logo

Telefone: (11) 3024-9500

Guanajuato: viva o México autêntico | Qual Viagem Logo

The last sun rays of the day shining on the skyline of Guanajuato city at sunset, Mexico.

Guanajuato: viva o México autêntico

13 de agosto de 2019

Da arquitetura do período colonial aos cenários da independência do país, a história vive no estado de Guanajuato. Descubra os diversos atrativos desse destino que abriga um rico patrimônio cultural e algumas das cidades mais bonitas do México, como San Miguel de Allende e a capital Guanajuato.

Localizado no centro do México, a noroeste da capital do país, Guanajuato é um destino imperdível para quem quer mergulhar na história e na cultura mexicanas. Ainda não é um nome muito conhecido entre os brasileiros, mas já está no mapa do turismo mundial há algum tempo.

Foto por iStock / Alexcrab

Foto por iStock / Alexcrab

As cidades de Guanajuato e de San Miguel de Allende encantam pela beleza de suas construções coloridas do período colonial e ruas calçadas de pedras. Ambas estão na lista de Patrimônios da Humanidade da UNESCO. O estado de Guanajuato também abriga cinco Povoados Mágicos, quatro zonas arqueológicas e até um surpreendente circuito do vinho.

GUANAJUATO

Guanajuato é uma daquelas cidades pelas quais você se apaixona à primeira vista. Suas ruas estreitas e tranquilas são repletas de sobrados pintados das mais diversas cores, com todo o charme do estilo colonial, além de algumas construções barrocas e neoclássicas. A cada esquina você vai se deparar com visuais incríveis, onde predomina a autêntica cultura mexicana.

Foto por iStock / bpperry

Foto por iStock / bpperry

Antiga cidade mineira do século XVIII, é cercada por altas montanhas e situada a 2.000 metros de altitude. Todo o panorama da cidade pode ser admirada do alto do Mirante do Pípila, onde a vista é de tirar o fôlego. Há um funicular para chegar até lá e esse pode ser um bom ponto para começar seu passeio.

Encantos do centro

Depois, é hora de explorar o centro de Guanajuato. Com muitas ladeiras, escadarias e algumas ruas apenas para pedestres, essa é uma cidade para conhecer a pé. Vá sem pressa, para conseguir admirar cada cantinho. Guanajuato tem uma grande população universitária e, por isso, sua vida noturna é animada, com muitos bares e tavernas. Mesmo à noite, é uma cidade muito segura, onde você pode caminhar sem preocupações.

Foto por iStock / Roberto Michel

Foto por iStock / Roberto Michel

O Teatro Juárez é uma das construções mais bonitas de Guanajuato, tanto por sua fachada quanto por sua sala de espetáculos. Não deixe de conferir também o prédio da Universidade de Guanajuato e a Basílica da cidade. Para comprar artesanatos típicos da região, vale incluir o Mercado Hidalgo no roteiro.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Há restaurantes e cafés por todo o centro. Em torno do Jardín Unión há uma boa concentração deles, como o tradicional Casa Valadez e o La Trattoria. A comida é deliciosa e barata – você pode comer em um ótimo restaurante por menos de R$ 40. Prove as tradicionais enchiladas mineras, as pimentas recheadas e os saborosos moles (molhos encorpados feitos com vários ingredientes aromáticos).

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Um dos cantos mais fotogênicos de Guanajuato é o Callejón del Beso, ou “beco do beijo”. Esse beco é tão estreito que as sacadas de duas casas vizinhas quase se tocam. É o cenário do amor trágico de Ana e Carlos – uma lenda da cidade à la Romeu e Julieta. A tradição diz que os apaixonados devem se beijar ali, um em cada sacada.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Para conhecer essa e outras histórias da cidade, participe de uma “callejoneada” com uma “estudiantina”. Tradição de Guanajuato, é uma caminhada bem animada pelas ladeiras e becos da cidade, liderada por um conjunto musical de universitários vestidos em trajes de época. Ao longo do percurso, tocam canções populares mexicanas e contam lendas e curiosidades de Guanajuato. É uma ótima maneira de explorar os tortuosos e estreitos becos do centro da cidade.

