logo

Telefone: (11) 3024-9500

Voos para a Chapada Diamantina são retomados no Salvador Bahia Airport | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Peu Ribeiro

Voos para a Chapada Diamantina são retomados no Salvador Bahia Airport

17 de junho de 2021

Após 15 meses sem voos em direção à Chapada Diamantina, a ligação com essa região será retomada no Salvador Bahia Airport, integrante da rede VINCI Airports. A partir do dia 17 de junho a Abaeté Linhas Aéreas voará da capital baiana para Mucugê, destino inédito.

Com duas frequências semanais (quintas e domingos), a Abaeté Linhas Aéreas já possui autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para funcionar como linha área regular desde o ano passado.

“Sabemos a importância da Chapada Diamantina para o nosso estado, por sua beleza, história e oportunidades de negócios para o setor de turismo. Estamos muito animados com essa retomada”, afirma Marcus Campos, gerente de marketing e promoção aérea do Salvador Bahia Airport.

Essa nova etapa da retomada das viagens terá como benefícios a segurança sanitária de alto nível, pois o Salvador Bahia Airport implantou a campanha da VINCI Airports “Protegendo uns aos outros”, um conjunto de medidas sanitárias que atendem aos melhores padrões internacionais.

Localizado em Salvador, capital baiana e primeira capital brasileira, o Salvador Bahia Airport faz parte da rede VINCI Airports desde 2 de janeiro de 2018 através de um Contrato de Concessão com duração de 30 anos. Desde então, o aeroporto tem incorporado padrões globais de operação, buscando entregar mais eficiência, segurança e uma melhor experiência de viagem para os seus passageiros.

Com este objetivo, foram realizadas obras de modernização e ampliação do terminal de passageiros, um investimento de R$ 700 milhões que ampliou sua capacidade em 50%, de 10 milhões para 15 milhões de passageiros ao ano.

Apontado como o “Aeródromo Mais Sustentável do Brasil”, o Salvador Bahia Airport se destaca pelo seu pioneirismo em ações de preservação ambiental.  Norteado pela Air Pact, estratégia global da VINCI Airports, o aeroporto foi o primeiro do Brasil a reutilizar 100% da água consumida, a não dispensar resíduos sólidos para aterros sanitários e a ter uma usina solar – com 4,2 MW de potência. As ações do aeroporto para redução de emissão de carbono o levaram ainda a receber a Certificação de Acreditação em Carbono (ACA Certification)  pelo Conselho Internacional de Aeroporto (ACI).

Mais informações: salvador-airport.com.br

Texto: Agência com edição Eliria Buso

Foto por Istock/ Peu Ribeiro

Comentários