logo

Telefone: (11) 3024-9500

Um mergulho no azul das Bahamas | Qual Viagem Logo

Bright and vibrant panoramic image with Paradise Island and palm trees close at the cruise port of Nassau in the Bahamas. Blue sky and some white clouds. Wide image.

Um mergulho no azul das Bahamas

25 de junho de 2021

Viajar para as Bahamas é ter uma infinidade de lugares para descobrir, entre centenas de ilhas, milhares de ilhotas e incontáveis praias de areia branquinha e o mar mais cristalino que você já viu.

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Ilhas cercadas por um mar azul turquesa e cristalino, praias de areia branca e clima de verão o ano inteiro definem a imagem de um paraíso tropical. E é exatamente esse cenário que você vai encontrar nas Bahamas, arquipélago caribenho formado por 700 ilhas e 2 mil ilhotas, cada uma com seu encanto particular.

Foto por iStock / Matt Claiborne

Foto por iStock / Matt Claiborne

Mergulhar em recifes de corais e nadar com animais marinhos, praticar esportes aquáticos e descobrir ilhas desabitadas em passeios de barco são apenas algumas das atividades que podem ser feitas por quem visita o país. Pousadas intimistas, hotéis boutique exclusivos e grandes resorts com cassinos compõem a oferta hoteleira local, com opções para todos os tipos de viajantes. A gastronomia é outro destaque, com diversos mariscos, frutos do mar e peixes.

Nassau e turismo de cruzeiros

As Bahamas foram uma colônia britânica e um refúgio para piratas entre os séculos XVII e XVIII, além de palco para conflitos que envolveram espanhóis, franceses e norte-americanos. Hoje, o país vive principalmente do turismo e tem como porta de entrada sua capital, Nassau. A menos de 300 km de Miami, a cidade ocupa toda a ilha de New Providence.

Foto por iStock / quackersnaps

Foto por iStock / quackersnaps

Essa proximidade com a Flórida fez de Nassau um ponto de parada frequente de cruzeiros das principais companhias que operam roteiros pelo Caribe. Além disso, muitas dessas companhias têm ilhas particulares nas Bahamas, acessíveis apenas aos passageiros de seus respectivos navios, como Castaway Cay da Disney Cruise Line, CocoCay da Royal Caribbean e Ocean Cay da MSC Cruzeiros.

Foto por iStock / dbvirago

Foto por iStock / dbvirago

Em Nassau, o terminal dos grandes navios é o Prince George Wharf, que fica bem no centro da cidade, área que costuma ficar repleta de turistas. Na colorida Bay Street e outras ruas adjacentes, há uma série de restaurantes, lojas duty free e de souvenirs e barracas de artesanato. Por ali também estão construções históricas, como os prédios governamentais na Parliament Square.

Foto por iStock / WorachatSodsri

Foto por iStock / WorachatSodsri

Se você acabou de descer de um navio e tem pouco tempo para conhecer a cidade, vale pegar um táxi e visitar uma das praias de Nassau. A maioria dos turistas vai para a vizinha Paradise Island, onde está o icônico resort Atlantis. Nassau guarda uma boa oferta de hotéis e grandes resorts, muitos deles all-inclusive e à beira-mar, concentrados nas melhores praias do destino: Cable Beach, Goodman Bay e Cabbage Beach.

Foto por iStock / vale_t

Foto por iStock / vale_t

Aliás, os dois maiores cassinos do Caribe ficam em Nassau, nos resorts Baha Mar e Atlantis. Este último é um verdadeiro complexo de lazer, que inclui o parque aquático Aquaventure e o Dolphin Cay, habitat marinho ao ar livre onde é possível nadar com golfinhos e arraias e participar de outras atividades únicas. A Blue Lagoon Island, pertinho da ilha de New Providence, também oferece encontros com animais, como golfinhos e leões marinhos. Já no zoológico e centro de conservação Ardastra Gardens, assista à famosa marcha dos flamingos, ave nacional das Bahamas.

