logo

Telefone: (11) 3024-9500

San Andrés: Um mergulho no mar de sete cores | Qual Viagem Logo

Foto: Kobbydagan via Istock

San Andrés: Um mergulho no mar de sete cores

10 de maio de 2016

Um dos mais encantadores destinos turísticos do Caribe fica na Colômbia. A ilha de San Andrés está encravada bem no meio do Mar do Caribe, entre as costas da Nicarágua e do Panamá. Conhecida como terra do Mar de Sete Cores, é um ótimo destino para aproveitar praia, praticar esportes aquáticos e saborear uma culinária deliciosa a base de peixes, frutos do mar, lagosta e camarão.

 

No La Regata, por exemplo, um dos restaurantes mais famosos do local, um prato de camarão custa mais barato e é muito mais bem servido que nos principais destinos de praia do Brasil. Outro lugar interessante é o Gourmet Shop Assho, em frente a Praça da Barracuda. Misto de bar e restaurante é um lugar perfeito para tomar um bom vinho. O cardápio é bem completo e a comida é ótima. Aliás, para quem gosta, San Andrés é um ótimo lugar para tomar vinho, já que é área de livre comércio e as garrafas por lá tem preços bem especiais.

Foto: DC_Colombia via Istock

Foto: DC_Colombia via Istock

 

O REFÚGIO DE PIRATAS

Nos áureos tempos dos exploradores e da descoberta das Américas, San Andrés serviu como um grande refúgio para os piratas que circulavam pelo Caribe. Henry Morgan, pirata do País de Gales, escondia os saques que realizava constantemente dos espanhóis, acumulando grandes riquezas e construindo verdadeiros tesouros. A cidade foi ocupada por ingleses e também por muitos africanos escravizados. Até o ano de 1950 a população local era basicamente afrodescendente. Eles foram convertidos ao protestantismo em função, na época, da forte presença inglesa. Embora a língua oficial por lá seja o espanhol, a população local se comunica em “creole”, língua resultante do inglês arcaico pronunciado por eles, com palavras de origem africana.

Foto: Cláudio Oliva

Foto: Cláudio Oliva

Foi somente em 1954 que a Colômbia decidiu intensificar a sua presença definitiva por lá. Criou-se uma zona de livre comércio e estimulou a ida de colombianos de diversas cidades do continente para ampliar a presença do país na ilha. Por falar em livre comércio, essa é outra “vocação” do local. Não tem de tudo por lá, mas o que é ofertado realmente é bem mais barato do que no Brasil. Marcas de roupas como Tommy, Lacoste, Billabong, SilverQuick, Benetton, Nike e várias outras a preços impensáveis para os padrões brasileiros. Cosméticos e perfumes também valem a pena.

Atualmente, San Andrés tem uma população estimada em 115 mil habitantes, e nos períodos de alta estação chega a receber mais que o dobro de turistas. A ilha tem pouquíssima água doce potável. Não há cursos d’agua naturais e regulares por lá. As únicas fontes de armazenamento de água doce são provenientes das chuvas, que não são regulares por todo o ano. Por isso, a água é tida como ouro pela população local, que além de economizá-la usa esse bem de maneira racional. Em San Andrés existem algumas usinas que dessalinizam a água do mar para utilizá-la em hotéis, restaurantes e para a limpeza urbana da cidade. Com uma boa estrutura hoteleira, o destino caribenho tem animada e calorosa vida noturna e um centro de compras onde há de tudo, com preços em média 20% menores dos praticados no Brasil, mesmo com a atual valorização do dólar. As atrações vão desde as construções históricas, até as praias paradisíacas e pequenas ilhotas onde se pode banhar nas águas quentinhas, além de poder realizar mergulhos e também praticar esportes com bastante adrenalina.

A ilha possui uma rodovia totalmente asfaltada que circunda a maioria das praias, em sua grande maioria na parte leste. O lado oeste é muito rochoso, pouquíssimo povoado e com poucas praias de areia apropriadas para banhos. Na praia da Baía de Cocoplum o vento é quase imperceptível além de ser uma das mais bonitas da Ilha. Até porque tem uma ilhota (Rock Cay) logo em frente que compõe um lindo cenário.

Uma máscara e um snorkel são equipamentos essenciais para quem quer conhecer bem a ilha. O snorkeling em West View é daqueles que dá para perder a hora e esquecer o tempo. Com 1.642 quilômetros de costa caribenha, a Colômbia é um destino perfeito para os navios, que transportam milhares de turistas em percursos por diferentes portos. San Andrés é um dos lugares em que chegam barcos de importantes companhias de navios para que os passageiros conheçam suas belezas naturais. Na ilha caribenha colombiana também chegam navegantes que viajam pelo mundo nos seus veleiros e iates. Destino preferencialmente de americanos, canadenses, espanhóis e mexicanos, os brasileiros ainda são poucos, mas adoram o destino quando por lá passam suas férias.