Guanajuato também tem um labirinto no subterrâneo, com uma ampla rede de túneis – alguns para carros e outros, mais antigos, só para pedestres. Abertos com técnicas de mineração, têm tetos arqueados e parecem fazer parte de uma mina.

De múmias a Dom Quixote

No Museu das Múmias de Guanajuato está exposta mais de uma centena de corpos mumificados, encontrados por acaso na região. O curioso é que são múmias naturais, preservadas graças às características do solo de Guanajuato. É a maior coleção do tipo no mundo.

Um dos cenários da luta pela independência do México, o Alhóndiga de Granaditas é hoje um interessante museu de história regional. Vale também uma visita à Casa Museu de Diego Rivera, já que Guanajuato é a cidade natal do famoso artista.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Pelas ruas de Guanajuato, você vai encontrar uma série de monumentos em homenagem a Dom Quixote e Miguel de Cervantes. O motivo: Guanajuato é considerada a “capital cervantina da América”, pois, desde os anos 1950, realiza muitos estudos e espetáculos em homenagem ao escritor espanhol. Dentro desse tema, há o Museu Iconográfico de Quixote e o renomado Festival Internacional Cervantino, que acontece anualmente.

SAN MIGUEL DE ALLENDE

A pequena cidade de San Miguel de Allende sempre foi um lugar encantador, mas só ganhou uma expressiva popularidade internacional nos anos 2000. Na última década, caiu nas graças dos norte-americanos e canadenses, tanto que sempre aparece como um dos melhores destinos do México e do mundo em listas de publicações estrangeiras. Aliás, os estrangeiros somam mais de 10% da população total de San Miguel.

Arquitetura e gastronomia

Essa cidade apresenta uma combinação perfeita entre cultura, história e arquitetura. Fundada em 1542, teve seu apogeu no século XVIII. Muitas das construções no centro de San Miguel datam dessa época e estão em ótimo estado de conservação, proporcionando uma viagem no tempo. Você vai se deparar com uma rua mais bonita do que a outra.

Foto por iStock / Elijah-Lovkoff

Foto por iStock / Elijah-Lovkoff

Com as fachadas em tons de vermelho, amarelo e laranja, no estilo do barroco mexicano, essas antigas casas hoje abrigam uma infinidade de restaurantes, cafés, boutiques, lojinhas de souvenirs e casas de cultura. Vale destacar a limpeza e a organização da cidade, além da segurança. À noite, o centro continua bem movimentado, cheio de casais, famílias e grupos de turistas que saem para aproveitar o melhor da gastronomia local.

Para aproveitar o agradável clima noturno, há vários restaurantes descolados, instalados na cobertura de sobrados históricos, como o La Posadita. Já em restaurantes como o Los Milagros e o María Xoconostle, prove a típica culinária mexicana, com muitos temperos, aromas e, é claro, uma boa dose de pimenta.

O molcajete é uma ótima pedida – carnes variadas servidas em uma pedra vulcânica quente, para comer com tortilhas, guacamole e frijoles. Os aventureiros podem experimentar os chapulines (pequenos gafanhotos fritos) e os escamoles (ovos de formiga refogados). Para beber, peça uma horchata (bebida refrescante à base de arroz) ou uma água de jamaica.

Roteiro cultural

Foto por iStock / bpperry

Foto por iStock / bpperry

Comece seu passeio com uma visita à Igreja de San Miguel Arcángel. Inspirada nas catedrais góticas da Europa, tem uma enorme fachada em tons rosados e cheia de detalhes. Ao lado, está o Museu Casa de Allende, onde viveu um dos heróis da independência do México, o general Ignacio Allende. Aliás, a cidade foi renomeada em sua homenagem.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

A partir desse ponto, sinta-se livre para caminhar sem rumo pelas ruas de San Miguel de Allende, repletas de agradáveis surpresas a serem descobertas, de galerias de arte a bibliotecas públicas. Escolhida como a Capital Americana da Cultura de 2019, San Miguel tem uma série de centros culturais, como a Casa del Mayorazgo de la Canal e o Centro Cultural Ignacio Ramírez “El Nigromante” – ambos instalados em antigas mansões. Perto da Plaza Cívica, siga para o Templo de San Felipe Neri e o mercado de artesanato da cidade.

