logo

Telefone: (11) 3024-9500

Piriápolis: uma cidade resort à beira mar no Uruguai | Qual Viagem Logo

San Francisco Fisherman's place near the town of Piriapolis in the Uruguay Coast

Piriápolis: uma cidade resort à beira mar no Uruguai

26 de dezembro de 2018

Localizado a menos de 100 quilômetros de Montevidéu e a 40 km de Punta del Este, Piriápolis está situada no departamento de Maldonado, e é uma verdadeira caixinha de boas surpresas no Uruguai. A cidade é ideal para um bate e volta para quem estiver nesses destinos, que já são bastante procurados pelos brasileiros.

A região é um verdadeiro resort à beira mar com todos os atrativos imagináveis. São cassinos, praias e o belíssimo porto banhado pelo Rio de la Plata. Entre as montanhas e o mar, o lugar é uma cidade marcada por histórias envolvendo alquimia, mas cheia de charme, elegância e diversão. Surpreenda-se!

As belíssimas praias

O litoral de Piriápolis consegue agradar a todos os gostos. São cerca de 20 quilômetros de orla e diversas opções para curtir sozinho, a dois ou em família.

Para quem não é fã de praias movimentadas, a Playa Verde é uma boa escolha, principalmente por estar rodeada de bosques e um lindo mar verde esmeralda. No entorno está La Piscinita, uma piscina natural onde se pode praticar snorkel e mergulho, e Proa del Mar, que está um pouco mais distante, mas é sinônimo de tranquilidade e desconexão.

PIRIAPOLIS, URUGUAY, JANUARY - 2016 - Sunset scene at beach in Piriapolis city, Uruguay

Foto via iStock por Rudimencial

Quem curte esportes pode fazer mountain bike no Cerro de los Burros, de onde se pode ter uma belíssima visão da orla.

A playa Hermona é ideal para quem quiser curtir com a família e estiver com crianças. Além de ser sossegada, o mar é calmo e ao redor existem diversos restaurantes e lojinhas de conveniência.
Localizada a apenas 5 quilômetros do centro de Piriápolis, Punta Colorada oferece aos turistas apenas o barulho das ondas e uma natureza incrível. É a partir dela que se pode encontrar os balneários de Punta Fría e San Francisco.

Punta Negra é um balneário bem parecido com Punta Colorada, com suas praias extensas. O destaque, no entanto, é a pesca esportiva, onde há uma abundância de corvinas e linguados. Na costa, está a vida noturna agitada de Pirápolis, com diversas casas de show e baladas.

Punta Fría é um paraíso para os amantes de surf. Com boas ondas e muito vendo, é o local é ideal para a prática do esporte. La Brava também é outra parada obrigatória para os amantes de altas ondas, mas ainda para curtir piscinas naturais e observar as baleias francas durante a primavera, que ficam visíveis à beira-mar.

O balneário de San Francisco, criado em homenagem a Francisco Piria, é próprio para banho e para relaxar a mente. Por ser bem extensa, algumas partes são ótimas para prática de surf e mergulho. Além de ser point de observação de baleias durante o final do inverno.

Rambla de los Argentinos

A construção de Rambla de los Argentinos teve início em 1910, inspirada principalmente nos spas europeus. São cinco quilômetros de construção, tudo feito com muito rigor e padronizado. As pedras foram trazidas especialmente do Cerro Pan de Azúcar, e é ali que se pode observar de pertinho as belezas do porto.

Foto via iStock por marinice

Foto via iStock por marinice

O assentamento da orla percorre praticamente toda a avenida principal da cidade e é onde se encontra o centro comercial. Lá, é possível encontrar souvenires com itens típicos do Uruguai e de Piriápolis.

Caminhando pela Rambla, o visitante poderá ver o porto, a belíssima praia e os históricos hotéis de frente para a orla.

Hotel Argentino

Idealizado e criado pelo fundador do Balneário de Piriápolis, Francisco Piria, o Hotel Argentino faz parte do legado do alquimista e é um dos patrimônios históricos da cidade. Inaugurado em 1930, traz em seu interior grande influência dos maiores e melhores empreendimentos hoteleiros do continente europeu. Todos os móveis, jogos de cama e banho, louças, talheres e até mesmo algumas máquinas foram importadas da Europa.

O hotel foi pioneiro na técnica de talassoterapia – uso da água do mar para fins terapêuticos – que se tornou o principal motivo para ter alavancado o turismo na região e com foco no turismo de saúde.

Hoje, além da bagagem cultural e histórica, o empreendimento é ideal para admirar um estilo arquitetônico único e cheio de personalidade. O térreo pode ser considerado um pequeno museu; há duas salas de chá, quadros – um deles sendo o retrato de Francisco Piria – cerâmicas, etiquetas de vinho dos anos 30, cartões postais da época, cadernos de contabilidade, livro de registro dos hóspedes, alguns dos livros escritos pelo fundador, roupas de banho, placas de publicidade do hotel, fotografias dos visitantes e enormes vitrais que proporcionam uma vista incrível para o Balneário.

