pequenos atóis paradisíacos. O mergulho, passeios de barco a vela e a pesca são grandes atrativos.

Ilhas Marshall: 5 mil turistas ao ano

Marshall Islands, surf break Kwajalein Atoll

Foto por iStock / Marshall_Islands

Bem no meio do Oceano Pacífico, o país compreende um conjunto de ilhas e atóis de corais, espalhados por uma área extensa. O mergulho entre os corais é uma boa opção de passeio. O país também tem a vantagem de ser bem seguro.

Kiribati: 4,7 mil turistas ao ano

Fanning Island, also known as Tabuaeran, is one of the islands of Republic of Kiribati.  Kiribati is an island nation in the central tropical Pacific Ocean.  The population on the island is less than 2,000.  American captain Edmund Fanning of the American ship Betsy was the first recorded mariner to sight the atoll on June 11, 1798, hence, it was named for him.

Foto por iStock / EvaKaufman

Ao sul do Havaí, Kiribati também é um arquipélago do Pacífico, com 33 ilhas de coral, que fazem com que os cenários do país sejam bem paradisíacos. Uma curiosidade é que ele é o primeiro país a celebrar a chegada do ano novo.

Nauru: 200 turistas ao ano

Anibare, Nauru - January 18, 2014: The Republic of Nauru's only boat harbour lies in Anibare District and is a popular site for swimming and the launch of small fishing boats.

Foto por iStock / aksum

Menor país insular do mundo, Nauru fica no Pacífico e tem uma área de apenas 21 km². Com grandes minas de fosfato no interior, não há muito para ver além das belas praias e seus recifes de coral. Dá até para percorrer todo o país em poucas horas.

As estatísticas do número de visitantes foram indicadas pela Organização Mundial do Turismo.

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva e Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / andrearenata

Comentários