logo

Telefone: (11) 3024-9500

Os mistérios das Linhas de Nazca, no Peru | Qual Viagem Logo

Nazca Lines Peruvian Desert

Os mistérios das Linhas de Nazca, no Peru

5 de julho de 2016

O território do Peru é repleto de tesouros arqueológicos de antigas civilizações, como a inca. Machu Picchu, por exemplo, é um dos lugares mais incríveis do mundo e também um dos mais visitados. Mas o Peru guarda vários outros destinos do mesmo tipo, cheios de história e mistério, como as Linhas de Nazca.

Nazca Lines Spider as viewed from a plane, Nazca, Peru.

Foto por iStock / demerzel21

São enormes desenhos gravados na superfície do deserto de Nazca (ou Nasca), tecnicamente chamados de geóglifos. As figuras são variadas e formam imagens que, em sua maioria, se assemelham a animais, como um colibri, uma aranha, um macaco, um condor e outros. Com um traçado único, cada desenho tem entre 50 e 300 metros de comprimento e ocupam uma área total de 350 km².

Ainda há algumas divergências sobre o real motivo da antiga civilização da região ter feito esses incríveis desenhos há quase dois mil anos atrás. Muitos afirmam que o lugar tenha significado religioso. Outros dizem que o lugar tinha a função de um calendário astronômico relacionado às colheitas. Até hoje não se sabe como esses traçados foram feitos. Há ainda um desenho muito curioso, que muitos afirmam parecer um astronauta. Uma coisa é certa, as Linhas de Nazca são cercadas de mistério.

Nazca Lines Astronaut. Taken in Nazca, Peru.

Foto por iStock / harryjco

Os geóglifos ficam na região de Ica, a 450 km ao sul da capital Lima. Os turistas que quiserem visitar o local podem partir da própria capital ou das cidades de Arequipa e Cusco. Como os desenhos são enormes, o melhor é visualizá-los do alto. Há alguns mirantes, mas também é possível sobrevoar a região em uma pequena aeronave com o acompanhamento de um guia especializado.

Mais informações em: peru.travel

Texto por: Patrícia Chemin, com informações peru.travel

Foto destaque por: iStock / &#169 Jarno Gonzalez Zarraonandia

Comentários