logo

Telefone: (11) 3024-9500

Las Vegas: onde a diversão não para nunca! Logo

Foto por Istock/ kanonsky

Las Vegas: onde a diversão não para nunca!

25 de maio de 2016

Você gosta de jogar? Ótimo, é o lugar certo! Não gosta? Não tem problema, irá se divertir muito! Assim é Las Vegas, cidade dos Estados Unidos que ficou popular por causa dos grandes cassinos, mas que ao longo dos últimos anos foi trocando essa vocação inicial para se transformar na capital mundial do entretenimento. E tem atrações para todos, gostando ou não de jogos. Inclusive para as crianças, que são proibidas de entrar nas áreas de cassinos mas têm à disposição muitas outras atividades.

Foto por Istock/ Sky_Sajjaphot

Foto por Istock/ Sky_Sajjaphot

A chegada a Las Vegas para quem desembarca no Aeroporto Internacional McCarran, um dos mais movimentados dos EUA, já é diferente de tudo o que existe em outros terminais no mundo. Por todas as partes há máquinas caça-níqueis à disposição. É um pequeno aperitivo para que você vá se acostumando ao que verá em seguida. O primeiro impacto para quem chega à cidade é que ela na verdade é uma grande miragem no meio do Deserto de Nevada. Se chegar à noite então ficará de queixo caído e sem saber para o que olhar em meio aos imensos resorts com suas luzes deslumbrantes e show de neons coloridos. Sim, em Vegas os gigantescos hotéis – cassinos espalhados pela Las Vegas Boulevard (mais conhecida como Strip) são os principais pontos de atração turística. Os mais imponentes e luxuosos do mundo estão no trecho principal de 6,7 km da Strip: Bellagio, The Venetian, Caesars Palace, Excalibur, Luxor, Mandalay Bay, MGM Grand, Monte Carlo, New York New York, Paris, Aria, Cosmopolitan, Stratosphere, Wynn & Encore, Treasure Island, entre muitos outros. Acredite, você irá fazer a mesma cara que uma criança faz quando chega ao Magic Kingdon e dá de cara com o Mickey.

E tudo por lá é muito grande e está concentrado ao longo da Strip, que tem ao todo 13 km de extensão – do shopping Town Square até a Fremont Street, em Downtown Vegas. Uma simples caminhada de um lado para outro dentro de um hotel pode levar de 20 a 30 minutos. Então se combinar com alguém um encontro, planeje bem o seu tempo caso contrário chegará bem atrasado.

Não se surpreenda se ao entrar no elevador do hotel você tiver a companhia de um sujeito vestido de Elvis Presley. Essa é uma mania em Vegas, onde o Rei do Rock se apresentou mais de 800 vezes durante a carreira. A identificação de Elvis com Las Vegas é tanta que este ano foi inaugurada uma exposição permanente sobre sua vida, a “Graceland Presentes Elvis: The Exhibition”, reunindo mais de 300 itens que estavam em sua casa de Graceland, em Memphis (Tennessee). A mostra está no Westgate Las Vegas Resort and Casino – antigo International Hotel LVH -, onde o “The King” quebrou recordes de bilheteria entre os anos de 1969 e 1976.

Mas não é somente Elvis que está vivo em Vegas. Na Strip você cruzará com os tipos mais estranhos e exóticos. Há de tudo. Desde grupos de jovens com roupas extravagantes e bebendo drinques enormes e coloridos até idosos descolados que adoram jogar nos cassinos. Mas o que irá mesmo chamar a sua atenção são pessoas vestidas como personagens famosos – Bob Esponja, Coringa, Allan (“Se Beber Não Case”), Mickey e Simpson (bêbados e sujos), Paul Stanley e Gene Simmons (banda Kiss) e muitas coelhinhas da Playboy. Alguns deixam explicito que cobram para tirar fotos com eles, enquanto outros apenas esperam uma gorjeta.

Quando as luzes começam a tomar conta do ambiente as pessoas também 18h e 22h fica até difícil caminhar pelas largas calçadas da Strip. Em alguns lugares a aglomeração é maior. E o motivo são os espetáculos gratuitos realizados em frente ao Bellagio – fonte luminosa de águas dançantes – e ao Mirage, onde um vulcão entra em erupção várias vezes até o final da noite.

Um pouco distante dessa zona principal, outro local também atrai os visitantes. É a Fremont Street, uma rua coberta por um telão de LED que exibe clipes e efeitos especiais de luzes e sons. A rua, localizada na parte mais antiga da cidade, pode ser percorrida por uma tirolesa e tem, claro, vários cassinos, um palco onde acontecem shows ao vivo, bares e restaurantes como o Heart Attack Grill, famoso por ter no cardápio os sanduíches mais calóricos e gordurosos dos EUA – inclusive um hambúrguer quádruplo que tem quase 10 mil calorias.

Foto por Istock/ Meinzahn

Foto por Istock/ Meinzahn

Atrás da Fremont Street está uma atração bastante interessante, o Mob Museum, mais conhecido como o Museu da Máfia. Em seus 3,8 mil m2 divididos em três andares, a exposição apresenta a história e o envolvimento da máfia no crescimento da cidade. Interativo, mostra bandidos famosos e a influência do crime organizado não apenas em Las Vegas, mas em todo os EUA.

Como chegar

Não há voos diretos do Brasil para Las Vegas, porém, várias companhias aéreas oferecem conexões: TAM, via Miami, Orlando e Nova York (tam.com.br), Copa Airlines, via Panamá (copaair.com), Aeroméxico, via Cidade do México (aeromexico.com), American Airlines, via Miami e Dallas (aa.com.br), Delta Airlines, via Atlanta (pt.delta.com), US Airways, via Raleigh-Durham (usairways.com/pt-BR/default.html) e United, via Houston, Chicago ou Newark (united.com.br).

Texto por: Roberto Maia

Foto destaque por istock/ kanonsky

Comentários