logo

Telefone: (11) 3024-9500

Rota das Emoções - Do Maranhão ao Ceará | Qual Viagem Logo

Lençóis Maranhenses

Rota das Emoções – Do Maranhão ao Ceará

6 de janeiro de 2017

 

dsc_7027

Lençóis Maranhenses

Foto: Lucas Jasper

Conhecer a Rota das Emoções com certeza é um grande privilegio. Chegar a Ilha do Amor (São Luís do Maranhão) e seguir por dunas, rios e praias até a simpática vila de Jericoacoara nos faz realmente pensar na quantidade de belas naturais que este país possui.

Saímos de Salvador com destino a São Luís no Maranhão às 7 horas da manhã e chegamos a ilha às 12 horas, isso por que contamos com uma conexão em Brasília. Pousamos e logo em seguida nos dirigimos para o Hotel.

Centro histórico - Maranhão

 

Centro Histórico – São Luís (Maranhão)

Foto: Lucas Jasper

É aconselhável passar pelo menos uma noite na cidade para que se possa conhecer o centro histórico e praias da cidade. Pois bem, foi justamente o que fizemos! Chegamos no hotel, nos acomodamos, comemos e em seguida saímos para conhecer e nos encantar com tudo o que São Luís tem a oferecer.

São Luis - Maranhão

Cidade de São Luís no  Maranhão

Foto: Lucas Jasper

Da parte mais antiga até a parte nova, tudo respira história. Os famosos azulejos do centro histórico, a vista do rio e do mar, sim a cidade é realmente a ilha do amor.

No dia seguinte era hora de seguir para Barreirinhas, cidade de entrada do Lençóis Maranhenses, fica a 260 km da capital e em aproximadamente 4 horas chegamos. Não tivemos nem descanso, pois as 14 horas estava agendado o primeiro passeio aos Lençóis Maranhenses. De veículo jardineira, nos juntamos a outros turistas e seguimos rumo as dunas e travessia de balsa. Passeio de meio período, é legal que se faça a tarde para aproveitar o pôr do sol e poder vê-lo sumir por entre as dunas, e claro que aproveitamos para ver tudo isso.

Barreirinhas

Barreirinhas – Maranhão

Foto: Lucas Jasper

Na volta uma pequena caminhada na orla de Barreirinhas, às margens do Rio Preguiças, onde aproveitamos para jantar.

No dia seguinte saímos de lancha voadora do píer de Barreirinhas com destino a Vassouras para conhecer a comunidade de macacos pregos e os pequenos lençóis, Mandacaru onde podemos avistar o encontro do rio com o Mar e a cidade de Atins e por fim Caburé local dos “buggys” e banhos de praia. Depois de um dia navegando pelas águas do Rio Preguiças, chegamos à Atins para descansar e se preparar para o grande dia que começaríamos o Trekking dos Lençóis Maranhenses.

Já tínhamos feito algumas longas caminhadas na Chapada Diamantina, mas trekking nunca tínhamos feito, e estávamos ansiosos por mais essa grande experiência. Em três dias de caminhada e dormindo dois dias em redários (na casa de moradores dos lençóis onde disponibilizam apenas redes) e com os cenários de dunas e lagoas, passaríamos a vivenciar o trekking dos Lençóis Maranhenses.

No primeiro dia saímos de Atins com destino a Baixa Grande. Com aproximadamente 8 km de distância e 5 horas de caminhada iniciamos a travessia. O cenário é realmente impressionante e encantador com dunas a perder de vista e lagoas com águas cristalinas e refrescantes. As 12 horas chegamos no redário onde almoçamos e passamos a noite.

No segundo dia acordamos bem cedo e pudemos ver um pouco da rotina dos moradores, principalmente com o cuidado com os animais, onde foi possível até alimentar um cabrito em sua mamadeira. Saímos às 8 horas com destino a Queimada dos Britos com previsão de caminhada de 10 km e chegada às 14 horas. Nesse dia mais belezas incríveis, banhos refrescantes, descidas e subidas de dunas e paradas para lanche e repor as energias. Ao chegar nesse outro redário, almoçamos e descansamos da longa caminhada.

gopr7104

Trekking Lençóis Maranhenses

Foto: Lucas Jasper

Essa experiência da travessia realmente foi inesquecível, não só pelas paisagens que vimos, mas também por todas as experiências e vivências que tivemos a oportunidade de ter que ao ponto do cansaço físico ser parcialmente esquecido.

No terceiro dia era preciso sair ainda de madrugada sob a luz da lua. Acordamos as 3 horas da manhã e às 3:30 saímos com destino a Betânia e Santo Amaro do Maranhão. Com previsão de percorrer 13 km e caminhar por aproximadamente 9 horas, eis que ao meio dia fomos resgatados (pelo receptivo programado em Betânia. Nesse último dia tivemos a experiência indescritível de poder ver o nascer do sol. Ao perceber que o dia estava começando paramos para poder apreciar o sol saindo por trás das dunas, espetáculo da natureza que é simplesmente sensacional. Aproveitamos esse momento para fazer um lanche e refrescar em uma das lagoas azuis.

Ao chegar em Betânia e sermos resgatados a sensação era de dever cumprido. Mais um desafio sendo concluído e com extrema satisfação. Mas não pense que o passeio acabou. Era hora de seguir em veículo 4×4 até Santo Amaro do Maranhão e a tarde aproveitar para ver o pôr do sol em cima da Duna da Alegria.

E foi assim que nos despedimos dos Lençóis Maranhenses, apreciando mais um final de dia inesquecível. Agora era hora de descansar e aguardar para seguir rumo ao próximo destino que você poderá conferir no segundo relato da Rota das Emoções.

Veja continuação da Rota das Emoções nos textos 2 e 3.

Agradecimentos aos Hotéis: Luzeiros, Pousada Buriti, Pousada Vila Jurará, Pousada Água Doce, Resort Porto Preguiças, Pousada Encantes do Nordeste.

Camila e Lucas Jasper são patrocinados por venturas.com.br

Camila e Lucas Jasper
Últimos posts por Camila e Lucas Jasper (exibir todos)

Comentários