logo

Telefone: (11) 3024-9500

Eslovênia: cenários deslumbrantes no coração da Europa | Qual Viagem Logo

Island on Lake Bled and the alps.

Eslovênia: cenários deslumbrantes no coração da Europa

31 de janeiro de 2020

Belezas naturais, monumentos históricos e cidades com rico patrimônio cultural fazem da Eslovênia um destino surpreendente para uma viagem diferente no continente europeu.

Com uma boa variedade de atrações, a Eslovênia promete uma viagem inesquecível e é uma ótima opção para quem quer fazer um roteiro na Europa que foge do tradicional. Você pode combinar uma visita a esse pequeno destino com uma viagem à Itália, à Áustria, à Hungria ou à Croácia – países que fazem fronteira com a Eslovênia.

Das montanhas nevadas dos Alpes a um pequeno litoral banhado pelo Mar Adriático, a Eslovênia possui um território compacto, o que facilita os deslocamentos pelo país. Aliás, sua área corresponde à do estado de Sergipe. Com dois milhões de habitantes, tem o 25º maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do mundo.

Durante sua história, a Eslovênia fez parte do domínio dos Habsburgos da Áustria e, já no século XX, da Iugoslávia. Depois de sua independência, a Eslovênia passou por um período de prosperidade econômica e integrou a União Europeia em 2004. Culturalmente, os eslovenos possuem mais semelhanças com os italianos, alemães e suíços do que com seus vizinhos dos Bálcãs.

Liubliana

Foto por iStock / kasto80

Foto por iStock / kasto80

Um roteiro pelo país inclui as mais diversas paisagens, começando pela capital Liubliana. Cercada por parques e repleta dos mais fotogênicos cenários, é uma cidade digna de contos de fadas. Bem arborizada, sustentável e com um centro histórico onde carros não são permitidos, é considerada uma das capitais mais verdes de toda a Europa.

A arquitetura de Liubliana é marcada por diferentes estilos, como o barroco, a art nouveau e as obras do renomado arquiteto esloveno Jože Plečnik. Ele foi o responsável por dar à cidade a cara que ela tem hoje, com belas construções como a Tromostovje (Ponte Tripla). No coração do centro histórico está a Praça Prešernov trg, cartão-postal de Liubliana, que abriga a Igreja Franciscana, com sua fachada rosa.

Além da Ponte Tripla, vale conferir a Ponte do Dragão (Zmajski most), guardada por grandes estátuas de dragões, que são considerados símbolos da cidade. É ao longo do Rio Liublianica, junto ao centro, onde você vai encontrar muitos pontos turísticos, como a Catedral de São Nicolau e o Mercado Central, além de diversos restaurantes e cafés com mesas ao ar livre.

Em uma colina no centro histórico, o Castelo de Liubliana tem mais de 900 anos e oferece vistas incríveis para a cidade, além de abrigar museus, restaurantes e um café. O acesso é por um funicular. Perto do Parque Tivoli, visite também a Galeria Nacional, o principal museu de arte do país, e o Museu Nacional da Eslovênia.

A maior parte das atrações de Liubliana pode ser visitada em roteiros a pé ou de bicicleta. A cidade, inclusive, incentiva o uso de bicicletas, que podem ser emprestadas através do sistema de compartilhamento local – o BicikeLJ.

Bled

Foto por iStock / YayaErnst

Foto por iStock / YayaErnst

Turistas de várias partes do mundo vão até o noroeste da Eslovênia para ver de perto uma das paisagens mais apaixonantes de todo o país. O Lago Bled tem uma beleza cinematográfica: cercado por montanhas e florestas, tem uma pequena ilha bem no centro, onde se encontra uma capela barroca.

Bled fica a apenas 50 km de Liubliana, sendo assim um ótimo passeio bate e volta a partir da capital. De origem glacial, o Lago Bled varia entre tons de azul e verde esmeralda. Você pode caminhar em torno dele ou então passear em um tradicional barco de madeira (chamado de “pletna”) por suas águas calmas. Ao desembarcar na ilha central, suba os 99 degraus para chegar à igreja.