Para admirar toda a beleza de San Miguel de um ponto de vista bem diferente, faça uma cavalgada turística pelo centro histórico. A operadora Coyote Canyon Adventures promove passeios a cavalo com variados roteiros e tempos de duração. A cavalgada no fim de tarde sai dos arredores de San Miguel, com direito a um pôr do sol inesquecível, e atravessa a cidade já à noite.

DOLORES HIDALGO

Foi na pequena cidade de Dolores, localizada entre Guanajuato e San Miguel de Allende, onde começou o movimento de independência do México, liderado por Miguel Hidalgo, padre da paróquia local. Ali, em 1810, foi dado o Grito de Dolores, que marcou o início da luta contra o domínio espanhol.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Além de ser o berço da independência mexicana, Dolores Hidalgo é um dos Pueblos Mágicos do país – conjunto de povoados reconhecidos pela riqueza cultural. O centro de Dolores, que concentra as atrações turísticas, é bem compacto e pode ser percorrido em um passeio de um dia.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

A partir da praça central, visite a Igreja de Nossa Senhora das Dores, padroeira da cidade. Com uma atmosfera pacata de cidade do interior, o centro de Dolores Hidalgo é composto por ruas com calçamento de pedra e construções baixas em tons terrosos.

Conheça o Museu Casa de Hidalgo, sobre a vida de Miguel Hidalgo e a luta pela independência. Ali eram realizados os encontros que instigaram a população local contra os espanhóis. Outros pontos de interesse são o Museu do Vinho de Guanajuato e o Museu Casa de José Alfredo Jiménez, que foi o maior compositor da música tradicional mexicana.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Depois de uma boa caminhada, não deixe de provar os sorvetes de Dolores, uma tradição na cidade desde o início do século passado. Há sorveterias, como a La Flor de Dolores, e barraquinhas de sorvete por todos os lados, que vendem de sabores tradicionais a outros bem exóticos. Outros produtos típicos da cidade são os artigos feitos de cerâmica, vendidos em várias lojinhas do centro.

CIRCUITO DO VINHO

Muito além da tequila e do mezcal, o estado de Guanajuato surpreende ao abrigar mais de uma dezena de vinícolas e uma rota do vinho. Como a produção ainda é bem recente e artesanal, são vinícolas boutique, que oferecem uma experiência mais personalizada a seus visitantes.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Localizada em Dolores Hidalgo, a vinícola Cuna de Tierra foi pioneira na região. Ela oferece tours guiados pelos vinhedos e áreas de produção, degustações e refeições harmonizadas. As visitas são sempre mediante reservas e apenas para pequenos grupos.

SERVIÇO

Como chegar

A Aeroméxico e a LATAM oferecem voos diretos para a Cidade do México a partir de São Paulo. Da capital do país, você pode seguir para Guanajuato de carro ou ônibus, por um trajeto de 350 km. Para evitar o trânsito da Cidade do México, outra opção é pegar um voo até o Aeroporto Internacional de Guanajuato (León/Bajío), que fica a 30 km de Guanajuato.

Onde comer

GUANAJUATO

Casa Valadez – casavaladez.com

La Trattoria – latrattoriaguanajuato.com

Casa Mercedes – casamercedes.com.mx

SAN MIGUEL DE ALLENDE

Los Milagros – restaurantlosmilagros.com

María Xoconostle – mariaxoconostle.mx

La Posadita – Cuna de Allende 13, Centro

Onde ficar

GUANAJUATO

Camino Real Guanajuato – caminoreal.com

Hotel Posada Santa Fe – posadasantafe.mx

Hotel Boutique 1850 – hotel1850.com

SAN MIGUEL DE ALLENDE

La Puertecita Boutique Hotel – lapuertecita.com

Hacienda El Santuario – haciendaelsantuario.com

Casaluna Hotel Boutique – casaluna.com

Mais informações em: guanajuato.mx

Texto por: Patrícia Chemin

A jornalista viajou a convite do Newlink Group para a cobertura do Tianguis Turístico México 2019, com apoio da Secretaría de Turismo del Estado de Guanajuato e com a proteção do seguro viagem da GTA – Global Travel Assistance.

Foto destaque por: iStock / SL_Photography

Comentários