logo

Telefone: (11) 3024-9500

Peruíbe: o turismo que vem do céu | Qual Viagem Logo

9678536513_402b2ed776_z

Peruíbe: o turismo que vem do céu

25 de outubro de 2017

As constantes aparições de Ovnis (Objetos Voadores Não identificados) transformaram Peruíbe, litoral sul de São Paulo, na única cidade do país com roteiro turístico para amantes da ufologia.

Na noite de 7 de outubro, por volta das 21 horas, ouviu-se no balneário João Batista 3 – bairro  afastado do centro cidade de Peruíbe, um forte estrondo. As luzes das casas passaram a oscilar, o que levou muitos moradores a apagá-las. O fato seria logo esquecido não fosse, no dia seguinte, aparecer na Rua Dezenove, num terreno baldio, 26 metros quadrados de vegetação amassada. A marca despertou a curiosidade de todos: taboa uniformemente dobrada, folhas e espigas queimadas por um calor, acredita-se, em torno de 100 graus centígrados e náuseas, em quem permanecia ali por algum tempo.

Vegetação surge misteriosamente amassada num terreno da Rua Dezenove. A prefeitura isolou a área. Foto: Edilson Almeida.

Vegetação surge misteriosamente amassada num terreno da Rua Dezenove. A prefeitura isolou a área. Foto: Edilson Almeida.

Logo começaram a surgir relatos: uma moradora diz ter visto um forte clarão noturno na esquina da rua.  Outros disseram ter ouvido ruídos semelhantes a assobios. Dias depois, pesquisadores visitaram o local, coletaram amostras de água, de terra e de vegetação, mediram a radiação com contador Geiger e utilizaram o aparelhos para estudo de campos magnéticos. Em seguida, a área foi isolada pela prefeitura, mas o mistério ainda continua à sua volta: como somente as pontas das espigas de taboa foram afetadas? E o inexplicável clarão?

A taboa foi amassada sem que nenhum caule tivesse sido quebrado. Relatos intrigam moradores. Foto: Zé Mattos.

A taboa foi amassada sem que nenhum caule tivesse sido quebrado. Relatos intrigam moradores. Foto: Zé de Matos.

Vocação “ufoturística”

Ninguém fotografou e nem viu nada além, mas os rumores de que um OVNI (Objeto Voador Não Identificado) parece ser bem o retrato de uma cidade que aos poucos parece se habituar com esses fatos. Peruíbe já registra mais de 300 casos de avistamentos e até mesmo de abduções do Brasil. Estudiosos e especialistas dessa área ligam (teoricamente) o interesse de extraterrestres à riqueza mineral da região e à sua grande diversidade biológica. Já chamada de Capital Brasileira da Ufologia, os constantes relatos ao longo dos anos despertaram a cidade para uma espécie de vocação turística ufológica. Desde 2001, Peruíbe já sediou 12 encontros sobre ufologia e já prepara o 13º para o próximo ano. Cerca de 1.300 participantes do mundo inteiro já se inscreveram para ouvir palestrantes, escritores e testemunhas de atividades extraterrestres.

O encontro de ufologistas já se tornou comum em Peruíbe. A cidade já registrou cerca de 300 casos de atividades extraterrestres. Foto: Luiz Pinheiro

O encontro de ufologistas já se tornou comum em Peruíbe. A cidade já registrou cerca de 300 casos de atividades extraterrestres. Foto: Luiz Pinheiro

Roteiro de Ufoturismo

A enorme quantidade de casos levou o proprietário de uma agência de turismo da cidade a criar um “Tour Ufo” em 2001, às vésperas do I Evento Ufológico de Peruíbe. No entanto, o projeto só foi apresentado em 2009, já na sexta etapa do evento. A cidade é a única no país a ter um roteiro totalmente voltado para os amantes de ufologia. São  apresentados aos visitantes 13 pontos de visitação, todos associados a avistamentos marcantes na cidade, como o do Bairro São José, em 2008, um dos mais famosos, em que moradores afirmaram ter visto o pouso de uma nave elíptica com dimensões de 9m x 14m, no meio da taboa.

