logo

Telefone: (11) 3024-9500

Top 10 atividades para explorar em Praga capital da República Tcheca | Qual Viagem Logo

prague1

Top 10 atividades para explorar em Praga capital da República Tcheca

18 de dezembro de 2015

Texto por: Daniela Bernardes Loyola O’Connor


Com a sua história milenar e localizaçăo privilegiada entre o Oriente e o Ocidente, Praga é uma das maiores atrações da Europa Central. Uma simbiose impar de culturas, tradiçőes, exposições de todos os estilos arquitetônicos possíveis e imagináveis além de um cenário natural completamente aconchegante, que é certamente difícil de encontrar em qualquer outra cidade. Totalizando 1.215.100 habitantes, a capital da República Tcheca é uma das menores capitais na Europa.

A origem da cidade de Praga volta até o ‘Paleolítico superior’, pois o seu primeiro assentamento urbano tomou forma em meados do século X, quando as ‘tribos eslavas’ construíram duas fortificações sobre duas colinas opostas, estabelecendo então o ponto de controle do passo pelo rio Moldava, o famoso: Vltava.

A localizaçăo significativa logo transformaria aquele local em um valoroso cruzamento de trajetos dos povos e a partir do século XI, a cidade começou a se desenvolver velozmente.

Foto © Krisva on pinterest

Entretanto, naquela época já se levantava o núcleo da cidade de Praga, a ‘Cidade Velha’, em torno da qual se expandiriam pouco a pouco, os assentamentos de mercadores Alemães, a Cidade Judaica, a Malá Strana (conhecida como a ‘Cidade Pequena’) e a primeira muralha, que foi edificada pelo Rei Wenceslau I.

A povoação de residência dos Reis da Boêmia transformou-se no século XIV na sede da corte do Sacro Império Romano’, sob o domínio do rei Tcheco-Carlos IV, um dos Reis mais poderosos na historia européia.

Contudo, no final do século XIV, Praga já era considerada uma metrópole com quatro núcleos urbanos e dois deslumbrantes castelos, além de ter sido povoada por 50.000 pessoas de origens distintas.

1. O castelo de Praga e a catedral São Vito

O castelo é a residencia oficial do Presidente da República Tcheca. Localizado no distrito de Hradčany e fundado no século IX foi sede do poder dos reis de Bohemia, dos imperadores romanos y dos presidentes da Checoslovaquia. O livro de Recordes do Guinness nomea o Castelo de Praga como o maior castelo do mundo, ocupando uma área de 70.000m2. Numa das suas salas secretas encontram-se as jóias da Coroa Bohemia. Construído no século IX pelo príncipe Bořivoj, foi transformado de uma fortaleza de madeira com bastiões de argila na actual fortaleza com muralhas e torres.

Durante a história, todos os governantes modificaram algumas partes segundo os seus gostos, pelo que podemos encontrar muitos estilos arquitectonicos. O castelo teve 4 grandes reconstruções, mas, domina o estilo clásico adquirido no século XVIII durante o reino da Maria Theresa.

A construção da catedral foi aprovada pelo Papa Clemente VI com a promoção de Praga de bispado a archebispado. Ao contrario das catedrais europeias construidas dentro das cidades, a Catedral de Praga foi construida fora, no centro do Castelo de Praga, dando ao Castelo um ar sagrado. O primeiro arquiteto da contrução, Matthias Arras de Avignon, chamado por Carlos IV a Praga, na altura capital do sagrado império romano, inspirou-se no modelo das catedrais de França, mas foi o seu sucessor, o genio Petr Parler, que deu a catedral as suas características decorações de escultura e arte.

As áreas principais da Catedral são: A Capela de São Wenceslao onde estão as Jóias da Coroa, o túmulo de prata de Juan Nepumoceno, o mausoléu real e os vitrais neogóticos.

2. Os Jardins Reais dundados em 1534 por Ferdinando I de Habsburgo

Desde o inicio, foram construidos edificios destinados á diversão da corte: A Casa do jogo da bola, o palacio de Verão, a Corte do Leão. Atualmente e desde mediados do século XIX apresenta um ‘estilo Inglês’. O Palacio de Verão, construida por Ferdinando I para a sua esposa Ana de Jagellones, tem estilo renascentista, típico do norte dos alpes. A Casa do jogo da bola tambem em estilo renascentista é de 1567, na sua frente norte apresenta lindas decorações de grafites alegóricas as virtudes e as artes.

3. O Palacio Wallenstein o maior palácio da Cidade Pequena

Considerado um dos edificios mais prominentes do barroco Tcheco, é acreditada a um dos mais ricos e potentes nobres da sua época, Albrecht Václav Eusebius von Wallenstein. A sua ideia era competir com o Castelo de Praga pelo que tem 340 mt. de comprimento e 172 mt de largura.

Foto © Ech & Will on pinterest

Foto © Ech & Will on pinterest

Foi ampliado entre os anos 1623-1630 trabalhando nele importantes arquitetos, pintores, escultores e artesaos como: Andrea Spezza de Arong, Giovanni Battista Pieroni e Niccolo Sebregondi. O artista que realizou as esculturas do jardim é Adrian de Vries. Ao sul e suleste do jardim existem estranhas grutas de estalactites com detalhes escondidos aos mais desatento dos visitantes. Atualmente o palácio é sede do Senado da República Tcheca.

4. O menino Jesus de Praga

Menino Jesus de Praga é uma devoção que existe na cidade de Praga, na antiga Tchecoslováquia. Hoje Praga é a capital da chamada República Checa. A imagem fica na Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa.