O melhor ponto para admirar essa paisagem é a partir do Castelo de Bled, localizado sobre um penhasco à beira do lago. Construído no século XII, é o mais antigo do país e abriga um museu. A cerca de 4 km ao norte de Bled, vale visitar também o Desfiladeiro de Vintgar, aos pés dos Alpes. O rio cristalino atravessa 1,6 km ao longo de rochedos verticais, formando piscinas naturais e cachoeiras de uma beleza deslumbrante.

Triglav

Foto por iStock / gevision

Foto por iStock / gevision

Picos nevados, vales verdes, riachos, cachoeiras e lagos azuis. Essas são as paisagens típicas do Parque Nacional de Triglav, a maior área protegida da Eslovênia. Ele abriga uma grande parte dos Alpes Julianos e a mais alta montanha do país: o monte Triglav, de 2.864 metros de altitude.

Essa área representa bem o que é a Eslovênia: um país cuja natureza é muito bem preservada e um destino perfeito para aproveitar ao ar livre. No Triglav, trekking, escaladas e trilhas de bicicleta são atividades bem populares. Para chegar ao topo do Triglav, há trilhas que saem dos arredores de Bled.

Outras joias desse parque nacional incluem o Lago Bohinj (um típico lago alpino, tão bonito quanto o famoso Bled, porém menos conhecido), o Vale do Soča (um paraíso para atividades aquáticas na água turquesa do rio homônimo) e a Cachoeira Kozjak (considerada a mais bonita da Eslovênia).

Postojna e Škocjan

Foto por iStock / Anze Furlan / psgtproductions

Foto por iStock / Anze Furlan / psgtproductions

Dos pontos mais altos do país a um verdadeiro mundo subterrâneo. A Eslovênia possui uma impressionante rede de cavernas, da qual se destacam as de Postojna e de Škocjan. Postojna é a caverna mais visitada da Europa, com incríveis 24 km de passagens e galerias subterrâneas, além de enormes estalagmites. A visita guiada inclui um passeio de trem pela caverna, além de uma caminhada.

Já as cavernas de Škocjan abrigam o maior cânion subterrâneo do mundo, com mais de 2 km de comprimento, além de dezenas de cachoeiras. No tour, você pode atravessar a ponte Cerkvenik, a 50 metros de altura acima do rio subterrâneo em uma enorme câmara natural.

Predjama

Foto por iStock / PytyCzech

Foto por iStock / PytyCzech

Perto de Postojna, vale visitar o Castelo de Predjama, uma maravilha da Idade Média. Construído entre as rochas de um penhasco de 123 metros de altura, é um dos cenários mais impressionantes da Eslovênia. Atrás do castelo, há uma rede de túneis secretos encravados no rochedo. Abaixo, há uma caverna que também pode ser visitada.

Piran

Foto por iStock / ViliamM

Foto por iStock / ViliamM

O litoral da Eslovênia possui apenas 42 km de extensão, mas ali está uma das cidades mais encantadoras do país. Com um charme mediterrâneo, Piran fica na ponta de uma pequena península e tem um estilo arquitetônico que remete à Itália e às cidades litorâneas da Croácia. Passeie por suas ruas estreitas de pedra entre casas coloridas até o que restou da muralha medieval que cercava a cidade e a Catedral de São Jorge.

Como chegar

Não há voos diretos entre o Brasil e a Eslovênia. O aeroporto internacional de Liubliana fica a 20 km do centro e recebe voos de várias cidades europeias, como Paris, pela Air France, Istambul, pela Turkish Airlines e Londres, pela easyJet.

O que comer

A culinária eslovena é uma mistura de influências de seus vizinhos (Itália, Áustria, Hungria e Bálcãs) e faz grande uso de produtos locais, como queijos, embutidos e carnes curadas. Pratos típicos incluem Kranjska klobasa (salsicha de porco), potica (uma espécie de pão doce recheado com nozes) e štruklji (massa recheada com uma variedade de ingredientes).

As sobremesas são destaque na gastronomia local. Prove a Prekmurska gibanica (doce com várias camadas de massa e recheios de semente de papoula, queijo, nozes e maçã) e a kremšnita (massa folhada com generosas camadas de creme), típica de Bled.

Onde ficar

Best Western Premier Hotel Slon

Grand Hotel Union

Hotel Cubo

Vander Urbani Resort

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: iStock / NevaF

Comentários