logo

Telefone: (11) 3024-9500

5 dicas de destinos internacionais abertos para brasileiros vacinados | Qual Viagem Logo

istock-499553781

5 dicas de destinos internacionais abertos para brasileiros vacinados

28 de julho de 2021

Com o avanço do cronograma de vacinação contra a Covid-19 no Brasil e no mundo, o turismo vai retornando à sua normalidade. A lista de países que voltaram a reabrir as suas fronteiras para brasileiros totalmente imunizados segue crescendo e em constante atualização. Para quem não vê a hora de viajar novamente para o exterior, é importante manter-se sempre atento às novas diretrizes. A Quickly Travel, agência de viagens do Grupo JTB, do Japão, listou alguns destinos bastante populares com as fronteiras já reabertas para brasileiros que tomaram a tão aguardada vacina. Confira:

Marrocos

Foto por iStock / mmeee

Foto por iStock / mmeee

Bastante popular entre brasileiros desde o enorme sucesso da novela “O Clone”, da TV Globo, que foi ambientada no país no início dos anos 2000, o Marrocos é mais uma nação que acaba de permitir a entrada de brasileiros completamente imunizados contra a Covid-19. Interessados em explorar todos os mistérios da cultura marroquina, bem como os belos mercados de rua e as imponentes mesquitas, precisarão apresentar resultado negativo de PCR feito nas últimas 48h e comprovante de vacinação para serem dispensados da quarentena obrigatória. Todas as vacinas disponibilizadas no Brasil serão aceitas pelo governo local. Quem ainda não estiver completamente vacinado deverá apresentar resultado negativo e realizar quarentena obrigatória de dez dias em hotel indicado pelas autoridades.

Suíça

Foto por iStock / ake1150sb

Foto por iStock / ake1150sb

Com a entrada de brasileiros já imunizados permitida desde o último dia 26 de junho, a terra dos relógios, dos canivetes e dos chocolates surge como opção para quem não vê a hora de voltar a viajar pela Europa novamente. A única exigência imposta pelo governo suíço é a apresentação de um comprovante de vacinação do SUS com especificações sobre a vacina, como fabricante, data de aplicação das doses e o endereço do posto de saúde onde o imunizante foi ministrado. Não é necessário a apresentação de testes PCR ou fazer qualquer tipo de quarentena.

Bahamas

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Pode até parecer clichê, mas não há como qualificar as Bahamas com outra palavra que não seja “paraíso”. Este deslumbrante conjunto de ilhas caribenhas, localizado entre a Flórida e Cuba, segue em alta e com restrições leves para os turistas brasileiros interessados em curtir as belas praias de areias brancas, mar em tons de azul turquesa e gastronomia saborosa. Visitantes completamente imunizados não precisam apresentar testagem negativa contra a Covid-19.

Egito

Foto por iStock / sculpies

Foto por iStock / sculpies

Quem quiser se aventurar pelo Egito e desvendar todos os mistérios e superstições que cercam a cultura local, como as imponentes pirâmides no complexo de Gizé, encontram poucas restrições para ingressar na terra dos faraós. Turistas totalmente imunizados contra a Covid-19 estão dispensados do teste PCR com até 96 horas antes do embarque, mas devem apresentar um certificado de vacinação emitido por um laboratório credenciado. A viagem poderá ocorrer até 15 dias após a 2ª dose ou dose única no caso do imunizante produzido pela Johnson & Johnson.

Dubai

Foto por iStock / RobertHoetink

Foto por iStock / RobertHoetink

Moderna, luxuosa e pitoresca, Dubai é um dos destinos mais curiosos e chamativos do mundo. Sua arquitetura, repleta de construções imponentes, como o Burj Khalifa, o maior arranha-céu do mundo, ilustra bem toda a grandiosidade do destino, que a partir de junho deste ano voltou a aceitar viajantes brasileiros em voos direto do Brasil. Nos últimos meses, passageiros provenientes de São Paulo ou Rio de Janeiro, em voo da Emirates, só podiam acessar o aeroporto do emirado em trânsito ou conexão. Com a liberação, a única exigência imposta pelos órgãos locais é a apresentação de um teste negativo até 72 horas antes.

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / Seqoya

Comentários