logo

Telefone: (11) 3024-9500

Vancouver cinematográfica: diversidade em um dos destinos mais friendly do Canadá | Qual Viagem Logo

The city of Vancouver in British Columbia, Canada

Vancouver cinematográfica: diversidade em um dos destinos mais friendly do Canadá

7 de fevereiro de 2020

Não se assuste se ao conhecer Vancouver você reconhecer uma esquina de Nova York ou até mesmo de Tóquio. Com incentivos para a indústria cinematográfica e uma cidade que une paisagens de metrópole cercada de florestas, este destino ca­nadense está constantemente nas telas do cinema ou nas séries de TV, mesmo que identificado como outra cidade do mundo.

É nesse clima cinematográfico que Vancouver en­canta quem visita. Um dos mais belos destinos ca­nadenses, para o turista LGBT a cidade ainda ofere­ce uma acolhimento declarado e uma vida noturna agitada. Não é incomum ver a bandeira do arco-íris na cidade, até mesmo em frente a igrejas e dentro de bancos. Também é cotidiano ver casais LGBT de mão dadas sem causar qualquer tipo de espanto. Então, é só aproveitar pra conhecer o que Vancouver oferece de melhor e curtir tudo poden­do ser você mesmo.

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Cercada de montanhas e florestas por um lado e de praias do outro, Vancouver tem uma localização privilegiada e um clima ameno (principalmente se comparado com outras cidades canadenses). Mes­mo no inverno o frio é menos intenso e na cidade mesmo não é muito comum nevar por dias segui­dos. Mas é no verão que a cidade se torna mais atraente, afinal, grande parte de suas atrações é ao ar livre e dias ensolarados e mais quentes convidam os locais a curtir a sua própria cidade, criando uma atmosfera toda especial. Parece incrível para quem visita um destino tão agradável, mas o alto índice pluviométrico e o inverno com noites longas fazem com que os governantes se preocupem com a saú­de mental dos moradores. Mas, para você que está a passeio, Vancouver é só diversão!

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Os arredores da cidade concentram uma série de atrações ligadas à natureza. Certamente a mais famosa de todas é a Capilano Suspension Bridge. Com 137 metros de extensão a uma altura de 70 metros, essa ponte tem uma altura equivalente a um edifício de 25 andares. Sustentada por cabos de aço, balança bastante ao atravessar, mas é bem segura. Sua primeira versão data de 1889, quando a família proprietária do local achava que a melhor parte do seu terreno ficava do outro lado do Rio Capilano. Além da aventura de atravessar a pon­te, esse passeio rende lindas fotos com uma das paisagens mais bonitas de Vancouver. O sucesso é tão grande, que ao redor foi construído o Capi­lano Suspension Bridge Park, com outras atrações, como o Cliffwalk (uma passarela com 20 metros de comprimento suspensa por oito cabos presos no mesmo ponto de um penhasco, Arvorismo e até um café e um delicioso restaurante, ótima pedida para um almoço ao visitar o local).

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Outra atração fora da cidade é a Grouse Moun­tain, de onde se tem uma das mais lindas vistas de Vancouver e das montanhas que cercam a cidade. Além disso, o Eye of The Wind, gerador de energia eólica que pode ser visitado por dentro, e a própria subida de bondinho até o local tornam o passeio ainda mais especial. O local ainda oferece outros atrativos como restaurantes e apresentações ar­tísticas, além de atividades esportivas que variam conforme a época do ano.

A natureza certamente é um dos destaques de Vancouver e até mesmo dentro da cidade ela apre­senta atrativos incríveis. O Stanley Park é o maior parque urbano do Canadá (maior que o Central Park de Nova York) e uma das principais atrações do destino. Em seus mais de 400 hectares estão 22 monumentos e 3 praias. Os famosos totens es­palhados pelo parque; o Seawall, calçadão a beira mar com vista incríveis; e o Aquário de Vancouver são as principais atrações. Mas até mesmo alugar uma bicicleta ou simplesmente caminhar pelo par­que renderá momentos de relaxamento e prazer que ficarão pra sempre na sua memória.

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Por falar em praias, não deixe de conhecer a En­glish Bay Beach de onde se tem um espetacular pôr do sol. Ao lado está o A-maze-ing Laughter, um conjunto de 14 estátuas de bronze gargalhan­do que rendem fotos incríveis e divertidas. Outra dica é aproveitar para fazer uma refeição curtin­do o dourado do entardecer no Cactus Club Café, com uma vista espetacular da região. Por ser bem próxima ao Davie Village (local de concentração da comunidade LGBT), é bastante frequentada por esse público. Há ainda a Sunset Beach, onde em agosto acontece o Pride Festival, e a Wreck Beach, maior praia de naturismo da América do Norte que reserva uma área frequentada pelo público gay.

