logo

Telefone: (11) 3024-9500

Roteiro de dois dias em Curitiba: passeio de trem e city tour | Qual Viagem Logo

img_4146

Roteiro de dois dias em Curitiba: passeio de trem e city tour

22 de março de 2017

A capital do Paraná foi muito bem-sucedida ao combinar desenvolvimento urbano com preservação ambiental, resultando em um lugar moderno sem perder o verde da natureza. Com mais de 30 parques e praças, Curitiba oferece um roteiro turístico com diversos prédios históricos, museus, memoriais aos imigrantes, vida noturna e gastronomia.

No primeiro dia da viagem, aproveite para fazer o que é considerado um dos 10 passeios de trem mais lindos do mundo, realizado pela Serra Verde Express. O passeio de trem se sai às 8h15 da estação e chega por volta das 11h15 em Morretes, uma cidadezinha coberta de história e conhecida pelo famoso barreado, prato típico do Paraná.

img_4150

Foto por Bruno Jeliel

Em 1997, a Serra Verde Express entrou em cena no Brasil com a ideia de construir um empreendimento para administrar o transporte de passageiros na centenária ferrovia que liga Curitiba a Paranaguá. E, desde então, o passeio é o segundo principal atrativo turístico do estado, ficando atrás apenas de Foz do Iguaçu.

img_4063

Foto por Bruno Jeliel

A Litorina de Luxo percorre uma ferrovia centenária e especial. Com mais de 130 anos, a estrada de ferro é considerada uma das cem obras de engenharia mais importantes do Brasil e está localizada em uma das porções mais preservadas de Mata Atlântica do país. É neste cenário que circulam os dois passeios turísticos: Litorina de Luxo e o Trem da Serra do Mar.

img_3982

Foto por Bruno Jeliel

Uma das melhores formas de conhecer o destino e um dos principais passeios turísticos é a bordo do único trem de luxo do Brasil, batizado de Curitiba, em homenagem ao estado e seus principais símbolos: pinhão e erva-mate. No trem, o turista irá desfrutar das belas paisagens que contornam a estrada em um passeio de aproximadamente três horas de viagem.

Oferecendo todo conforto e comodidade aos passageiros, a Litorina de Luxo tem capacidade para 40 pessoas que ficarão muito bem acomodadas diante de uma grande janela admirando toda a paisagem. Além disso, o design interior é moderno e possui poltronas de veludo e couro e piso de madeira. No teto é possível ver um pinhão estilizado.

img_3958

Foto por Bruno Jeliel

Com destino a Morretes, o trajeto começa em perímetro urbano na cidade de Curitiba e São José dos Pinhais, onde é servido um requintado café da manhã, além de um espumante para brindar o passeio. Após todos entrarem no vagão, o guia bilíngue que acompanha todo o percurso conta fatos históricos sobre o trecho e também sobre a capital paranaense.

Há muitos pontos interessantes durante o caminho até Morretes, principalmente as ruínas de estações, as casas dos operários da época da construção e até mesmo um complexo de casas do século XIX.

img_4014

Foto por Bruno Jeliel

A Litorina de Luxo passa por vários túneis e pontos em que é possível ver muito bem o Rio Ipiranga, o Véu da Noiva, o Cânion do Rio Ipiranga, entre outras atrações. Durante o trajeto, o maquinista faz uma parada de 15 minutos para os passageiros descerem e verem a Capela do Cadeado, construída em homenagem a Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do Paraná. Além da capela, o lugar tem uma vista exuberante da natureza. Após a capela, passamos também em frente à estação Marumbi, onde acontece embarque e desembarque de outros trens.

img_4159

Foto por Bruno Jeliel

Depois de atravessar a Ponte São João, já é possível ver a Serra do Mar – claro, se não estiver com muita neblina. Quando o trem atinge o Viaduto do Carvalho, em curva na beira do penhasco a centenas de metros de altura, os passageiros vivem o frio na barriga e a emoção, pois a vista é maravilhosa e a sensação é indescritível.

serra-verde-express

Foto por reprodução serraverdeexpress.com.br/site/trem

O Viaduto do Carvalho surgiu de um erro durante a explosão de uma dinamite. Os ingleses faziam muitas críticas e achavam muito perigoso fazer esse trajeto, mas os brasileiros persistiram até encontrar uma maneira de viabilizar a ferrovia. Hoje, esse é o primeiro túnel ferroviário com 21° de curva no mundo e essa ferrovia foi construída entre 1880 e 1888.

