logo

Telefone: (11) 3024-9500

Santuários naturais, templos e palácio: conheça o melhor de Ubud | Qual Viagem Logo

Agung Besakih complex temple on Bali, Indonesia

Santuários naturais, templos e palácio: conheça o melhor de Ubud

6 de agosto de 2018

Ubud é o coração cultural de Bali, na Indonésia. Carregada de tradicionalismo e belezas antigas que permanecem intactas, a cidade que fica bem próxima da tumultuada e muito visitada Bali, é um destino que tem cada vez mais chamado a atenção de turistas.

Para quem curte conhecer e entender tradições de outro país, Ubud possui diversos centros históricos que fazem o visitante imergir na cultura local. No entanto, a cidade também carrega belezas naturais únicas que deixam qualquer um de boca aberta. Além disso, grande parte das atrações turísticas são bem próximas umas das outras, o que facilita o acesso.

A Floresta dos Macacos Sagrados de Padangtegal é um dos points mais visitados de Ubud. O lugar é um santuário natural dentro da floresta que abriga diversos macacos cinzentos de causa longa.

Foto via iStock/ trubavin

Foto via iStock/ trubavin

No local, é possível conhecer os bichinhos e vê-los brincando em seu habitat natural, e claro, sempre respeitando as regras do ambiente, como não alimentar e nem tocar nenhum macaco – eles são fofinhos, mas ainda assim animais selvagens. Outra dica é não usar joias e itens que sejam fáceis de serem pegos pelas habilidosas mãos dos macaquinhos, além de ser prejudicial para a saúde deles caso comam algo que não faça parte da sua dieta.

Foto via iStock/ Valery Bocman

Foto via iStock/ Valery Bocman

Na floresta, o visitante também encontrará templos antigos, estátuas, relíquias e até mesmo locais dedicados a funerais de aldeias, como o Pura Prajapati.

O Puri Saren Agung é o Palácio Real de Ubud e um dos cartões postais da cidade.

Foto via iStock/ kurmyshov

Foto via iStock/ kurmyshov

A construção do local data entre os anos de 1800 a 1823 e foi capaz de continuar bem preservado devido aos sucessivos herdeiros que o conservaram. É um dos principais points para se ver de pertinho a arte balinesa e, à noite, dá para ver apresentações de dança.

O Mercado de Arte de Ubud, ou Pasar Seni Ubud em indonésio, está bem em frente ao Palácio Real. Ele abre diariamente e é onde o turista pode achar o melhor do artesanato balinês.

Foto via iStock/ LoweStock

Foto via iStock/ LoweStock

Graças ao tradicional sistema de irrigação balinês, conhecido como “subak”, belíssimas paisagens foram formadas nos terraços de arroz, principalmente na parte sudeste de Ubud.

Foto via iStock/ ErmakovaElena

Foto via iStock/ ErmakovaElena

Os terraços de arroz de Tegallalang são um dos mais visitados, tornando-se um point turístico. Muitas pessoas passam por ali para tirar fotos e admirar a paisagem.

A aldeia de Bedulu é bem conhecida por abrigar diversos sítios arqueológicos, o mais famoso é a Caverna do Elefante, conhecida como Goa Gajah.

Foto via iStock/ Nisangha

Foto via iStock/ Nisangha

Construída por volta do século XI, Goa Gajah era um local espiritual para meditação. Hoje, é possível visitar seus pátios que possuem diversas relíquias, esculturas, piscinas e fontes.

O templo aquático Pura Taman Saraswati é uma das paradas obrigatórias em Ubud. A arquitetura clássica balinesa entra em contraste com o foyer com lagoas repletas de flores de lótus e rosas.

Foto via iStock/ saiko3p

Foto via iStock/ saiko3p

A entrada é gratuita, mas vale lembrar que o sarongue – saiote usado para cobrir parte do tronco e pernas – é obrigatório em todos os templos, para homens e mulheres.

Texto por Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock/ master2

Comentários