logo

Telefone: (11) 3024-9500

Terra Santa reserva experiências surpreendentes | Qual Viagem Logo

Qual-Viagem-Ed

Terra Santa reserva experiências surpreendentes

12 de maio de 2014

Mergulhar na história, nas origens de importantes civilizações e em culturas fabulosas pode ter como início a Terra Santa. Singular pelas paisagens únicas e tradição de pelo menos 10 mil anos, a região tem se destacado como um destino histórico. Opções de entretenimento e cultural não faltam. Os visitantes também podem percorrer caminhos por onde Jesus e outros personagens da Bíblia passaram. Com o tamanho de Sergipe, o menor estado brasileiro, o território tem geografia e clima bastante diversificado, com áreas montanhosas e cobertas de neve ao norte e uma região desértica ao sul. Com cidades modernas, históricas e vibrantes, Israel e Palestina são o ponto de encontro das três principais religiões do mundo, o cristianismo, o islamismo e o judaísmo. Confira os principais atrativos turísticos e alguns ainda pouco conhecidos da região.

Jerusalém Dividida em quatro bairros (judaico, cristão, armênio e muçulmano) a capital é palco de alguns dos principais acontecimentos sagrados para cristãos, judeus e muçulmanos. Entre as atrações estão o Muro das Lamentações, o Domo da Rocha, a Via Dolorosa (onde Jesus carregou sua cruz antes de morrer) e o Cenáculo.

Muro das Lamentações

62Localizada na Esplanada das Mesquitas, o muro é a única parte que restou dos lados sul e leste do Templo de Jerusalém construído quando os judeus retornaram da primeira diáspora, durante o domínio persa. Muitos judeus fazem oração diante do muro e deixam seus pedidos escritos em pequenos vãos das pedras que formam a construção.

 

 

 

Santo Sepulcro

65Outro ponto que atrai visitantes de todo mundo, principalmente cristãos, o Santo Sepulcro é o lugar onde Jesus foi crucificado, sepultado e ressuscitado. No espaço foi construída a Basílica do Santo Sepulcro. No interior da igreja estão o Calvário (local da crucificação), a Aedícula (área em que Jesus foi sepultado) e a Pedra da Unção.

Monte das Oliveiras

64Um dos lugares mais visitados em Jerusalém, o Monte fica nas adjacências de Jerusalém, à leste da Cidade Velha. Ao pé da montanha fica o Jardim Getsêmani, local onde Jesus orou logo após a Última Ceia. O monte abriga a Igreja Dominus Flevit, um templo bizantino com forma de uma gota na parte de cima. Uma experiência inesquecível é ver o nascer do sol e contemplar a cidade.

Memorial

61Principal centro espiritual e religioso do mundo por muitos, a cidade de 126km² é uma das mais visitadas do mundo. Dividida em quatro bairros (Judaico, Cristão, Armênio e Muçulmano) a capital é palco de alguns dos principais acontecimentos sagrados para cristãos, judeus e muçulmanos. Assim como o Muro das Lamentações, o Domo da Rocha, a Via Dolorosa (onde Jesus carregou sua cruz antes de morrer) e o Cenáculo (local onde foi celebrada a Última Ceia de Cristo), uma boa dica cultural é o Museu Yad Vashem. O espaço é um memorial que homenageia as vítimas do holocausto da Segunda Guerra Mundial.

Os jardins de Haifa

67Tradicional cidade de importância comercial para Israel nos templos bíblicos graças a seu porto, a antiga Jope tem muita história para contar. Nessa cidade, o profeta Jonas partiu em uma embarcação para uma jornada e foi jogado ao mar pela tripulação, sendo engolido por uma baleia. Chamada atualmente de Haifa, a localidade é a terceira maior cidade de Israel e principal polo turístico na região norte do território. Muitos são os pontos turísticos, como o bairro Nisnas Wadi, a Igreja Carmelita de Stella Maris e a Colônia Alemã. Vale conhecer a Esplanada Louis e os suntuosos Jardins Bahai, no Centro Mundial Bahá’í, um lugar de peregrinação de uma religião também monoteísta com adeptos de diversos países. O complexo conta com um santuário e uma sede administrativa de arquitetura primorosa de encher os olhos.

