logo

Telefone: (11) 3024-9500

Parque neozelandês está na lista de melhores destinos do mundo | Qual Viagem Logo

15 Lake Hayes

Parque neozelandês está na lista de melhores destinos do mundo

24 de dezembro de 2015

Localizado no sul da Nova Zelândia, próximo a Queenstown, o Parque Nacional Fiordland entrou no Top 20 dos melhores destinos turísticos para se visitar no planeta. O ranking lançado este ano é da Lonely Planet, considerada a maior e mais tradicional editora de guias de viagem do mundo, e conta com 500 sugestões de lugares para visitar antes de morrer.

Classificado em 1990 como patrimônio da humanidade pela Nações Unidas, o parque neozelandês ficou na 17ª colocação e conta com uma antiga floresta agarrada às montanhas, cachoeiras com quedas de centenas de metros que desaguam em enormes fiordes, lagos cintilantes e picos de granito com as mesmas aparências de milhares de anos atrás.

O local recebeu o nome de indígena de “Te Wahipounamu”, que significa “casa da pedra verde”, em homenagem ao recurso mineral mais apreciado da região. Estima-se que levaram cerca de 100 mil anos para a formação dos 14 fiordes que compõem o parque. Dois terços da área são cobertos de faia virgem e viveiros de carpas. Uma rede de trilhas de caminhada com 500 quilômetros permite que os visitantes explorem o mundo primitivo dos picos das montanhas, lagos alpinos e vales revestidos com musgo.

Foto Divulgação

Foto Divulgação

 

Entre as atividades do parque estão as caminhadas: três das chamadas “Great Walks” da Nova Zelândia encontram-se no Parque Nacional Fiordland. A mais famosa é a Milford Track, que dura cinco dias. A Kepler Track é uma rota circular com duração de quatro dias e a Routeburn, que atravessa o Parque Nacional Mount Aspiring, geralmente leva três dias. Além destas, há muitas outras trilhas no parque.

Além de canoagem e mergulho marítimos. É possível explorar diversos dos fiordes fazendo canoagem marítima. De canoa também é possível chegar aos lagos em Te Anau e Manapouri. O mergulho em Fiordland oferece a chance rara de ver plantas marinhas de águas profundas crescendo próximo à superfície. Dentre os residentes locais há golfinhos, lobos-marinhos e pinguins.

Foto Rob Suisted/ Divulgação parque neozelandês

Foto Rob Suisted/ Divulgação

E sem contar nos cruzeiros pelos fiordes. Todos os dias, voos panorâmicos e serviços de transporte levam visitantes ao fiorde Milford Sound para cruzeiros panorâmicos. Há opções de cruzeiros ecológicos a fiordes menos acessíveis em Te Anau ou Manapouri.

 

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto destaque: Divulgação

Comentários