logo

Telefone: (11) 3024-9500

Voepass retorna em 13 destinos após 100 dias de paralisação | Qual Viagem Logo

voepass-linhas-aereas

Voepass retorna em 13 destinos após 100 dias de paralisação

4 de junho de 2020

A Qual Viagem, sempre atenta aos acontecimentos da retomada do segmento de turismo, entrevistou o presidente da Voepass, José Luiz Felício Filho. O executivo afirmou que a empresa retomará as operações a partir do próximo dia 03 de julho, tendo como base as rotas Ribeirão Preto-Guarulhos e Ribeirão Preto-Rio de Janeiro, entre outras, inclusive na região norte do Brasil.

Antes da pandemia se instalar em território nacional, a Voepass viveu a melhor fase de crescimento e operações. A empresa atendia 47 destinos e já tinha iniciado a operação no Aeroporto de Congonhas. A partir de 23 de março, a decisão da diretoria foi congelar a operação em todas as bases, concentrar as 15 aeronaves em Ribeirão Preto e, nesse período, realizar um processo agressivo de manutenção rigorosa nas 15 aeronaves Atr, 42 e 72, da sua frota total. Foram instalados protocolos rigorosos de segurança e a equipe de funcionários, com 1.100 colaboradores, cumpriu férias e licenças, além de aderir ao plano de contingência acordado pelo Governo Federal. Nenhum funcionário foi demitido. Com a volta de parte das operações em 03 de julho, retornam também 400 funcionários, que irão operar inicialmente 13 destinos.

Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

A estimativa do executivo da maior empresa área regional do Brasil é que entre setembro e outubro 50% das operações estejam regressando e que, no início do primeiro trimestre de 2021, a empresa volte com força total.

Vale ressaltar que a Covid-19 não escolhe suas vítimas e todos nós estamos sujeitos a contraí-la, bem como desenvolver a forma grave da doença. Após 21 dias na UTI e curado do novo coronavírus, o presidente do grupo Voepass retorna com um testemunho otimista, que mesmo com os grandes problemas enfrentados, a empresa conseguirá dar a volta por cima. Ele comemora a recuperação e torce diariamente pela saúde de seus colaboradores.

“Ao longo desse período que a gente está hibernado, foram criados protocolos, estamos anunciando agora a retomada de parte da nossa malha. Estamos realizando rigorosa manutenção dos aviões e estabelecendo protocolos rigorosos de limpeza e desinfecção das aeronaves. Nossos aviões em solo vão demorar um pouco mais para realizar esses protocolos, mas queremos garantir a segurança total de nossos passageiros”, comenta José Luiz Felício Filho.

Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

Queda brusca no momento de expansão

José Luiz Felício Filho lamenta que tudo tenha acontecido num momento em que a empresa estava em expansão, entrando em Congonhas e firmando novas parcerias, mas entende que isso é parte de um processo e que está certo de que tudo será superado e em breve a empresa voltará a crescer de maneira sustentável e exponencial. Ele faz um apelo para que o Governo Federal apoie mais a aviação regional. A boa logística do Brasil depende exclusivamente do crescimento da aviação regional no país.

A Voepass volta também a operar na região norte do Brasil, com voos a partir de Manaus ligando mais de oito importantes cidades do interior do Pará e Amazonas.

Mais informações em: voepass.com.br

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por: iStock / Matheus Obst

Comentários