O Hotel Argentino ainda oferece serviços de hospedagem, tendo modernizado diversas partes do edifício. São 300 quartos com diferentes estilos e serviços, cinco restaurantes especializados em diferentes gastronomias, instalação para aulas de yoga e academia.

O Cassino del Estado é uma diversão a parte. Ele está localizado no piso principal do hotel, com acesso direto para os hóspedes.  E para finalizar, outra atração de destaque é o Centro Termal, com três piscinas que variam entre temperaturas de 34° a 38°, piscina externa com água do mar e um Spa, que conta com os tratamentos de talassoterapia e hidroterapia, diversos tipos de massagens corporais, tratamentos faciais, cabelereiro e espaço para sessão de maquiagem com profissionais.

Cerro del Inglés e Capela de San Antonio

Situado a cerca de 130 metros acima do nível do mar, Cerro del Inglés é um dos melhores lugares para se ter uma ótima visão panorâmica do balneário e é onde se encontra a imagem de a Virgem dos Pescadores, procurada para dar a benção aos amantes do mar e da navegação. Também é no morro que está a capela de Santo Antônio, uma das mais igrejas católicas mais visitadas pelos turistas – principalmente por mulheres que ainda não se casaram. A imagem do santo foi levada especialmente de Milão para Piriápolis.

Foto via iStock por Rudimencial

Foto via iStock por Rudimencial

No morro, é possível encontrar a pedra que fundou a cidade. O local é acessível por carro, teleférico ou a pé.

Cerro del Toro e Fuente de Venus

Situado 250 metros acima do nível do mar, Cerro dol Toro é uma colina onde se encontra um dos must see da cidade: a Fuente del Toro. É da boca do touro – em tamanho real feito de bronze – que sai um fluxo de água que cai diretamente na fonte logo abaixo. Dizem as lendas que Francisco Piria levou a estátua pessoalmente da França para colocá-la onde se encontra.

Foto via iStock por quelo73

Foto via iStock por quelo73

Aos pés do morro fica uma praça bem chamativa e rodeada de árvores. É lá que se encontra a Fonte de Vênus, uma réplica da existente na cidade italiana de Villa Paravicini. Juntamente com a Fuente del Toro e a Fuente Stella Maris, no Cerro San Antonio, forma a trilogia de fontes idealizadas por Piria.
Castillo de Piria

O Castelo de Piria fica ao norte da cidade, na Rota 37. O local foi residência da família por dois anos.

Construído pelo arquiteto italiano Aquiles Monzani, em 1894, o edifício possui um estilo medieval e renascentista e imita as vilas italianas do final do século XIX. Além disso, conta com diversos elementos e materiais que foram importados da Europa durante as viagens do alquimista pelo continente. Algumas das pedras foram extraídas diretamente do Cerro Pan de Azúcar.

Atualmente, o Castelo funciona basicamente como um museu municipal, onde é possível encontrar algumas réplicas dos objetos originais de Piria, documentos sobre a história e criação da praia, e muitas referências à alquimia e mitologia grega, prática e histórias que fizeram parte da cultura pessoal de Piria desde sua infância.

Ao redor do castelo, existe ainda uma área cercada de árvores e diversas plantas. O local é bem tranquilo e ideal para quem quer relaxar. A entrada é franca.

Parque Municipal La Cascada

O Paque de La Cascada foi uma das primeiras atrações propostas por Francisco Piria para ser feita em Piriápolis. Seu grande destaque é uma cachoeira de 5 metros que dá o nome local. Além de passeios ecológicos, há o Museu da Fauna, anfiteatro, área para piquenique e churrasqueiras, ideal para curtir o dia em família.

Cerro Pan de Azúcar

Definitivamente, o Cerro Pan de Azúcar é um local imperdível, que originou diversos atrativos por Piriápolis. Com quase 400 metros de altitude, o morro é uma das partes mais famosas e visitadas na cidade, principalmente por ser a melhor localização para desfrutar do pôr do sol. Ali há também a icônica cruz de 35 metros de altura, de onde se pode ter uma visão panorâmica da região. Na base do morro, há uma reserva natural onde existe um espaço especial para as crianças brincarem.

Como chegar

Algumas companhias aéreas como a Azul, GOL e a TAM fazem voos diretos para o Aeroporto de Carrasco em Montevidéu. A partir de Montevidéu, Piriápolis fica a 98 quilômetros e a 41 quilômetros de Punta del Este, podendo ser acessada de carro ou pelo porto.

Onde comer

La Corniche

La Cueva del Sapo

Alba Express

Onde ficar

Hotel Argentino Cassino & Resort

Select Hotel Piriápolis

Hotel Colon

Hotel Mar y Arte

Pacotes turísticos

Giro Vip

Venatur

Informações: www.piriapolis.com

Texto por Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock xeni4ka

Comentários