logo

Telefone: (11) 3024-9500

Quiriguá: ruínas e calendários maias preservados na Guatemala | Qual Viagem Logo

Mayan archaeological Site of Quirigua on Guatemala

Quiriguá: ruínas e calendários maias preservados na Guatemala

20 de abril de 2017

As ruínas de Quiriguá formam um dos principais vestígios da civilização Maia na Guatemala. Esse sítio arqueológico fica no leste do país, na província de Izabal, próximo à fronteira com Honduras e a 250 km da capital. Tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, Quiriguá foi ocupada pelos maias no século II.

Quirigua national park in Guatemala

Foto por iStock / JorgeDuarteEstevao

Entre campos rurais, foram conservados 34 hectares do que era a antiga cidade, que foi a capital de um estado autônomo durante o século VIII. Existem no total 17 monumentos milenares ali, além de uma série de peças esculpidas em pedra com desenhos em relevo – chamadas de “stelae”. Algumas delas são calendários que ajudaram os pesquisadores a entender um pouco mais sobre a história e os costumes dessa antiga civilização.

Izabal, Guatemala - April 22, 2011: Tourists listen to the guide at Quirigua national park in Guatemala.

Foto por iStock / JDEstevao

Segundo estudos, o declínio de Quiriguá aconteceu em torno do ano 900, isso depois de ter sido um importante centro administrativo. A Grande Praça, ainda conservada no centro do sítio arqueológico, é considerada o maior espaço público no território maia. Em seu entorno, há pirâmides, terraços e escadarias, além de uma rica vegetação tropical.

Mayan archaeological Site of Quirigua on Guatemala

Foto por iStock / fotoember

Os diversos “stelae” encontrados ali exibem diversos desenhos e textos feitos com símbolos que contavam, além das datas, eventos importantes na cidade e passagens de mitologia maia. O grupo formado pelos sítios arqueológicos de Quiriguá, Tikal, Yaxhá, Aguateca, Mirador, entre outros – todos na Guatemala –, formam um dos principais conjuntos de ruínas maias da América Central.

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / fotoember

Comentários