Belezas subaquáticas

Foto por iStock / KatePhilips

Foto por iStock / KatePhilips

Com visibilidade que chega até os 60 metros e águas quentes praticamente durante o ano todo, as Bahamas têm destaque como destino de mergulho e snorkeling. Os cenários são diversos, como os muito bem preservados recifes. A Barreira de Corais de Andros, com 300 km, é a terceira maior do mundo e acompanha a costa leste da ilha homônima. Há ainda corais em Bimini, Exumas, San Salvador e Eleuthera.

Foto por iStock / NaluPhoto

Foto por iStock / NaluPhoto

Outras opções para mergulho são os incríveis paredões submarinos, como o desfiladeiro Tongue of the Ocean entre Andros e Nassau, os sistemas de cavernas subaquáticas e os naufrágios naturais e artificiais. O país também tem uma profusão dos chamados buracos azuis, cavernas verticais que guardam águas profundas.

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Em Long Island, o Dean’s Blue Hole é o segundo buraco azul mais profundo do mundo, com 200 metros. Já na ilha de Andros há mais de 50 buracos azuis, a maior concentração do planeta, tanto no interior, como o Captain Bill’s Blue Hole, quanto ao longo da costa.

Foto por iStock / shalamov

Foto por iStock / shalamov

Para os mais corajosos, as Bahamas oferecem alguns dos melhores lugares do mundo para mergulhar entre tubarões. Em Compass Cay, nas Exumas, você pode nadar com os tubarões-lixa em seu habitat natural. Já para encontrar arraias, vá à ilha Balmoral, próxima a New Providence, em Nassau.

Exumas

Com um conjunto de 365 ilhas e ilhotas desabitadas – uma para cada dia do ano –, as Exumas são cercadas por um mar turquesa e guardam praias intocadas. Em Great Exuma está a maioria dos hotéis e resorts, além da capital George Town. Já em Little Exuma, a grande atração é a Tropic of Cancer Beach, tranquila praia pública de areia branquinha e fofa.

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Foto por iStock / Enrico Pescantini

Acessíveis em passeios de barco, as Exuma Cays completam esse destino, entre ilhas particulares, bancos de areia que aparecem de acordo com a maré, recifes de corais protegidos que formam ótimos pontos de mergulho e snorkeling e algumas surpresas, como a já mencionada Compass Cay.

Foto por iStock / shalamov

Foto por iStock / shalamov

Nas Exumas está um dos lugares mais conhecidos das Bahamas: a Praia dos Porcos de Big Major Cay. Os únicos habitantes desta pequena ilha são os famosos porquinhos nadadores. Os porcos não são nativos da ilha e não se sabe ao certo como eles chegaram até lá. Hoje, dezenas deles vivem na praia, atraindo a curiosidade dos turistas. Acostumados com os seres humanos, os animais recepcionam os turistas já no barco, sempre em busca de algum petisco.

Foto por iStock / NathanDerrick

Foto por iStock / NathanDerrick

Já Stocking Island é o lar de arraias e guarda uma abundância de estrelas do mar em Starfish Beach. Na praia de Bitter Guana Cay, os habitantes são as iguanas das Bahamas. Perto de Staniel Cay, a Gruta Thunderball é uma caverna cuja entrada fica escondida sob a água do mar, mas é possível nadar ali na maré baixa, em meio aos peixes coloridos.

Foto por iStock / Bogdan Okhremchuk

Foto por iStock / Bogdan Okhremchuk

Eleuthera e Harbour Island

Um curto trajeto de balsa separa as ilhas vizinhas de Eleuthera e Harbour. Apesar de próximas, guardam cenários bem diferentes. Eleuthera é extensa, com largos trechos de natureza selvagem e 340 km de costa, cortada de norte a sul pela Queen’s Highway.

