logo

Telefone: (11) 3024-9500

O que fazer quando visitar São Sebastião? Logo

Praia das Calhetas, Mirante - crédito andressa volpini

O que fazer quando visitar São Sebastião?

26 de novembro de 2015

Quem pretende visitar o município de São Sebastião nessas férias pode se preparar para uma infinidade de atrações e atividades que a região oferece. Uma de suas principais praias é Maresias, mas ela não é o único atrativo. A trilha para a Cachoeira do Ribeirão de Itu é uma dessas opções, indicada para aqueles que são adeptos ao turismo de aventura e caminhados no meio da mata, passando por rios e, em alguns pontos, precisando se equilibrar em pedras. O percurso, de cerca de uma hora, é completamente recompensador quando já se chega à primeira queda d’água. O cenário é indescritivelmente belo e as águas cristalinas oferecem um delicioso banho fresquinho e relaxante.

Praia de Maresias, Canto do Moreira2 - crédito andressa volpini

Foto: Andressa Volpini

Para quem tem fôlego, o restante do percurso leva a mais duas cachoeiras, sendo que a última possui uma plataforma para salto de seis metros de altura. A trilha completa tem cerca de oito quilômetros de extensão e são estimadas seis horas para conclusão. Se for se aventurar por lá, não se esqueça de levar repelente, água, alimentos com alto valor energético e uma sacolinha para levar seu lixo com você e contribuir com a preservação do local.

cachoeira do ribeirão de itu - crédito andressa volpini

Cachoeira do Ribeirão de Itu – Foto: Andressa Volpini

Outros dois pontos imperdíveis para quem está na região são as praias de Toque Toque Grande e Toque Toque Pequeno. Elas são separadas pela Praia das Calhetas e estão a cerca de 2,5 km de distância. Ambas oferecem total exclusividade e contato com a natureza, porém, Toque Toque Pequeno é a que recebe o maior número de visitantes. Antiga vila de pescadores, a praia, além de oferecer uma vista linda, conta com a famosa pedra da tartaruga, uma formação rochosa que remete imediatamente a imagem do amável animal marinho.

Toque Toque Grande - crédito divulgação

Calhetas, a praia que separa as ‘irmãs Toque Toque’, é um paraíso a parte que, sem dúvida alguma, é indispensável de se conhecer. Por algum tempo, os moradores de um condomínio a beira-mar restringiram o acesso a ela, mas, atualmente, ele é totalmente liberado para pedestres, apenas os carros são proibidos de descer até lá. A trilha de chegada dura cerca de 10 minutos e é feita por um caminho asfaltado que não representa dificuldade alguma.

praia de calhetas - crédito divulgação

Quem vai a Calhetas pela primeira vez é inundado por uma sensação de adentrar no paraíso. A praia não possui nenhuma estrutura turística, logo, é totalmente preservada e habitada por visitantes que buscam apenas relaxar. Sua formação é curiosa e dá a impressão de ter uma praia do lado direito e outra à esquerda. O visual é deslumbrante! A combinação infalível de vegetação, areia branquinha, rochas e mar azul deixam o lugar com um aspecto surreal. Para completar, há uma espécie de mirante no local, que é, na verdade um pequeno morro de cerca de 20 metros de altura, possibilitando aos visitantes uma visão totalmente exclusiva não só da Praia de Calhetas, mas de tudo o que a cerca. É uma vista de tirar o fôlego!

Praia das Calhetas1 - crédito andressa volpini

Uma dica para os que apreciam um pôr do sol na praia é Santiago, a cerca de dez minutos da Praia de Maresias. O lugar, não diferente dos outros da região, é paradisíaco, mas possui um toque especial de praia deserta. Seu arredor é dominado por vegetação e, escondidas em meio às árvores, existem algumas casas. O visual de lugar abandonado dá a impressão de estar adentrando em um ambiente nunca habitado antes e remete a sensação de privilégio por ter a oportunidade de conhecer um lugar tão bonito. De areias claras e fofas e mar parcialmente agitado, é possível se refrescar nos dias de calor e também pegar umas ondas quando o vento está a favor.

Texto por: Andressa Volpini

Comentários