logo

Telefone: (11) 3024-9500

Pratos inusitados para provar em países da Europa | Qual Viagem Logo

Fuerstenhof_zu_Monaco commons

Pratos inusitados para provar em países da Europa

2 de fevereiro de 2016

Todo mundo sabe que o fondue é um prato típico da Suiça, assim como a salsicha é da Alemanha e a batata frita é da Bélgica. Mas a Europa esconde várias outras delícias que você nem imagina! Descubra alguns dos pratos mais tradicionais ou inusitados de Dinamarca, Mônaco e Noruega:

Dinamarca

Foto Divulgação

Foto Divulgação

 

Em visita à Dinamarca, um prato que você não pode deixar de experimentar é o famoso smørrebrød. O nome pode ser difícil, mas a receita é bem simples. Trata-se de um sanduíche aberto de pão de centeio, que pode ser recheado com os mais variados ingredientes, como salmão, arenque ou carne de porco.

O prato existe desde o século XIX, quando surgiu como uma opção de almoço apreciada por toda a população, desde agricultores e operários de fábricas até a elite. Nos últimos anos, ele se tornou uma verdadeira moda e ganhou vida nova. Os chefs dinamarqueses estão constantemente criando novas combinações de sanduíches que vão muito além do tradicional.

O smørrebrød é tão importante para a cultura dinamarquesa que ganhou até um aplicativo! Através doSmorrebrod from Copenhagen é possível descobrir a história do tradicional sanduíche e acessar um guia completo com os melhores lugares para degustá-lo.

 

Mônaco

Foto Divulgação

Foto Divulgação

Uma panqueca saborosa com algumas gotas de Grand Marnier e uma história inusitada. O Crêpe Suzette é uma sobremesa conhecida mundialmente, mas o que poucos sabem é que essa receita foi criada acidentalmente no Principado de Mônaco, no tradicional Café de Paris.

No final do século XIX, o Príncipe de Gales, que viria a tornar-se o rei Edward VII do Reino Unido, era um visitante frequente e entusiasta de Mônaco. Durante um almoço no Café de Paris, o chef Carpentier preparava panquecas com licor quando, sem querer, os ingredientes da panela começaram a pegar fogo e flambaram. O príncipe ficou encantado com o espetáculo e perguntou ao chef o nome da receita. Pego de surpresa, o chef admitiu que a receita havia sido inventada para a ocasião e sugeriu que as panquecas fossem chamadas de “princely crêpes”, em sua homenagem. No entanto, o príncipe propôs que as chamassem de Suzette, o nome da mulher que ele havia levado para almoçar.

Jean-Claude Brugel, atual chef do Café de Paris, disponibilizou sua receita secreta de Crêpe Suzette, que pode ser conferida no link. A deliciosa sobremesa certamente serve de inspiração para planejar a próxima viagem ao Principado.

 

Noruega

Foto Divulgação

Foto Divulgação

A Noruega é um dos melhores destinos para se degustar carnes exóticas. Principalmente durante o outono, é muito comum vermos esse tipo de carne em destaque nos restaurantes e também nas mesas da população. Estima-se que no extremo norte do país vivem mais de 250 mil renas, por isso, os povos indígenas da região, conhecidos como Sami, criaram a tradição de cozinhar pratos com a carne do animal. Essa tradição foi passada para o restante da Noruega e hoje é possível degustar a carne de rena de norte a sul.

Nos últimos anos, o número de cervos passou a ser ainda maior que o de renas nas florestas da Noruega, por isso essa carne também se tornou muito popular. É  encontrar carne de cervo fresca, defumada, curada ou seca. Outra carne também curiosa é a de Tetraz, que são aves parecidas com a galinha, mas com um sabor bem mais intenso.

Todas essas opções podem fazer parte de uma experiência gastronômica incrível na Noruega! No geral, essas carnes são magras e se tornam uma verdadeira iguaria quando preparadas corretamente.

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto destaque via Commons Wikimedia

Comentários