Cerca de três horas depois se chega a Morretes. A cidade também é conhecida pelo famoso barreado, prato típico da culinária local. O prato trazido pelos portugueses, que chegaram ao estado no século XVIII, é preparado com as mesmas características e temperos de 300 anos atrás. O barreado leva pedaços de carne vermelha como patinho ou coxão mole e toucinho, cozidos por cerca de 12 horas em panela de barro. O prato acompanha farinha de mandioca e costuma ser apreciado com bananas assadas ou fritas. Para apreciar esse saboroso prato acompanhado de peixe e camarão visite o Restaurante Serra Verde Express.

capturar

Foto por reprodução serraverdeexpress.com.br/restaurante/

Morretes está localizada no meio da Serra do Mar Paranaense, entre a capital e o litoral. Além do barreado, a cidade também é atraída pelo bucolismo de sua rotina, clima agradável, opções de ecoturismo, construções históricas e ruas de paralelepípedos, que são visitadas por centenas de turistas nos finais de semana.

img_0122

Foto por Eliria Buso

O retorno para Curitiba acontece no final da tarde. A van e um guia local acompanham a volta para Curitiba, fazendo uma parada por Antonina, onde é possível visitar a igreja principal, avistar o porto do mirante da igreja e algumas construções antigas que completam a bela paisagem.

This is a photo from Antonina, Paran?, Brazil overlooking the bay adjacent to this town.  In the bay are sailboats and on the shore are the ruins of a century old warehose.  The photo was taken in June 2015 from the parking lot of a local Catholic church on a hill overlooking the bay.

Foto por iStock / Walt41

Depois de 1h30m de viagem, faça um pequeno tour na região de Curitiba em que está hospedado. A dica é experimentar a cultura e a gastronomia locais, então saboreie algum aperitivo em um dos barzinhos que estão localizados no Lago da Ordem, ou coma o maravilhoso hot dog biblioteca, localizado em frente à Biblioteca Municipal.

No segundo e último dia, é o momento para visitar os pontos turísticos e importantes da cidade. Durante a manhã, visite a feira do Lago da Ordem, que abriga mais de 1.500 barraquinhas de todos os tipos, como sebo de livro, comidas, lembrancinhas da cidade e produtos artesanais.

Após as compras na feirinha, visite o famoso cartão postal de Curitiba, o Jardim Botânico. O jardim possui 178 mil m² de área protegida, que constitui coleções de plantas com a finalidade de estudo, pesquisa e documentação do patrimônio florístico do país, em especial da flora paranaense. Com 458 m², a estufa de ferro e vidro, inspirada no Palácio de Cristal de Londres, abriga em seu interior vegetais da região tropical. O acesso ao parque é gratuito e é um ótimo lugar para passear.

img_4406

Foto por Bruno Jeliel

O Parque Tanguá, inaugurado em 1996, é um dos lugares que deve estar na lista de passeios. Encantador e surpreendente, o parque está em uma área de 235 mil m² de um antigo complexo de pedreiras desativadas. Preserva áreas verdes próximas à nascente do Rio Barigui, com araucárias, cascata, dois lagos e um túnel artificial que pode ser visitado de barco ou a pé. O local inclui um mirante, ciclovia, pista de cooper e lanchonete.

img_4576

Foto por Bruno Jeliel

Curitiba possui diversos locais feitos em homenagem aos imigrantes e índios. Um desses é o Parque Barigui, criado em 1972, é refúgio de diversos animais nativos e migratórios. O parque é um dos mais visitados de Curitiba. Possui churrasqueiras, quiosques, quadras, equipamentos de ginástica, restaurantes, estacionamento e alguns animais como capivara e patos, que habitam o parque.

