logo

Telefone: (11) 3024-9500

Holbox, o santuário mexicano dos tubarões-baleia Logo

iStock_000018921431_Small

Holbox, o santuário mexicano dos tubarões-baleia

5 de maio de 2016

A pacata Holbox, ainda desconhecida pelas hordas de brasileiros que chegam a Cancun todos os dias, deixou o anonimato há poucos anos e vêm se tornando destino de inverno de europeus, principalmente escandinavos, e canadenses em busca de um paraíso escondido.

Foto por Istock/ BlueOrange Studio

Foto por Istock/ BlueOrange Studio

Holbox lembra um pouco Jeri e Noronha, com ruas de areia e centrinho pontilhado de  alguns restaurantes típicos e lojinhas de artesanato. Um mar verde-esmeralda impossível de desviar os olhos banha quilômetros de praias de areia muito branca e fina, que atrai pelicanos, gaivotas, garças e fragatas em busca de local para construírem seus ninhos. Também é o lar de golfinhos e flamingos e, durante os meses de junho a setembro, centenas de tubarões-baleia chegam para encantar moradores e visitantes. É essa atmosfera que encanta na ilha, a natureza ainda intocada, quase selvagem, não fosse pelos poucos hotéis boutique e pousadas construídos ao longo da costa, próximos ao  centro da cidade.  

Há aproximadamente dez anos, Holbox era apenas um vilarejo de pescadores e não havia transporte de balsa. O acesso à ilha era feito somente com barcos. Celulares surgiram cinco anos atrás e não existem automóveis. Todos andam a pé, de bicicleta ou, mais recentemente, conduzem carrinhos de golfe, inclusive taxis. O reflexo dessa modernidade começa a ser notado na silhueta mais rechonchuda dos holboxenhos.

Dos 450 quartos disponíveis na ilha, 250 ficam à beira-mar e integram a arquitetura local à natureza exuberante. Muitos consistem de chalezinhos brancos, paredes coloridas, telhados de folhas secas, decoração típica com máscaras mexicanas nas paredes, almofadas e colchas feitas à mão pelas famosas artesãs de Chiapas, que ainda vivem a cultura tradicional maia. Um luxo descontraído para você acreditar que está no paraíso e se esquecer de todo o stress e a correria da cidade grande.

Holbox oferece atividades para todos os estilos: snorkeling, mergulho, caiaque, pesca e observação de pássaros. Alugue um carrinho de golfe para explorar os 45km de extensão   por 1,5k de largura da ilha, relaxe nas espreguiçadeiras na praia e banhe-se nas águas   mornas e cristalinas do mar raso e sem ondas. Aprecie o espetáculo do poente e explore o centrinho, escolhendo um dos pitorescos restaurantes para jantar.

Conheça Pájaros, Yalahau e Pasión, três ilhas próximas habitadas por pássaros e  percorridas no mesmo passeio. Em Yalahau, mergulhe em um cenote de água translúcida e fria, que refresca até a alma. Na Isla Pasión, também habitada por pelicanos, garças e fragatas, os visitantes a contornam a pé e se mesmerizam com as nuances de verde que a passagem das nuvens e os raios de sol provocam sobre a água.

Foto por Istock/Hoatzinexp

Foto por Istock/Hoatzinexp

 

Outro passeio tradicional é conhecer Rio Lagartos, região de mangue e morada de flamingos e crocodilos o ano inteiro. O tour segue para Et Balan, ruínas maias escondidas em uma floresta. Na temporada, tubarões-baleia costumam aparecer em Cabo Catoche, na costa de Holbox. O passeio inclui pontos para snorkel, observação de golfinhos e nado na praia.  Em quatro dias você desfruta as belezas naturais da ilha e, se desejar ficar mais, poderá se   juntar aos europeus que montaram negócios lá e passam o dia de bermuda e chinelo.

Onde ficar

Casa Sandra, com o lema hotel com arte, o local atrai artistas, músicos e celebridades.

Las Nubes de Holbox, mais afastado do centro, esse hotel boutique recebe empresários e  líderes políticos.

Texto por: Adriana Lage, via shopntravelguides.com

Foto por IStock/ BlueOrange Studio

Comentários