logo

Telefone: (11) 3024-9500

Roteiro Freudiano na capital da Áustria Logo

Foto por Istock/ Meinzahn

Roteiro Freudiano na capital da Áustria

19 de dezembro de 2016

Freud, do alto de sua complexidade, vivia entre o amor e o ódio com Viena. A capital da Áustria foi seu lar durante 78 anos e, apesar de sua notada antipatia com a cidade, reserva cantos onde a história do lugar se confunde a do célebre criador da psicanálise. Por isso, até hoje, é possível visitar lugares que serão eternos divãs de Freud.

Foto Divulgação

Foto Divulgação

O Café Korb, por exemplo, é um deles. Lá era onde os integrantes da Sociedade Psicanalítica de Viena se encontravam no início do século 19. Nas paredes, fotos antigas do café original com ares de art nouveau. Hoje, o café é mobiliado no melhor estilo dos anos 50 e cheio de fotos sensuais de sua dona, a atriz e artista performática Susanne Widl. Outro café importante dos tempos do pai da psicanálise é o Landtmann.

Outro lugar ideal para conhecer um pouco mais sobre Freud em Viena é o museu dedicado a ele. Objetos como a bengala e o chapéu do pai da psicanálise estão expostos. O lugar foi criado onde Freud morou e trabalhou durante 47 anos. Seu apartamento e escritório foram transformados no Museu Sigmund Freud e, para entrar, é preciso tocar a campainha  – da mesma forma que seus pacientes neuróticos há cem anos.

É lá também que está uma série de postais traduzidos que Freud mandou para a mulher, Martha, que ficou em Viena para cuidar dos seis filhos durante suas peregrinações pela Europa. De Florença, ele escreveu: “Confesso que, em meio à tamanha beleza, acho que onde moro é mais bonito”.

Para conhecer um pouco mais doo cotidiano de Freud em Viena, uma passada ao restaurante Plachutta, que serve seu ensopado de carne favorito é obrigatória. O lugar ficou famoso pelo tafelspitz que tanto agradava o médico, mas também serve um ótimo Wiener schnitzel – o típico escalope austríaco.

By Unukorno (Own work) [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)], via Wikimedia Commons

By Unukorno (Own work) [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)], via Wikimedia Commons

Outra curiosidade de Viena, não diretamente ligada a Freud, mas sim a medicina e psiquiatria europeia da época é a Torre dos Loucos, ou Narrenturm. O lugar é considerado o hospital para fins psiquiátricos mais antigos da Europa, construído em 1784. Em formato circular, tem cara de fortaleza de pedra, com fendas estreitas no papel de janelas. Hoje, funciona como museu patológico com acervo de crânios, pedras renais e outras peculiaridades.

Onde ficar

Hotel Sans Souci Wien

The Guesthouse Vienna

Park Hyatt Vienna

Onde comer

Stephan Die Gastwirtschaft Mit Bar

Buxbaum Restaurant

Paul Restaurant Brasserie Bar

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ Meinzahn

Comentários