Barigui Park - Curitiba

Foto por iStock / Ziviani

Já o Parque Tingui foi criado em 1994 e homenageia os índios que habitavam a região. Já o Memorial Ucraniano é uma réplica da Igreja de São Miguel e sua construção segue as normas da religião católica.

Tingui park, lake, bridge, road, Curitiba, state Parana, Brazil

Parque Tingui. Foto por iStock / Detanan

O Bosque João Paulo II foi inaugurado em 1980 e ali, em um cenário de beleza e harmonia, estão localizadas a natureza e a tradição. O parque se eternizou com a passagem do Papa por Curitiba em 1980, quando ele visitou a casa típica polonesa. Pelos caminhos internos do bosque, encontram-se sete casas típicas polonesas, em forma de aldeia, construídas quando chegaram os primeiros imigrantes da Polônia. Entre as casas típicas, podemos encontrar uma capela e uma lojinha de lembrancinhas.

img_4476

Foto por Bruno Jeliel

A Ópera de Arame, localizada em uma área de lagos, vegetação típica e cascatas numa paisagem singular, faz parte do Parque das Pedreiras. A Ópera possui uma estrutura tubular e teto transparente e é um dos símbolos emblemáticos de Curitiba. O lugar acolhe todo o tipo de espetáculo e tem capacidade para receber cerca de 1.500 espectadores.

img_4539

Foto por Bruno Jeliel

Outro marco da capital paranaense é o Museu Oscar Niemeyer, um espaço dedicado à exposição de artes visuais, arquitetura, urbanismo e design. Inaugurado em 2002, o projeto é de autoria do mais famoso arquiteto brasileiro. O museu possui o desenho de uma bailarina, que ao jogar os laços para cima, recebe a forma de uma araucária. Mas, por ser mais parecida com um olho, ficou conhecida como “Olho”, e possui 30 metros de altura.

Curitiba, Brazil - December 14, 2015: Oscar Niemeyer Museum (aka MON) in Curitiba, Parana, Brazil.

Foto por iStock / rmnunes

E, por último, para terminar o passeio com chave de ouro, visite a cidade de Santa Felicidade. Felicidade foi uma senhora italiana muito bondosa e receptiva, que ajudava todos os imigrantes e também os brasileiros e, quando faleceu, colocaram o nome dela na cidade para homenageá-la. Santa Felicidade preserva a cultura italiana, com 30 restaurantes, vinícolas, cantinas de vinho, lojas de artesanato e eventos típicos, como a festa anual da polenta e do frango. Não deixe de visitar o principal atrativo da região: Vinhos Durigan. O estabelecimento vende vinhos, salames, queijos, chocolates e muitas outras delícias. Em frente ao Durigan, tem uma loja dos famosos chocolates de Gramado, Florybal.

Sobre o passeio de trem

O Serra Verde Express oferece diversos pacotes, incluindo com aéreo de São Paulo, passeio de trem e city tour. Para mais informações, acesse: serraverdeexpress.com.br

Onde se hospedar

Bourbon Convention Hotel Curitiba é uma ótima opção de hospedagem. Além de estar localizado no centro de Curitiba, o hotel oferece uma ótima estrutura, que conta com SPA, sala fitness, piscina climatizada, sauna seca e a vapor, business center, ducha circular e escocesa e room service 24 horas. O hotel possui uma ótima localização e é o mais tradicional hotel da cidade, premiado pela 16ª vez consecutiva com o Top of Mind.

Texto por: Caroline de Oliveira, que viajou a convite da Mapa Comunicação, em parceria com a Serra Verde Express e BWT.

Foto destaque por Bruno Jeliel

Comentários