logo

Telefone: (11) 3024-9500

El Camino – Paixão por aventura | Qual Viagem Logo

whatsapp-image-2018-07-17-at-15-16-37

El Camino – Paixão por aventura

20 de julho de 2018

Aproveitando nossa viagem por Santa Catarina, fomos conversar com algumas pessoas para saber como anda o turismo de aventura na localidade e qual não foi nossa surpresa ao encontrar um “guia apaixonadíssimo” por esportes de aventura e prestes a inaugurar a primeira agência nesse segmento da região.

O Alpinista industrial Antônio de Oliveira, omais conhecido como o “gordo” e gosta de ser chamado assim, vive em São Bento do Sul e tendo atuado como instrutor/parceiro nas atividades locais no parque 23 de setembro, onde já existia o circuito de aventuras, percebeu a possibilidade de dar início a um projeto pessoal, e, assim que encerrou a concessão por parte do parque, arregaçou as mangas, tomou coragem, se capacitou ainda mais e hoje nasce a agência EL CAMINO – um antigo sonho realizado!

Esse sonho foi possível graças a uma parceria. Antonio encontrou no Sítio Ponte de Pedra a oportunidade ideal, decidindo partir para uma propriedade particular mais distante, levando em conta o potencial do turismo rural regional e dar sequência à atividade que já funcionava na área central. Por ser um investimento muito alto, resolveu compactá-lo e torná-lo mais fácil de operar, com um circuito menor, demandando menos mão de obra, já que no esporte de aventura há a carência evidente de profissionais qualificados e capacitados.

Antônio nos conta da dificuldade em encontrar pessoal que esteja disposto a trabalhar nos fins de semana atendendo à atividade turística, e ele se desdobra para se dedicar de corpo de alma à sua grande paixão, a Adrenalina, e não deixa de atender um turista sequer que vai pra conhecer o circuito ou a região como um todo.

Circuito das Araucárias – o guia nos explica como e porque foi criado esse circuito, com a intenção inicial de unir os quatro municípios (São Bento do Sul – Rio Negrinho – Campo Alegre  e  Corupá)  também  com o propósito de valorizar as propriedades rurais de  pequenos agricultores e com potencial vocacional para visitação. Com a abertura do circuito, surgiram empreendimentos que de alguma maneira se tornaram rentáveis e assim os colonos conseguiam manter os filhos na atividade, atendendo nas pousadas, cafés coloniais, trilhas, caminhadas, dando apoio e suporte, e fazendo do circuito o “carro chefe” do turismo regional.

O Sítio Ponte de Pedra, localizado às margens da histórica Estrada Imperial Dona Francisca – que ganhou esse nome por conta da ponte toda construída com pedras, construída por escravos em 1884, e que conserva em suas dependências a arquitetura e alguns móveis de várias gerações – é uma propriedade encantadora, que além de paz e sossego, oferece hospedagem, café colonial e um almoço maravilhoso e quase irresistível como costela de fogo de chão.

Quanto à acessibilidade, no momento, existe uma parte do sítio que oferece visitação como turismo contemplativo, e ainda, uma pequena área que oferece atividades monitoradas para deficientes. Estão previstas ampliações no projeto, adequando às necessidades especiais de cadeirantes e cegos, por exemplo.

“A preocupação e cuidados são redobrados e precisam treinar equipe para atender essa demanda, pois não basta só ter bons equipamentos de segurança, o grande lance é ter afeto, carinho e proteção envolvidos! Tornar essa experiência única e inesquecível”, reforça o guia Antônio.

Quais atividades já estão em operação na EL CAMINO?

Iniciando agora as atividades como cavalgadas, escalada “in door”  (esse tipo de escalada estimula corpo e mente. Além do esforço físico, é preciso exercitar a capacidade estratégica e sempre pensar em como é a melhor forma de alcançar o topo. É uma variação adaptada do alpinismo, a subida é realizada em paredões com locais fixos para a movimentação.)  rapel, cachoeiras, montanha com escalada “top rope” (uma modalidade de escalada onde o processo de escalada em que a corda que dá segurança ao escalador é presa acima do usuário. A outra ponta da corda (que não está presa ao escalador) é em geral utilizada pelo escalador que dá segurança.) cicloturismo, com bicicletas para alugar, inclusive.

E nosso guia apaixonado por aventuras e adrenalina, além de comandar a EL CAMINO com maestria, continua dando apoio e suporte no circuito das araucárias.

O Cicloturismo, uma das atividades mais fortes da região, oferece 248 quilômetros de belas paisagens e muita aventura contemplando as cidades de Campo Alegre, Corupá, Rio Negrinho e São Bento do Sul.

Esse roteiro faz parte do circuito das Araucárias, com todos os seus atrativos naturais (incluindo-se aí uma grande concentração de nascentes e rota até de cachoeiras , com 14 delas em menos de três quilômetros, o Morro da Igreja, que se destaca por ter um paredão de pedra com ate 245m, um dos maiores do Brasil, perfeito para a prática do Rapel, os Campos do Quiriri, que permite em alguns dias avistar todo o litoral norte de Santa Catarina)  aspectos históricos (Estrada dona Francisca e a ferrovia de 1913, que ainda hoje cruza o circuito em diversos pontos) culturais (a presença da influência alemã, polonesa e italiana é muito forte ainda nas tradições e nos tipos de construções)  e gastronômicos (um capítulo à parte, claro! Os cafés coloniais são deliciosos e inesquecíveis).

elcamino.com.br

Texto por colaboração Lucia Mello

Fotos: Divugação

Comentários