logo

Telefone: (11) 3024-9500

Pampulha pode ser reconhecida como Patrimônio Mundial | Qual Viagem Logo

External photograph of the church of St. Francis of Assisi in Belo Horizonte Minas Gerais Brazil which is part of the architectural ensemble of the Pampulha Lagoon in Belo Horizonte.

Pampulha pode ser reconhecida como Patrimônio Mundial

11 de julho de 2016

Em poucos dias, o Conjunto Moderno da Pampulha poderá ser mais um Patrimônio Mundial no Brasil reconhecido pela UNESCO, com o título inédito de Paisagem Cultural do Patrimônio Moderno, que irá valorizar esse marco vivo, íntegro e autêntico da história da arquitetura mundial e nacional. O complexo está situado em uma das regiões mais tradicionais de Belo Horizonte e é de grande significado para diversas gerações.

A decisão está prevista para acontecer entre os dias 15 e 17 de julho, na 40ª Reunião do Comitê do Patrimônio Mundial, no Centro de Convenções de Istambul, Turquia, onde 22 países de todas as regiões do planeta avaliarão o reconhecimento desse patrimônio moderno brasileiro.

O Conjunto Moderno foi concebido com o objetivo de criar uma obra de arte total e conta com as quatro primeiras obras assinadas pelo arquiteto Oscar Niemeyer, projetadas na década de 1940. O conjunto possui também jardins planejados pelo paisagista Roberto Burle Marx, painéis com azulejos do pintor Candido Portinari e esculturas de artistas renomados como Alfredo Ceschiatti e José Alves Pedrosa.

Em torno do espelho d’água de um lago urbano artificial, o Conjunto Moderno da Pampulha é integrado pela Igreja de São Francisco de Assis, o Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha), a Casa do Baile (Centro de Re­ferência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte) e o Iate Golfe Clube (Iate Tênis Clube), todos construídos entre 1942 e 1943.

Mais informações em: iphan.gov.br

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / GeraldoCostafotografias

Comentários