logo

Telefone: (11) 3024-9500

Por que visitar a Guinness Store House ao ir à Dublin na Irlanda | Qual Viagem Logo

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Por que visitar a Guinness Store House ao ir à Dublin na Irlanda

13 de julho de 2017

Vídeo: Guinness Store House.

Produzido por: Camila Jasper

Dirigido por: Lucas Jasper

Antes de contarmos como foi para nós a nossa visita a Guinness Store House, você, assim como nós precisamos conhecer um pouco sobre a cerveja Guinness.

A Irlanda se orgulha muito de ter uma cerveja produzida em seu próprio país. Sua história teve início em 1759, quando Arthur Guinness alugou uma fábrica em Dublin, na Irlanda, e começou a produzir sua cerveja. Conta-se que ele fez um contrato de 9.000 anos com os governantes da época tendo em vista que muitos não acreditavam na qualidade do seu produto e pensavam que aquilo não teria futuro. Em 1862 adotou a Harpa irlandesa como símbolo. Tempos depois, após uma longa negociacão, chegou a um acordo com o governo da irlanda (que também usa a harpa como simbolo do país) e passou a usar a harpa invertida para diferenciar do simbolo nacional.

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Com quase 300 anos de história, a cerveja Guinness é produzida com a mesma composição: malte irlandês, água de Dublin, lúpulo e levedura. A cerveja Guinness é produzida localmente em 60 países e comercializada num total de 120 países, possuindo 80% de participação no mercado mundial de cerveja preta. Ao redor do mundo, 170 mil pubs consomem 10 milhões de copos (pints) de Guinness diariamente. Número bastante expressivo se pensarmos que no processo de sua implantação acreditavam que não daria certo o empreendimento. 

A Guinness é a sexta cervejaria do mundo, proprietária das marcas Harp, Kilkenny, Red Strip, Kaliber e participante de fusões com cervejarias locais ao redor do mundo. Suas vendas chegam a 2,7 bilhões de litros de cerveja por ano.

Localizada no centro da cidade de Dublin, a fábrica da Guinness é sem dúvida o patrimônio irlandês. A cidade foi crescendo no seu entorno e teve um período em que quase metade dos moradores de Dublin trabalhava na fábrica, contam os irlandeses. Há quem ame e há também quem a odeie. Isso por que seu sabor é bastante forte e amargo tendo em visto que o malte é torrado várias vezes. A fábrica se tornou também um grande centro de visitação, com alguns andares, onde o visitante pode conhecer toda a história da Guiness, apreciar uma bela loja de souvenirs, gravar seu nome em uma pint e levar como lembrança, ver os comerciais, aprender a servir a cerveja na pint e sair de lá certificado, degustar de saborosos pratos no restaurante e no top do prédio desfrutar de uma belíssima paisagem da cidade de Dublin degustando ela que é o seu principal motivo de estar ali. A cerveja Guinness.

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Ok . Pode até nos perguntar. E tudo isso ficamos sabendo antes da visita a fábrica? De certa forma sim, mas é simplesmente impossível saber de verdade sobre a Guinness sem visitar a sua fábrica. Mais do que isso,  além de fábrica e loja a Guinness Store House é uma imersão ao universo da Guinness. A visita a este lugar é uma verdadeira experiência multi sensorial. É uma viagem ao centro de toda a história de um produto que conquistou milhões de pessoas em todo o mundo e que chega a se confundir com a história de um país.

A viagem dentro dos seis andares do edifício, as escadas rolantes, os ambientes, fotos, vídeos, equipamentos multimídias, a reprodução lúdica do processo de produção da cerveja, as explicações de como, quando e os porquês. Tudo, mas tudo mesmo que a visita a este lugar te proporciona, faz você se sentir dentro da história de uma das marcas que é um patrimônio cultural irlandês.

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Por isso listamos dez coisas a saber sobre a famosa Guinness.

1. Guinness é a cerveja Stout mais consumida no mundo. 10 milhões de Pints são vendidas todos os dias.

2. Metade da cerveja consumida na Irlanda é Guinness.

3. A fábrica da Guinness em Dublin é a principal atração turística da Irlanda, recebendo 4 milhões de visitantes por ano.

4. Ao contrário do que se imagina, a Guinness não é feita com a água do rio Liffey, que corta a cidade de Dublin.

5. Até 1886, Guinness era a maior cervejaria do mundo, produzindo 1.2 milhões de barris por ano.

6. Não existe uma sede dos Alcoólicos Anônimos em frente à fábrica da Guinness como diz a lenda.

7. Uma Pint (568.2 ml) de Guiness têm 198 calorias.

8. Até 1906, 1 em cada 30 pessoas em Dublin ganhava seu sustento na fábrica da Guinness.

9. Em 1939 durante a Segunda Guerra Mundial, a Guinness enviou uma garrafa de cerveja para cada soldado Britânico em combate na França para comemora o natal.

10. Apesar de ser comercializada num total de 120 países, possuindo 80% de participação no mercado mundial de cerveja preta, sua cor real é vermelha escura!

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Guinness Store House. Foto: Lucas Jasper.

Portanto, se você perguntar a qualquer pessoa que já tenha ido visitar a fábrica, me arrisco a dizer que a opinião “se você vai a Dublin, você precisa ir a Guinness Store House” será unânime. Mesmo antes de ir, devido a sua grandiosidade, fama e importância para a Irlanda, sabíamos que deveríamos ir. E na hora, certa, no momento certo, decidimos tirar um dia inteiro para mergulhar no mundo de Guinness. Temos certeza que Arthur Guinness ficaria orgulhoso do que criou e que fez a coisa certa em arrendar o terreno pelo surreal prazo que estabeleceu. Um brinde a ele por sua visão, um brinde aos trabalhadores de Guinness, um brinde ao povo irlandês, um brinde com e à Guinness.

Camila e Lucas Jasper
Últimos posts por Camila e Lucas Jasper (exibir todos)

Comentários