logo

Telefone: (11) 3024-9500

Hilton oferece excelência de serviços na Ilha do Sal | Qual Viagem Logo

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

Hilton oferece excelência de serviços na Ilha do Sal

29 de novembro de 2019

O Hilton Cabo Verde Sal Resort foi inaugurado em outubro de 2017, e fica bem em frente ao ponto mais nobre da praia de Santa Maria. São 241 quartos, dos quais 24 são suítes, além de uma presidencial. O hotel é uma referencia em Cabo Verde, pois é um 5 estrelas que oferece serviços e instalações impecáveis, com uma proposta que vai além do tradicional sistema all inclusive, oferecido pela maioria dos hotéis da Ilha.

Com muitos clientes da Europa e dos Estados Unidos, a taxa de ocupação do hotel tem estado sempre entre os 70 e os 90%. A atual gestão comercial do empreendimento hoteleiro começa a apostar as fichas no mercado brasileiro. A alta estação em Cabo Verde vai de 15 de outubro a 30 de abril, onde o frio toma conta da Europa e da América do Norte. Esse período coincide com a alta estação no Brasil.O mais interessante é que nos meses de maio ao início de setembro são quando as tarifas ficam mais baixas, pois é verão na Europa e nos Estados Unidos, o que faz diminuir a visita desse público.

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

A Cabo Verde Airlines voa de Salvador, Recife, Fortaleza e agora de Porto Alegre diretamente para a Ilha do Sal, a partir da segunda semana de dezembro.  É importante ressaltar que o turista pode comprar, por exemplo,  um voo diretamente de qualquer destino operado no Brasil para Lisboa, Milão, ou Paris e ter o direito de realizar um stopover na Ilha do Sal por 7 dias. Além de poder curtir por uma semana as belas praias da ilha, o turista tem também a possibilidade de viajar pela Europa entrando por um desses países.

Hilton inova no serviço e na proposta

O Hilton Cabo Verde Sal Resort possui dois restaurantes, dois bares, uma enorme piscina, Kids club, Ginásio com SPA. O hotel tem 300 funcionários, sendo sua maioria de cabo-verdianos.

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

O grupo Hilton é um dos maiores operadores turísticos em nível mundial, proprietário 14 bandeiras. Ao todo, o grupo detém mais de 5300 hotéis espalhados pelo mundo e mais dois mil em fase de construção. Além do empreendimento da Ilha do Sal, o Hilton vai construir outra unidade na cidade da Praia, cujas obras deverão ser entregues em mais 24 meses, no máximo.

A Ilha do Sal é um destino que deve estar na sua lista de lugares para visitar em 2020. Esta belíssima ilha fica em Cabo Verde, um arquipélago no Atlântico, a pouco mais de 500 km da costa da África, que tem muito em comum com o Brasil. Cabo Verde foi colonizado por portugueses, o que implica na mesma herança cultural, especialmente no idioma. As temperaturas altas reinam por lá o ano todo. A diferença é que, em Cabo Verde, as águas límpidas e mornas do mar estão sempre ao seu alcance.

A Ilha do Sal é a mais turística das ilhas cabo-verdianas  está mais perto do que imaginamos. Dá para acreditar que são apenas 4h de voo direto a partir de Recife e Fortaleza, e 4 horas e 45 minutos de Salvador? Em breve, a capital gaúcha ganhará três frequências semanais, expandindo em 32% o número de assentos para Cabo Verde.

Ilha do Sal

Foto por istock/ MILANTE

Ao contrário de outros destinos internacionais mais famosos, o viajante brasileiro precisa de visto para entrar no país. Vistos de turismo, concedidos para um período de até 90 dias, custam US$ 59,00, aproximadamente. É exigida também a vacina contra a febre amarela.

A moeda oficial é o escudo cabo verdiano. A atual cotação frente ao uro está por volta de 112 escudos. O euro é moeda mais aceita no país africano.

Cabo Verde é, na verdade, um arquipélago de origem vulcânica formado por 10 ilhas, normalmente agrupadas em duas divisões geográficas, Ilhas de Barlavento, ao norte, e Ilhas de Sotavento, ao sul. É nesse primeiro conjunto de ilhas mais setentrionais que está a Ilha do Sal. Pequenina, não possui mais do que 32 quilômetros de comprimento e 12 de largura. As temperaturas têm pouca variação ao longo do ano oscilando entre 25ºC e 31ºC, ou seja, todo dia é dia de pegar praia. De novembro a março, os ventos sopram com mais intensidade, o que torna o destino convidativo para prática de esportes como windsurf e kitesurf.

Foto por Istock/ Iacob MADACI

Foto por Istock/ Iacob MADACI

Entre junho e outubro, o índice pluviométrico aumenta, mas mesmo assim chove tão pouco que não é algo que mereça atenção. Tradicionalmente os meses entre junho e setembro são os considerados de alta temporada, por conta do verão no Hemisfério Norte.

O turismo como principal atividade econômica ainda é uma realidade recente na Ilha do Sal, algo que vem ocorrendo há pouco mais de duas décadas. No começo do século 19, o território ganhou esse nome em função da extração do sal feita a partir de lagunas de origem vulcânica. Pois é, o nome da ilha não é por acaso.

No final dos anos 30, um aeroporto internacional foi erguido em virtude da localização estratégica da ilha: excelente ponto para reabastecimento das aeronaves que rumavam para a América do Sul. A exploração do minério, somada à existência de um aeroporto, contribuiu para a imigração interna e, assim, no final do século 20, o turismo despertou.

O aeroporto internacional da cidade fica em Espargos, cidade no centro da ilha, mas o destino dos viajantes é outro. Santa Maria, no extremo sul, a 18 km de distância, é a cidade onde está concentrada praticamente toda a estrutura turística do Sal, o que inclui bares, cafés, restaurantes e imensos resorts, a maioria all inclusive.

A Cabo Verde Airlines, companhia aérea oficial  do país, opera voos diretos entre o Brasil e a Ilha do Sal. O destino é o Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, o maior do país. As partidas do Recife acontecem quatro vezes por semana (terças, quintas, sábados e domingos), de Fortaleza, três (segundas, quartas e sextas) e, de Salvador, três (terças, quintas e sábados).

Assim, ao comprar suas passagens aéreas para Ilha do Sal, de qualquer lugar do Brasil, você precisará obrigatoriamente fazer conexão em uma dessas quatro cidades, a depender do dia da viagem. A mesma  Cabo Verde Airlines oferece voos para Sal a partir de Lisboa e Paris. De Espargos, cidade onde o aeroporto está localizado, até Santa Maria, o balneário turístico por excelência, é possível seguir de ônibus (€1, na conversão local) ou de táxi  entre €10 e 15.

No entanto, são os resorts e suas infraestruturas à beira-mar que fazem a fama do Sal. Alguns estão no burburinho de Santa Maria, como o Hilton Cabo Verde Sal Resort. Na gigantesca área do hotel, piscinas, cassino e spa são algumas das comodidades encontradas. As diárias custam a partir de €185 com café da manhã e cerca de €70-90 a mais se incluir o jantar.

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

Foto por Cláudio Lacerda Oliva

Para qualquer turista que vá à Ilha do Sal, a programação principal é sempre a mesma: a praia. E como enjoar de mar de água morna e de dias ensolarados é tarefa quase impossível, está tudo certo.

Mais informações https://www.hiltonhotels.com

Texto e foto destaque por: Cláudio Lacerda Oliva. O jornalista viajou a Cabo Verde a convite do Hilton e da Cabo Verde Airlines com cobertura de seguro GTA.

Comentários