Foto por iStock / shalamov

Foto por iStock / shalamov

Essa estrada atravessa um estreito rochoso natural, com cerca de 10 metros de largura, chamado de Glass Window Bridge: de um lado, está o Oceano Atlântico com seu tom azul profundo e, do outro, o mar calmo e azul turquesa de Eleuthera. O contraste de cores em uma visão panorâmica é de tirar o fôlego. Perto dali está o Queen’s Bath, um conjunto de piscinas naturais entre as rochas, esculpidas pela força das ondas.

Foto por iStock / Remanz

Foto por iStock / Remanz

Já Harbour Island é um destino pitoresco, com a encantadora Dunmore Town. Esta pacata cidade tem construções no estilo da Nova Inglaterra, com simpáticos sobrados com fachadas coloridas em madeira, telhadinhos inclinados e varandas. Para percorrer as ruas estreitas de Dunmore, carrinhos de golfe são o principal meio de transporte. Outro destaque é a Pink Sands Beach, onde a areia exibe um tom de rosa claro.

Ábacos, Freeport e Bimini

Foto por iStock / TraceRouda

Foto por iStock / TraceRouda

Com quase 200 km de extensão, a cadeia de ilhas Ábacos, dividida em norte, centro e sul, é um paraíso para passeios de barco. Há marinas bem estruturadas em várias ilhas, e é comum que os turistas aluguem barcos para conhecer melhor os tesouros da região. Em Hope Town e Green Turtle Cay, as casas preservam o estilo colonial britânico. Visite ainda o Farol Elbow Reef e a Tahiti Beach em Elbow Cay.

Foto por iStock / Yelena Rodriguez Mena

Foto por iStock / Yelena Rodriguez Mena

O destino vizinho é a ilha Grand Bahama, onde está Freeport, a segunda maior cidade do país. É considerada um dos melhores lugares para compras nas Bahamas, com destaque para o mercado de Port Lucaya. Grand Bahama costuma ser o primeiro porto de escala para os velejadores que partem da Flórida rumo às Bahamas – a cidade de West End, por exemplo, fica a apenas 100 km da costa do estado norte-americano.

Foto por iStock / Laura Ragsdale

Foto por iStock / Laura Ragsdale

A região de Freeport também tem destaque no quesito natureza. Vale conhecer o Parque Nacional Lucayan, que abriga um sistema de cavernas subaquáticas, trilhas, manguezais e a isolada Gold Rock Beach, o buraco azul Owl’s Hole e o Parque Nacional Peterson Cay, uma pequena ilha cercada por recifes de corais e um mar habitado por arraias-manta, barracudas e outros animais marinhos.

Foto por iStock / Nigel Marsh

Foto por iStock / Nigel Marsh

A apenas 80 km de Miami Beach, as ilhas Bimini (North e South) já tiveram visitantes ilustres, caso do escritor Ernest Hemingway e de Martin Luther King Jr. Em Bimini há dezenas de pontos de mergulho, com destaque para os encontros com tubarões-martelo e tubarões-touro e a Bimini Road, um conjunto de grandes pedras dispostas de maneira alinhada no fundo do mar – dizem que faziam parte da cidade perdida de Atlântida. Aproveite as praias de North Bimini e a de Honeymoon Harbour, onde simpáticas arraias nadam pertinho da faixa de areia.

SERVIÇOS

Como chegar

Entre o Brasil e Nassau há voos com escalas oferecidos por companhias como a Copa Airlines via Cidade do Panamá e a American Airlines via Miami.

Onde comer

Chat ‘N’ Chill® Beach Bar & Grill – chatnchill.com

Curly’s Restaurant and Bar – facebook.com/Curlys242

Flying Fish GastroBar – flyingfishbahamas.com

The Dunmore Restaurant – dunmorebeach.com/the-restaurant

Onde ficar

Atlantis Paradise Island Bahamas – atlantisbahamas.com

Baha Mar – bahamar.com

Coral Sands Hotel – coralsands.com

Sandals Emerald Bay – sandals.com/emerald-bay

 

Mais informações em: bahamas.com

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / NAPA74

Comentários