Domo da Rocha

63Cartão postal da cidade, a Mesquita de Omar é caracterizada pela cúpula dourada, que faz parte do panorama de Jerusalém. Historiadores acreditam que o subsolo do espaço esconde uma pedra sagrada onde eram feitos sacrifícios nos tempos de Abraão e Jacó. Também chamada de Domo da Rocha, a mesquita foi construída no século VII. O lugar é uma das obras mais magníficas da arquitetura islâmica e um dos pontos mais sagrados do Islã.

Mercado colorido de Tel Aviv

66Se quiser se divertir e curtir noites agitadas ou apreciar centros culturais e alta gastronomia no Oriente Médio, uma excelente dica é esse lugar. Tel Aviv é repleta de bares e restaurantes de alto padrão, além de casas de espetáculos. Um ponto interessante para conhecer os costumes locais é o colorido Shuk HaCarmel, uma espécie de mercado central. O espaço é uma rua principal com estandes que oferecem frutas, legumes, queijos, temperos e souvenirs. Outra dica é o complexo Suzane Delal, perto da rua Shabazi, uma das principais do local. A área tem belos prédios restaurados, um aprazível pátio e um espaço para espetáculos artísticos, com a Companhia de Dança Bat Sheva.

Aventura no Deserto do Negev

73Ao sul da Terra Santa, a parte mais erma de Israel é um charmoso e estonteante deserto formado por cenários selvagens deslumbrantes. Mesmo sendo equivalente a cerca de 60% do território, os visitantes podem fazer um tour pela região a pé, de bicicleta ou de carro. A população predominante é de judeus, mas ao percorrer as estradas sinuosas e bem preservadas é possível contemplar comunidades de beduínos com aldeias e caravanas em camelos. Apesar da pequena quantidade de chuva, a região é coberta de surpreendentes áreas verdes e agrícolas, sem falar em incríveis flores, como anêmonas vermelhas em abundância. Outras atrações são pontos de escavações de vilarejos datados da Antiguidade.

Nablus é um encantador centro cultural

Ruas estreitas separam construções antigas de pedra de arquitetura72 antiga. A 63 km de Jerusalém, a cidade foi a primeira capital do antigo Reino de Israel. Atrações como o Poço de Jacó e a Cidade Velha valem uma visita. Famosa também pelos doces, Nablus abriga o Museu do Sabonete. Primeiro tipo de sabão do mundo, o sabonete de azeite é produzido até hoje em inúmeros pontos de Nablus.

Jenin tem crescimento no turismo

70Destino que tem recebido um número cada vez maior de turistas, a cidade do vale do Jordão tem sido um roteiro aprazível pela hospitalidade. Nos últimos cinco anos, a oferta hoteleira aumentou de forma significativa, com opções de alto padrão. A localidade tem o melhor knefe da Terra Santa, um doce à base de ricota. Outro destaque são os típicos figos brancos e saborosos.

Comida e vestimentas

71Cidade onde Jesus nasceu, Belém reserva experiências fascinantes. Em frente à Igreja da Natividade (acima), local de nascimento de Cristo, fica a Mesquita de Omar, datada de 1860. Um ponto bastante interessante é um museu destinado à mulher palestina. O local tem uma série de vestimentas femininas típicas da região, que variam conforme as cidades da Terra Santa e ocasiões. Aproveite e desfrute da farta culinária de Belém. A preços acessíveis é possível provar de uma autêntica carne de cordeiro ao estilo palestino a galetos recheados de nozes e amêndoas. Uma atração à parte é o faláfel: um show à parte. O quitute é apontado por muitos como o mais antigo do mundo. Os bolinhos fritos são feitos de grão de bico ou fava.

 Cosméticos em Jericó

69Considerada como a cidade mais antiga do mundo, habitada continuamente por pelo menos 10 mil anos, Jericó tem vários atrativos históricos e geográficos. Situada a 400m abaixo do nível do mar, a localidade apresenta dois aspectos bem curiosos que valem a pena conhecer. Às margens do Mar Morto, o lugar é um dos mais ricos em produtos de beleza, ricos em nutrientes. Outro destaque é a diversidade de alimentos saborosos, como banana, tomate e uma das melhores tâmaras, senão a melhor, do planeta. As delícias podem ser provadas do cacho de plantações e a preços irrisórios em inúmeros pontos.

Esquiar nas Colinas de Golã

Região bonita e fria ao norte de Israel, a área possui geleiras e estações de esqui. Os turistas também podem provar do azeite da Palestina, considerado um dos melhores do mundo e bastante exportado para a Europa e EUA. As plantações de oliveiras resultam em cenários bucólicos bastante charmosos que enchem os olhos dos visitantes.

Comentários