logo

Telefone: (11) 3024-9500

Parque do Quênia tem um dos sarafis mais famosos do mundo Logo

Foto por IStock]/ stobi_de

Parque do Quênia tem um dos sarafis mais famosos do mundo

8 de janeiro de 2017

Se você gosta de aventura na selva, precisa conhecer esse destino! Masai Mara, no Quênia, é certamente uma das mais famosas áreas protegidas do mundo e a mais frequentada do país. A fauna do lugar é extremamente variada e abundante capaz de tornar possível, com um pouco de sorte, o avistamento do “Big Five” (leão, leopardo, elefante, rinoceronte e búfalo) em apenas um dia.

Foto por IStock/ MHGALLERY

Foto por IStock/ MHGALLERY

Com uma área de 1.510 km², o parque Masai Mara não é o maior do Quênia, mas provavelmente é o mais famoso. A área total do parque está situada no enorme Vale do Rift que vai desde o Mar Mediterrâneo até à África do Sul.

O terreno da reserva é principalmente coberto por pastagens, com bosques de acácias na região sudeste. Na fronteira ocidental encontram-se as escarpas Esoit Oloololo do vale, e a vida selvagem tende a ser mais concentrada nesta área, já que o terreno pantanoso oferece abundância de água e a interferência causada pelo turismo é mínima. A fronteira mais oriental fica a 224 km de Nairóbi. Sendo assim, a região oriental é a mais visitada por turistas.

As planícies de Masai Mara são mais famosas por seus leões. Todos os outros membros dos “cinco grandes” (leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte) são encontrados nestes campos, embora a população de rinocerontes-negros esteja seriamente ameaçada, com uma população estimada de somente 23 animais em 1999. Hipopótamos e crocodilos-do-nilo são encontrados em grandes grupos nos rios Mara e Talek.

Foto por Istock/ guido72

Foto por Istock/ guido72

A chita também pode ser encontrada, embora seu número também esteja ameaçado, sobretudo devido a interferência do turismo em seu período diário de caça. As planícies entre o rio Mara e as escarpas Esoit Oloololo são provavelmente a melhor área para se observar a vida selvagem, particularmente com respeito ao leão e a chita.

Texto por: Eliria Buso

Foto destaque por IStock/ stobi_de

Comentários