logo

Telefone: (11) 3024-9500

Termas do Ibirá: um Spa natural caipira | Qual Viagem Logo

g0173629

Termas do Ibirá: um Spa natural caipira

6 de junho de 2018

As águas vanádicas de Termas do Ibirá (SP) têm um enorme poder terapêutico, servindo de tratamentos alternativos para doenças gástricas e de pele. Só há uma água assim com esse poder em Vichy, na França, e na pequenina Termas do Ibirá, um Spa natural caipira!

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Com o fim dos jogos de azar no país em 1946, Ibirá, como outras cidades brasileiras, teve uma queda no número de visitantes. A cidade só manteve o fluxo de turistas graças às suas fontes de águas medicinais e ao seu balneário. Recentemente, a prefeitura municipal construiu um novo balneário, e o distrito situado entre as cidades de São José do Rio Preto e Catanduva voltou a figurar no roteiro das principais estâncias hidrominerais do estado.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

O núcleo urbano, que é Ibirá, possui um bom comércio, algumas boas sorveterias, praças bastante arborizadas e uma vida pacata do interior, sem violência, trânsito ou poluição. Mas a parte realmente turística está no bairro que abriga as termas da cidade. A qualidade das águas está associada à presença de vanádio, um mineral raro, em sua composição.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Segundo estudos da agência norte-americana Water Quality Criteria, esse elemento atua como moderador das oxidações orgânicas, ou seja, regenera mais rapidamente as células, prevenindo o envelhecimento e auxiliando no controle das doenças metabólicas. Ideal para tratamentos de pele, rins e circulação, além de equilibrar a pressão e servir como um diurético natural.

A descoberta do vanádio é atribuída ao sueco Nils Gabriel Sefström, em 1830. Ao descobrir o elemento em um óxido que encontrou em uma mina de ferro, deu-lhe o nome de vanádio em referência à deusa da beleza na mitologia escandinava, Vanadis, devido à sua coloração cinzenta brilhante.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

A uma distância de 6 km do centro de Ibirá fica localizado o Parque das Termas, com lagos onde vivem gansos nativos em uma ilhota e minipenínsula, bosque de frondosas árvores nativas abrigando quiosques para piqueniques, trilhas, pista de cooper, construções do início do século, como o Balneário Velho, e a estrutura hidrotermal do atual Balneário Evaristo Mendes Seixas.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

A estrutura do balneário oferece os tradicionais banhos de imersão nas águas vanádicas, únicas com propriedades que proporcionam maior bem-estar ao indivíduo, por contarem com poder cicatrizante, antioxidante, antialérgico e relaxante. Os banhos e a ingestão dessas águas vêm sendo utilizados de forma associada aos tratamentos direcionados às áreas da estética, fisioterapia, massoterapia, acupuntura e a outras técnicas.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Nas termas de Ibirá, além das águas minerais vanádicas, existem as alcalinas e bicarbonatadas, entre outras qualidades, distribuídas pelas fontes Ademar de Barros, Carlos Gomes, Jorrante, Saracura e Seixas. Uma fonte-mestra disponibiliza água mineral medicinal da fonte Ademar de Barros ao sistema de banhos, com capacidade para oferecer até 500 banhos por dia.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

A cura pelas águas desde os primeiros habitantes

A ação curativa das águas da estância hidromineral de Ibirá já era conhecida desde quando os índios habitavam a região, em época remota. Posteriormente, os fazendeiros que por ali passavam conduzindo seu gado perceberam que, ao ingerir e se banhar com as águas das nascentes existentes, os animais se revigoravam e até se curavam de algumas doenças em seus cascos ou pele.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foi então que a população da região começou a fazer o uso dessas águas minerais para o tratamento de dermatites, tais como a erisipela e a psoríase. À medida que se constatavam os resultados positivos, outras enfermidades eram testadas empiricamente e os relatos foram se acumulando ao longo do tempo.

As qualidades das águas de Ibirá foram sendo dis­seminadas e, ao final de quase um século, consolidou-se um conjunto de conhecimentos que pode ser comprovado. Ibirá, além de suas águas, oferece algumas opções de hotelaria e gastronomia combinadas com a tranquilidade de uma cidade do interior paulista.

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

Foto por Prefeitura Municipal de Ibirá

O destino está aberto a novos investidores que podem inclusive se beneficiar com incentivos fiscais ofertados pela prefeitura local. Estima-se que haja um mercado reprimido de turistas consumidores, pois a região carece de um maior número de investimentos em hotelaria. Existe um “master plan”, projeto para diversificar os produtos turísticos oferecidos na cidade para captar a médio prazo novos públicos. Atualmente a cidade conta com apenas quatro meios de hospedagem e mais de seis colônias de férias que notaram a importância das águas e do turismo de saúde como grande negócio para seus associados.

Como chegar

Ibirá fica a 400 km da cidade de São Paulo, entre São José do Rio Preto e Catanduva. Para chegar até lá a partir da capital paulista, siga pela Rodovia dos Bandeirantes, Rodovia Anhanguera e Rodovia Washington Luiz.

Onde Ficar

Hotel Colonial

Pousada dos Reis

Pousada da Mariana

Pousada Termas de Ibirá

Onde Comer

Restaurante Mirante Gastronômico

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destaque por: Prefeitura Municipal de Ibirá

Comentários