logo

Telefone: (11) 3024-9500

Restaurante Popular é o requinte da simplicidade na área central de Goiânia | Qual Viagem Logo

img_5549 Foto por Cláudio Lacerda Oliva

Restaurante Popular é o requinte da simplicidade na área central de Goiânia

11 de maio de 2017

A proprietária é uma senhora de cabelos grisalhos com 76 de idade. Maria de Lourdes Salomão Barreto é viúva e mãe de duas filhas, teve que se virar sozinha para sustentar a família. Mais conhecida como Tia Lourdes, acorda antes das 5 da manhã e só vai dormir tarde da noite. A labuta começa no início madrugada no Ceasa de Goiânia, onde seleciona os próprios itens que serão utilizados no preparo da comida.

Ela costuma dizer que produto ruim nunca vai virar comida boa. Essa é a receita de sucesso do tradicional Restaurante Popular que fica na Rua 72, localizado na região central da capital de Goiás. O local nada mais é que um enorme casarão, que tem quatro grandes cômodos. No primeiro fica uma acanhada entrada com o caixa, depois a área com as mesas e um cantinho com as sobremesas e depois a grande cozinha, separada por duas enormes árvores e repleta de panelas de alumínio com as mais gostosas receitas da pura gastronomia goiana.img_5548 Claudio Lacerda Oliva

Frango frito, carne de lata, paçoca, bife de frango e carne acebolados, ovos fritos, purê, mandioca, farofa, quiabo, jiló, banana da terra frita, chuchu refogado, polenta, linguiça apimentada, linguiça de porto, abobrinha, omelete, macarrão ao molho, além de um Buffet com mais de 20 tipos de saladas cozidas e cruas. O Restaurante Popular  já ganhou dezenas de prêmios e é visitado por médicos, políticos, estudantes e comerciantes que lotam a casa de segunda a sábado no concorrido almoço. São mais de 40 anos de vida; Tia Lourdes começou servindo 20 refeições por dia, e hoje chega a atender até três mil entre salão e entregas em empresas. Trata os funcionários como se fossem filhos e os clientes como netos. Exigente com o bom atendimento e a qualidade do que serve, marca registrada da casa, dá bronca quando um garçom demora em atender um cliente ou quando falta comida na panela. Pratica o antigo ditado: é o olho do dono que engorda a boiada.

Os visitantes se servem direto no fogão e a comida é reposta o tempo todo, sempre fresquinha, quente e bem temperada.

Dona Lourdes, é natural do interior, nascida em Nerópolis – famosa pela produção de doces – faz questão de oferecer de cortesia figo em calda, ambrosia e doce de leite.

O Restaurante Popular da Dona Lourdes é simples, acolhedor e possibilita contato direto entre os clientes, uma vez que as mesas são coletivas. “A comida é feita pra mim e pra minha família e o principal ingrediente sempre foi o amor”, revela. Nas mesas, empregados, patrões, políticos e até artistas dividem democraticamente o mesmo espaço. O tempero é caseiro, o espaço é único e o preço democrático. Homens pagam R$ 25,00 e as mulheres R$ 20,00. Não deixe de pedir os sucos naturais de laranja, goiaba, abacaxi ou goiaba, fresquíssimos. Estive lá e recomendo a visita!

Texto e fotos por: Cláudio Lacerda Oliva

Comentários