Foto: Felipe Dutra via Istock

Foto: Felipe Dutra via Istock

O mergulho é um dos mais importantes segmentos turísticos explorados em San Andrés. Dos visitantes, cerca de 40% deles escolhem o destino para essa prática esportiva. Qualquer turista pode aprender os conceitos básicos em San Andrés. Na ilha há dezenas de escolas certificadas que oferecem cursos para colocar na água àqueles que estejam interessados em experimentar a sensação de falta de gravidade sentida no mar. Nos locais de mergulho os praticantes podem apreciar e fotografar desde pequenos peixes coloridos, como corais e lagostas, até enormes arraias, gigantescas tartarugas marinhas, caranguejos e tubarões, entre outros animais dos mares. O que torna San Andrés uma excelência em turismo de mergulho é a temperatura e os tons claros de suas transparentes águas, que fazem com que a luz do sol atinja mais de 30 metros de profundidade: um paraíso para os mergulhadores e amantes de observação da fauna marinha. A área é preservada por uma reserva da biosfera chamada Seaflower.A região caribenha forma a segunda maior barreira de corais do mundo. Alguns pontos de mergulho parecem grandes florestas de corais, com gigantes esponjas do mar multicoloridas e peixes de diversos tamanhos e cores.

Com rápido acesso por barcos, há diversas ilhotas desabitadas ao redor da ilha principal, e todas elas proporcionam variado cardápio de atrações turísticas. As mais visitadas são Johnny Cay, ou Ilhota Sucre, e o famoso El Acuário, onde os visitantes apaixonados por mergulhos de observação ficam horas se divertindo com as múltiplas atrações do fundo do mar. O contato com a pele fina das arraias que se aproximam curiosamente aos turistas é uma sensação inesquecível. Este é um dos lugares onde é possível nadar entre estes peixes em forma de losango, muito pacíficos, e alguns que podem chegar a ter até sete metros. O carinhoso apelido de Mar de Sete Cores fica bastante evidente quando, através da janela do avião, vislumbrasse a ilha de San Andrés envolvida pelas águas de diferentes tonalidades. Tons que nesta parte do Caribe vão do azul profundo até um verde água translúcido. Esta ampla variedade de tonalidades é devida aos arrecifes de corais.

Foto: DC_Colombia via Istock

Foto: DC_Colombia via Istock

De Bogotá há voos diários para a ilha de San Andrés e a viagem leva cerca de aproximadamente 1h40. Para entrar na Ilha os turistas tem de realizar pagamento de uma taxa ambiental, como a que é cobrada em Fernando de Noronha. O valor é próximo a 16 dólares. É imprescindível recolher essa taxa, pois sem ela não é possível entrar na ilha. Portanto deixe o dinheiro separado.

 

Informações úteis: 

IDIOMA:

Em San Andrés o idioma oficial é o Espanhol. A Língua nativa é o Creole, mas a maioria da população também pratica o inglês. San Andres

MOEDA:

Peso Colombiano

FUSO HORÁRIO:

Duas horas a menos em relação ao horário de Brasília.

VISTO:

Não é preciso visto para brasileiros. Apenas passaporte com validade mínima de seis meses e recolher a taxa ambiental para entrar na ilha.

CLIMA:

A temperatura média em San Andrés fica próximo aos 27° graus durante o ano. O período mais chuvoso vai de maio a dezembro, mas nada muito acentuado. A ilha não faz parte da rota de furacões do Caribe, porém o vento costuma ser forte de agosto a outubro.

ONDE COMER:

O Peru Wok San Andres oferece um festival de opções de pratos a base de frutos do mar. Outro lugar que deve ser visitado é o restaurante Gourmet Shop Assho.

ONDE FICAR:

HOTEL CASABLANCA – Ótima opção de hospedagem de frente à melhor praia de San Andrés e ao lado do centro comercial da cidade.

hoteclcasablancasanandres.com

BAHIA SARDINA – De frente para o mar e próximo ao calçadão conhecido como “Peatonal”, oferece serviço de piscina até 20h e tem ambiente tropical.

bahiasardina.com

DECAMERON BOUTIQUE LOS DELFINES – As piscinas de águas salgada e doce são apenas parte dos diversos atrativos do hotel de 36 quartos, localizado próximo do centro comercial. Tem sistema “all inclusive”.

decameron.com

COMO CHEGAR:

Avianca (avianca.com) com conexão em Bogotá.

Copa Airlines (copa.com) com conexão na cidade do Panamá.

PACOTES TURÍSTICOS:

DECOLAR

decolar.com

SANCHATTOUR

sanchattour.com.br

VISUAL TURISMO

visualturismo.com.br

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS

sanandres.com

Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

Foto destacada: Foto: Kobbydagan via Istock

Comentários