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Mas há também uma parte histórica e interessante para conhecer na cidade. O bairro boêmio de Gasto­wn é um charme, com sues prédio históricos e suas lojas. Por lá você conhecerá o Steam Clock, relógio a vapor construído em 1875 e que funciona até hoje (a cada quinze minutos ele produz som). Neste bairro você encontrará restaurantes e cafés delicio­sos para ficar apreciando o movimento pelas ruas.

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Não deixe de ir também a Granville Island, onde antigos galpões industriais deram espaço a ateliês, lojas, restaurantes e o mercado público Granville Is­land Public Market. Há ainda a cervejaria Granville Island, o Kids Market e uma fábrica de cimento com um grafite dos artistas brasileiros Os Gêmeos. O visual do lugar é bonito e a vista do outro lado da península (sim, apesar do nome não é uma ilha) também rende boas fotos. Artistas de rua se apresentam por ali deixando a experiência ainda mais interessante.

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

E finalizando os atrativos diurnos principais de Vancouver o Canada Place é um grande centro de convenções construído para abrigar a World Fair de 1986. Do prédio em formato de navio, pas­sando pelo calçadão com os estados canadenses, a vista do pequeno aeroporto de hidroaviões, os atrativos se somam ao principal que é o FlyOver Canada, imperdível simulador de voo que te leva para uma viagem por todo o país

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

A AGITADA VIDA NOTURNA EM DAVIE VILLAGE

Tão diversa quanto a cidade, as atrações LGBT de Vancouver vão desde tradicionalmente o agito no­turno até cafés, restaurantes, lojas, entre outros. É o caso do Little Sisters, com seus livros, revistas, vídeos e roupas sensuais. Há também o Fountain Head, que oferece boa comida e bebida, mesa de sinuca e um pátio para relaxar no verão.

Mas quando pensamos em agito gay, o Davie Village é onde estão concentradas a maioria dos bares e clubes da cidade. E lá também, no cruza­mento da Davie Street com a Bute Street que está a primeira faixa de pedestre com as cores do arco-íris do Canadá.

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Os fãs de RuPaul vão adorar os show de drag do 1181 Bar, já os apreciadores de couro se encon­trarão no PumpJack Pub. O The Junction é um bar que com o avançar da hora se transforma em boa­te, com direito a shows de Drag (a cultura Drag é bem presente na cidade). É preciso conhecer o Numbers Cabaret Entertainment Center, o mais antigo club gay ainda em funcionamento da cida­de. Mas o endereço mais agitado e cheio da região é o Celebrities Nightclub.

Foto por Otávio Furtado

Foto por Otávio Furtado

Se nessa região o público masculino é predomi­nante, embora haja espaço para todos, a Commercial Drive, conhecido como Little Italy é onde o pú­blico gay feminino mais frequenta.

Ao longo do ano, uma série de eventos mostra porque Vancouver é tão gay friendly. Em janeiro, Whistler (cerca de 2 horas e meia de carro de Van­couver) recebe a sua semana de esqui LGBT. Em março, os adoradores de couro têm um fim de semana de eventos para chamar de seu: Rubbout Weekend. Também no terceiro mês do ano, a co­munidade drag celebra seu grande evento, com a coroação da sua “monarquia” no Coronation Ball. Desde 1978, em julho/agosto acontece o Gay Pride Vancouver, festival que tem seu ápice na Parada do Orgulho LGBT da cidade. Em agosto acontece ain­da o principal festival de cinema LGBT do destino: Vancouver Queer Film Festival.

Serviço

COMO CHEGAR

Não há voos direto regulares saindo do Brasil para Vancouver. Mas, a Air Canada oferece voo diário partindo do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, para Toronto. Há facilidade de cone­xão para Vancouver a partir desta opção.

ONDE FICAR

O Shangri-La Vancouver é muito bem localizado, no coração da cidade e com acesso a pé para diver­sas atrações. O hotel apresenta uma proposta de fu­gir da cara de hotelaria e oferecer uma experiência mais próxima do hóspede se sentir em casa. Seu pré­dio alto de vidro oferece uma ótima vista da região.

MOEDA

Dólar Canadense.

VISTO

Brasileiros que têm visto americano válido precisam apenas de uma autorização eletrônica (eTA) para entrada no país.

Texto por Otávio Furtado / Gay Travel and Fun

Imagem Destacada via iStock por danbreckwoldt

 

Comentários