logo

Telefone: (11) 3024-9500

10 motivos para conhecer o pequeno Malawi | Qual Viagem Logo

Foto por IStock/ Sabinoparente

10 motivos para conhecer o pequeno Malawi

11 de maio de 2017

Localizado entre os gigantes Tanzânia, Moçambique e Zâmbia, Malawi é um pequeno país que geralmente passa despercebido no radar da maioria dos turistas que visitam a região. Mas não por falta de atrativos. Conhecido como coração caloroso da África, o destino ganhou destaque há alguns anos, quando figurou uma lista da Lonely Planet. Nada que tirasse sua mágica ou lotasse seu aeroporto, mas foi o suficiente para torna-lo conhecido por oferecer a essência da mais pura experiência africana, onde os turistas parecem ser viajantes.

Pensando em te apresentar o melhor do lugar, nós separamos dez motivos para te inspirar a conhecê-lo. Confira:

O coração caloroso da África

Foto por Istock/ Photon-Photos

Foto por Istock/ Photon-Photos

O lugar ganhou esse nome e, com certeza, não foi só por conta de sua temperatura. O povo local é receptivo e caloroso, sempre disposto a ajudar os visitantes com alguma informação. Não à toa o malauiano já foi considerado o povo mais amigável do mundo com os turistas.

Lago Malawi

Foto por Istock/ kgrahamjourneys

Foto por Istock/ kgrahamjourneys

Também conhecido como Lago Niassa, é a atração mais famosa do país. O lugar abriga várias aldeias ribeirinhas, que vivem às custas da pesca. Os pescadores possuem uma cultura que sintetiza tanto os antigos rituais como a influência dos povos brancos. Sendo um dos Grandes Lagos Africanos, chama a atenção pelo tamanho. A massa de água do lago é verdadeiramente impressionante já que, graças ao fato deste se localizar no Grande Vale de Rift, o lago atinge uma profundidade máxima de cerca de 750 metros.

Para curtir o lago o visitante pode fazer um passeio de barco ou mergulho.

Parques Nacionais

Foto por IStock/ christophe_cerisier

Foto por IStock/ christophe_cerisier

Malawi tem nada menos do que nove parques nacionais para você explorar. O país orgulha-se de ter mais de 650 espécies de aves e 10% das quais não podem ser vistas em outras partes da África Austral. Seja para uma caminhada, trekking ou passeio de barco, esses lugares são verdadeiras reservas de vida selvagem que vão te surpreender. Destaque para os parques: Nyika National Park, Kasungu National Park, Liwonde National Park e o Parque Nacional do lago Malawi – que abria o lago já citado.

Lilongwe, a capital

Foto por Istock/ Pil-Art

Foto por Istock/ Pil-Art

A capital do país é a porta de entrada para quem vem de fora e se divide em duas: Velha e Nova. A chamada Cidade Velha possui o mercado, vários restaurantes e cafés. Entre a Cidade Velha e a Cidade Nova, um Santuário Natural com 150 ha possui várias trilhas, onde é possível avistar diversas espécies de pássaros, crocodilos e alguns mamíferos maiores podem ser vistos em jaulas.

Monte Mulanje

Foto por reprodução: visitmalawi.mw

Foto por reprodução: visitmalawi.mw

Localizada na cidade homônima, a montanha impressiona. Do alto de seus 3 mil metros abriga cascatas, formações geológicas e florestas criando um cenário único. O lugar costuma receber aventureiros em acampamento.

Vida selvagem

Foto por Istock/ padjelanta

Foto por Istock/ padjelanta

Apesar da pouca fama em relação aos safaris dos países vizinhos, o Malawi possui uma rica vida selvagem que faz qualquer visita valer a pena. O Liwonde National Park é o destino ideal quando se fala em safari, mas você também pode encontrar bichos e natureza quase intocados no Nyika National Park. Entre as especieis locais está um lagarto de duas cabeças.

Arte rupestre de Chongoni

Foto reprodução visitmalawi.mw

Foto reprodução visitmalawi.mw

Malawi também possui um Patrimônio Mundial da Unesco. É a arte rupestre de Chongoni, situada em uma área da montanha de 2224 metros. A cerca de 60 quilômetros de Lilongwe chama a atenção por suas representações de arte rupestre, que ilustram a vida dos povos agrícolas e dos caçadores-agrícolas.

Aventura

Foto por IStock/ YolandaVanNiekerk

Foto por IStock/ YolandaVanNiekerk

Graças à sua natureza, o país é destino de atividades de aventura como: snorkelling, windsurf, caiaque, mergulho, pesca, passeios de barco, observação de pássaros, mountain bike e esportes equestres. O clima ainda permite uma corrida de iates em agua doce – a mais longa do mundo, com 400 quilômetros de extensão – e trekking nas montanhas.

Praias de água doce

Foto por IStock/ CapturedOnce

Foto por IStock/ CapturedOnce

O Lago Malawi percorre todo o país – e também uma parte da Tanzania e Moçambique – formando diversas praias de água doce. Para conhecer as águas transparentes vale visitar algumas das ilhas locais, como Likoma ou Chizumulu.

Cultura

Foto por IStock/ alexerich

Foto por IStock/ alexerich

As danças locais são bastante importantes para esse povo e, inclusive, patrimônio da humaninade. Vimbuza, Gule Wa Mkulu e Tchopa são alguns dos tipos mais tradicionais que passam de geração para geração entre os malauianos.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por IStock/ Sabinoparente

Comentários