Vilem de Rozumberk, Imperador da Tchecoslowáquia, fundou um convento Carmelita após conseguir grande vitória numa batalha importante. Foi um ato de agradecimento. Tempos mais tarde, o convento começou a passar por grande crise. Os padres carmelitas, então, pediram ajuda a Deus.

Logo, receberam a visita da Princesa Polixene Lobkwitz, que estava em seus últimos dias de vida. Ela levou aos padres uma grande oferta em dinheiro que os tirou da crise. A princesa prometeu dar aos padres uma bela imagem do menino Jesus, vestido de Rei, com o globo terrestre na mão esquerda e a mão direita levantada para abençoar.

5. A Ilha Kampa

Chamada também Na Kampě esta situada no rio Moldava perto de Mala Strana (pequena cidade). A ponte Carlos atravessa na parte norte e está comunicando com a ilha pela rúa na Kampě. Separada da Mala Strana por um canal estreito e artificial chamado Canal do Diabo (Čertovka), antigamente usado para impulsar moinhos de agua. O nome do canal se deve a uma mulher de mau caráter que morava numa casa ai chamada Sete Diabos. A área foi chamada Kampa no século XVII porque alí os soldados espanhóis acamparam durante a Batalha da Montanha Branca.

Encontra-se em Kampa o Museu Kampa, uma galeria de arte moderna onde mostram trabalhos de artistas da Europa Central (particularmente tchecos). As obras são da coleção privada de Meda Mládek.

6. A Ponte Carlos

A Ponte Carlos, é uma das principais atrações turísticas de Praga logo após o Castelo de Praga e o Relógio Astronómico, e uma das mais antigas pontes de pedra na Europa Central. A Ponte Carlos establece mais de 600 anos de comunicação entre a margem direita e margem esquerda do Rio Vltava, entre a Cidade Velha e Cidade Baixa a caminho do Castelo de Praga. O lançamento da pedra fundamental foi feito em 1357 pelo rei Carlos IV.

Foto © Danielle Rogers on pinterest

Foto © Danielle Rogers on pinterest

Segundo a lenda, á argamassa usada para construir a ponte foram adicionados ovos. Desde o século 17, foram colocadas na ponte cerca de 30 estátuas e esculturas na sua maioria barrocas. A mais importante será a estátua de João de Nepomoceno em memória de sua derrocada da ponte em 1683 Hoje, a ponte Carlos é o ponto de encontro para artistas, músicos e artesãos.

7. O bairro Judeu

O bairro judeu era conhecido por gueto judeu até ver o seu nome modificado para Josefov em honra do Imperador Jose II, que realizou reformas melhorando as condições de vida da comunidade judaica. Como muitos judeus morreram durante a II guerra mundial ou foram obrigados a abandonar o pais durante o regime comunista, a comunidade judia atual é composta apenas por cerca de 2000 pessoas. Existem duas figuras representativas desta parte da cidade: Franz Kafka e o mistico humanoide Golem criado por Jehuda ben Bezalel, conhecido também como Rabi Low.

O museu judeu comprende 6 sinagogas: Pinkas, Klausen, Velha-nova, Maisel, Alta e Jubilar. O antigo cemiterio judeu é do século XV e tem mais de 12000 túmulos em 12 camadas sobrepostas.

8. A Praça da República

Casa Municipal, o edifício de Arte Nova mais notável de Praga. A fachada do lugar é magnífica e o interior mais estonteante ainda. Durante o mês de maio acontece o Festival de Primavera, composto por diversos shows de música clássica apresentados em diferentes pontos da cidade. Se estiver passeando por ali nessa época, não perca tempo e compre ingressos para ver a Filarmônica de Praga, tocando no Municipal House. Sensacional. Em 1918 foi aqui em uma das suas mais sumptuosas salas que foi proclamado o novo estado independente da Checoslováquia.

9. O relógio astronômico de Praga

O Relógio astronômico de Praga é um dos lugares mais populares da cidade. Turistas entusiasmados se reúnem a cada hora certa em frente da torre da Antiga Prefeitura, para ver o relógio dando as horas.

Foto ©  Jose Salgueiro

Foto © Jose Salgueiro

Assim que os sinos tocam, duas janelas se abrem por cima do relógio e estátuas numa plataforma rotativa assomam à vista, uma a seguir à outra. Estas estátuas representam os 12 apóstolos.

10. A Praça do Venceslau

O bulevar mais movimentado de Praga é um local ótimo para compras e vida noturna, e tem uma tradição como ponto de encontro para levantes e celebrações.

No coração da Cidade Nova de Praga encontra-se um bulevar longo de 750 metros, a Praça Venceslau (Václavské Náměstí). Visite esse importante local para os habitantes e aproveite as instalações modernas atuais. A praça marca o início do principal distrito de compras de Praga, embora, à noite, ela seja um dos locais mais animados

Para você descobrir Praga e outras cidades da República Tcheca, você pode entrar em contato com o ‘Lukáš Lukas’ visitando o seu website em visita-praga.eu ou no Facebook – fanpage Visita Praga. Você também poderá contar com a sua companhia com preços amigáveis por hora/tour, onde ele também estará disponível para te encontrar em seu seu hotel ou até mesmo te buscar no aeroporto. O Lukáš fala uma forma de português que se encontra entre o idioma de Portugal e o do Brasil. Assista o seu vídeo de apresentação:

Explore Praga, outras dicas no TCHECAndo

Comentários