No sítio da Chalana foi visto  o deslocamento de um OVNI da Serra do Mar em direção ao bairro que fica ás margens da Rodovia. O Sítio fica no meio do trajeto e  abriga animais domésticos (cerca de 300, entre cães e gatos). O fato ocorreu na mesma época da aparição no bairro São José. Alguns animais amanheceram mortos, com rasgos cirúrgicos. Ufólogos fizeram vigília no local pro alguns dias e afirmaram ter visto um ser semelhante a um canguru, que fugiu pela mata.

Pontos turísticos se enchem de mistérios

O roteiro inclui as históricas “Ruínas do Abarebebê”, localidade mais antiga do município onde se encontram as ruínas de uma das primeiras igrejas construídas no Brasil. Na pequena colina e já houve relatos de avistamentos de OVNIs.

Rinas do Abarebebê local de uma das primeiras igrejas do Brasil e ponto de avistamento de OVNIs. Foto: Bianca Higa

Ruínas do Abarebebê – local de uma das primeiras igrejas do Brasil e ponto de avistamento de OVNIs. Foto: Bianca Higa

Praias e cachoeiras também foram pontos de avistamentos espetaculares

Praia do Guaraú

O Guaraú registra cerca de 40 % dos registros de aparições e relatos de OVNIs da cidade. Recentemente, diversas pessoas testemunharam um cone de luz subindo lentamente da serra para o céu, e a seguir uma grande esfera subindo sobre o maciço dos Itatins.

A praia do Guaraú é uma das regiões de fortes aparições de luzes misteriosas.  Foto: Edilson Almeida

A praia do Guaraú é uma das regiões de fortes aparições de luzes misteriosas. Foto: Edilson Almeida

Portal da Pedra da Serpente

Formação rochosa existente na estrada do Guaraú, o Portal da Pedra da Serpente tem um desenho diferenciado na rocha: uma serpente formando um arco, como uma porta, de mais ou menos 2,50m de altura por 2,00 metros de largura, com o rabo na base ao sul, e a cabeça na base à leste. Acredita-se que  seria um portal dimensional, onde seres luminosos conhecidos como Davanas são frequentemente avistados.

A Pedra da Serpente é tida como um "Portal" que aparece numa grande formação rochosa em forma de serpente. Foto: Edilson Almeida

A Pedra da Serpente é tida como um “Portal” que aparece numa grande formação rochosa em forma de serpente. Foto: Edilson Almeida

Orla da Praia de Peruíbe

Desde a entrada da cidade até o Costão, muitos afirmam ter visto luzes se deslocando de forma irregular e com alta variação de rota e velocidade, alternando cores do verde ao vermelho ou azul. Na praia do Costão diversos moradores  relatam avistamentos de OVNIs.

Toda a orla da praia da cidade é tida como ponto de avistamente. Centenas de moradores relatam luzes estranhas no céu.

Toda a orla da praia da cidade é tida como ponto de avistamento. Centenas de moradores relatam luzes estranhas no céu. Foto: Edilson Almeida

Corredeiras do Perequê

Há diversos relatos semelhantes em regiões mais afastadas da cidade, como a Cachoeira das Antas / Na Trilha da Jureia. Próximo ao local há uma pousada onde foram promovidos diversos eventos Ufológicos.

Cachoeiras de Peruíbe: relatos de avistamentos e local próximo à sede dos primeiros encontros de ufologistas.  Foto: Edilson Almeida

Cachoeiras de Peruíbe: relatos de avistamentos e local próximo à sede dos primeiros encontros de ufologistas. Foto: Edilson Almeida

Rio Guaraú

Na barra do Rio Guaraú também há diversos relatos do avistamento de OVNIs, desde luzes como bolas de futebol que no céu ora ficam estáticas ora fazem movimentos forma irregular ou mudam de cor até o avistamento de naves.

Barra do Una - equipe de TV e dezenas de pessoas testemunharam aparições na região.

Barra do Una – equipe de TV e dezenas de pessoas testemunharam aparições na região. Foto: Edilson Almeida

Guaraú-Una

Na altura do Nº 1.900, em 2010, parte da equipe técnica de uma emissora juntamente com monitores e Polícia ambiental viram uma bola de fogo se deslocar da Serra dos Itatins em direção à Serra do Tocaia-ITU. Na vila Barra do Una, durante o avistamento de um OVNI,  houve simultaneamente na Avenida da Praia o estouro de um transformador e blecaute, ocorrências comuns associadas ao fenômeno OVNI.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários