logo

Telefone: (11) 3024-9500

É seguro viajar para a Europa agora? | Qual Viagem Logo

Brussels Cityscape from Monts des Arts at dusk, Belgium

É seguro viajar para a Europa agora?

12 de abril de 2016

Ataques do grupo ISIS ao aeroporto de Bruxelas mês passado aumentaram ainda mais os questionamentos sobre os níveis de segurança para turistas (e residentes) na Europa. Os departamentos de segurança dos Estados Unidos e do Reino Unido alertam sobre o alto risco de ações terroristas nas principais capitais europeias e solicitam que todos redobrem os cuidados, fazendo mais viajantes se perguntarem se devem ou não adiar uma viagem de lazer para o continente no atual cenário.

Se analisarmos friamente, as estatísticas mostram que as chances de uma pessoa morrer em um ataque desse tipo é de 1 em 20 milhões, conforme estudo realizado pelo jornal Washington Post após os acontecimentos em Paris. A probabilidade de uma pessoa ser atingida por um raio é de 1 em 10 milhões. Dados da Unesco sobre violência revelam que 116 brasileiros morrem diariamente por disparo de arma de fogo. Só é mais difícil ganhar na mega-sena, que presenteia 1 sortudo em cada 50 milhões de sonhadores.

Especialistas aconselham manter vigilância e tranquilizam a todos dizendo que os governos têm intensificado o trabalho e unido forças para combater tais crimes. A segurança tem sido reforçada nas principais cidades e pede-se que todos sigam as orientações da polícia quando necessário. Dados do Departamento de Segurança do Reino Unido constatam que 17 milhões de britânicos visitam a França todos os anos e as ocorrências de violência são mínimas, e que batedores de carteira encabeçam a lista de problemas.

Não há muito o que fazer para se prevenir, já que as ações são imprevisíveis e randômicas, mas há algumas atitudes que você pode tomar. Ao adquirir seguro viagem, verifique as condições de cobertura para ataques terroristas, entregue seu plano de viagem a um familiar que não irá viajar e considere comprar um cartão pré-pago para internet durante a viagem para manter seus familiares informados. Se sua preocupação for grande, evite aglomerações: concertos, jogos de futebol, shopping centers, aeroportos e estações de trem.

As vantagens de viajar para a Europa agora são grandes: hotéis estão com ocupação baixa, o que significa tarifas especiais. As promoções são tentadoras: pacotes de viagem baratos, lojas com produtos em desconto, facilidade para agendar shows e eventos e até conseguir uma mesa naquele restaurante super concorrido. Sem falar nas filas, aliás na falta de filas das grandes atrações.

Se mesmo assim você ainda tiver receio, aproveite e passe mais tempo visitando cidades do interior e se surpreenderá com as belezas encontradas em pitorescos vilarejos pelo caminho. Outra opção é conhecer países com baixo nível de ameaça, como Portugal, Suíça, Mônaco, Montenegro, Polônia e Romênia, de acordo com o site do governo britânico, excelente ferramenta para consulta antes de qualquer viagem que eu recomendo.

Ainda não se sente confortável? Escolha outro continente, mas lembre-se que ameaças terroristas estão espalhadas por todo o mundo, inclusive países como Austrália, Egito, Quênia, Indonésia, Tailândia e China. Destinos que apresentam níveis baixos de ameaças terroristas incluem as ilhas caribenhas e países latino-americanos (com exceção da Colômbia), mas leve repelente para não contrair o vírus Chikungunya.

Texto por: Adriana Lage, via shopntravelguides.com

Foto por IStock/  vichie81

Comentários