logo

Telefone: (11) 3024-9500

Soltura de tartarugas encanta visitantes na Costa do Sauípe | Qual Viagem Logo

sauipe-natalia-bastos-2

Soltura de tartarugas encanta visitantes na Costa do Sauípe

24 de janeiro de 2020

A 76 quilômetros do Aeroporto Internacional de Salvador, há um destino paradisíaco esperando por você. Integrado à natureza, a Costa do Sauípe possui o maior resort de praia de bandeira brasileira da região. Administrados pela Aviva, são 6 hotéis, cada um com conceitos e estruturas diferenciadas entre si – quatro deles com serviço all inclusive. O complexo hoteleiro está dentro de uma reserva natural, na Bahia, em uma extensão de praias de areia branca de tirar o fôlego.

Esforçando-se para reduzir o impacto no ambiente em que se encontra, o hotel colabora com o Projeto Tamar, que orienta e assessora para não interferir na desova das tartarugas. Foi implementada uma base que opera dentro do local e há, até, uns apartamentos destinados para os membros do Tamar. O monitoramento ocorre aproximadamente de setembro a março, durante a temporada de reprodução das tartarugas marinhas e quando elas vêm a incubar.sauipe-natalia-bastos-8

Os pesquisadores identificam os ninhos e instalam estacas de marcação para tentar reduzir a predação de ovos, assim como precaver aos hóspedes e funcionários sobre o lugar da desova. Após o mapeio, segue um processo de monitoramento e previsão do nascimento das tartarugas. A incubação demora aproximadamente um mês e meio a dois meses, e alguns filhotes acabam ficando dentro do ninho por não serem capazes de sair. São essas tartaruguinhas as que são resgatadas e fazem a mostra da caminhada para o mar na Praia da Soltura, dentro do complexo turístico.

A soltura não é uma programação diária, pois depende do nascimento dos animais, e nem sempre a previsão é exata. Mas se você tem a oportunidade de coincidir com esse evento mágico, sinta-se afortunado. A equipe do Tamar delimita o espaço para ninguém interferir na caminhada e, antes de soltar as tartarugas recém-nascidas, fazem uma passada para que todo mundo possa ver de perto os filhotes. Aí chega o momento mágico, algumas mais decididas do que as outras vão em direção ao mar; elas não têm noção de que estão sendo observadas por um grande grupo de pessoas que as animam, até o ponto de aplaudir quando conseguem partir para a sua nova vida.sauipe-natalia-bastos-3

Dizem que, quando a maré está baixa se veem algumas tartarugas. E, se isso é possível, com certeza é pela bela ação da equipe do Tamar e da boa vontade e consciência ambiental do resort Costa do Sauípe. Na orla das praias, as luzes são apagadas à noite para não interferir nos locais de desova e assim não prejudicar as fêmeas e seus filhotes.

Texto e imagens por Natalia Bastos. A jornalista viajou a convite da Costa do Sauípe.

Comentários