logo

Telefone: (11) 3024-9500

Parque Nacional Kakadu: cultura aborígene e natureza abundante | Qual Viagem Logo

Foto por Istock/ Uwe-Bergwitz

Parque Nacional Kakadu: cultura aborígene e natureza abundante

1 de novembro de 2017

Muito se fala sobre a natureza abundante da Austrália e, quando mais conhecemos o país, mais percebemos que existem inúmeras joias a serem descobertas. O Parque Nacional Kakadu, por exemplo, é um desses lugares onde a natureza impera e encanta.

Foto por IStock/ fotofritz16

Foto por IStock/ fotofritz16

Considerado um Patrimônio da Humanidade, o maior parque nacional do país está localizado a cerca de três horas de Darwin. Em uma área de quase 20 mil km², o espaço abriga florestas tropicais, escarpas acidentadas, rica flora e fauna e, além de tudo, uma importante preservação da cultura aborígene.

Ali, entre os paredões de rocha avermelhados, estão desenhos rupestres desse povo. Entre as pinturas, destacam-se: o Homem-Raio, a Serpente Arco-Iris e alguns dos melhores exemplos de arte por raios-X. Estima-se que Kakadu contenha uma das maiores concentrações de gravuras aborígenes do mundo. Você verá impressões de animais e caçadores, assim como prateleiras, ferramentas feitas de pedra, esmeris, entre outros.

Foto por Istock/ Eric Middelkoop

Foto por Istock/ Eric Middelkoop

O parque também é morada para milhões de pássaros em migração nos brejos. Mais de um terço das espécies encontradas na Austrália estão em Kakadu. Além disso, mamíferos e repteis podem ser avistados em um passeio mais cuidadoso – principalmente a noite.

Outra prova de como a natureza local é privilegiada são as cachoeiras Jim Jim Falls, de mais de 250 metros de queda, e as Twin Falls, com 150 metros.

Foto por IStock/ JanelleLugge

Foto por IStock/ JanelleLugge

Você precisa visitar Kakadu mais de uma vez para apreciar suas estações drasticamente diferentes. O povo Bininj local classificou seis estações, começando com as tempestades de raios e trovões da estação das monções Gudjewg, entre janeiro e março, e indo até o clima quente e seco dos meses Gurrung, em agosto e setembro. Veja melaleucas em flor ao lado de billabongs (poças de água estagnada) cheias de aves aquáticas na estação Banggerreng, em abril. Desfrute de temperaturas amenas e céus límpidos nos meses frios de Wurrgeng, entre junho e agosto. Absorva este cenário dinâmico em um voo panorâmico pela paisagem ou veja tudo isso de perto, em uma caminhada pela mata, billabong ou cruzeiro fluvial.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por Istock/ Uwe-Bergwitz

Comentários