logo

Telefone: (11) 3024-9500

De Brotas a São Pedro, um roteiro pela Serra do Itaqueri | Qual Viagem Logo

sao-pedro-parapente-2-fran-e-kiko-camargo

De Brotas a São Pedro, um roteiro pela Serra do Itaqueri

20 de abril de 2018

Formada por 13 cidades do interior de São Paulo – entre elas Brotas, São Pedro, Águas de São Pedro, Analândia e Piracicaba – a região turística da Serra do Itaqueri tem muito a oferecer a seus visitantes: banho de cachoeira, rafting em corredeiras de rios, voos de parapente, águas medicinais, tranquilidade e sossego. Isso sem contar a natureza exuberante, com uma vegetação que combina Mata Atlântica, florestas de eucalipto e trechos de cerrado.

Foto por iStock / Pedro_Turrini

Foto por iStock / Pedro_Turrini

Essa região, que abriga vários rios e nascentes, teve seu desenvolvimento ligado às fazendas de cana-de-açúcar e de café. Muitas dessas antigas propriedades foram reflorestadas e, hoje, as matas e campos são preservados e considerados um bem valioso para o turismo. Atividades ao ar livre são o grande destaque da região, sendo que os passeios mais populares envolvem muita água. Graças ao relevo peculiar dessa serra, existem diversas cachoeiras e trechos de corredeiras, que ficam mais fortes no verão (época de chuvas) e são acessíveis por trilhas.

Aventura e ecoturismo

Foto por Sectur Brotas

Foto por Sectur Brotas

Brotas, por exemplo, é destino procurado para a prática de rafting, boia cross, rapel de cachoeira e muito mais. Tudo isso rendeu à cidade o título de “capital do turismo de aventura”, onde os visitantes se aventuram em botes infláveis pelas corredeiras do Rio Jacaré Pepira, que nasce na própria Serra do Itaqueri e corta a cidade.

Foto por Paulo Salles

Foto por Paulo Salles

Com exceção do Parque dos Saltos e da Represa do Patrimônio, a maior parte dos atrativos naturais de Brotas fica em sítios turísticos, propriedades privadas abertas à visitação. Esses lugares costumam cobrar ingresso, mas em compensação oferecem toda uma estrutura ao visitante. Entre esses estabelecimentos estão o Cachoeira 3 Quedas e o Areia que Canta.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

As cachoeiras também são atração em cidades como Analândia e Itirapina. Muitos afirmam que a cachoeira mais impressionante da região é a Saltão. Com uma queda de 75 metros, fica no sítio turístico Mirante das Águas, em Itirapina. Em Analândia, há também uma série de outros passeios ao ar livre.

Foto por iStock / Guilherme Omella

Foto por iStock / Guilherme Omella

Um deles é símbolo da cidade: o Morro do Cuscuzeiro, uma formação rochosa singular, com paredões verticais que se destacam na paisagem plana. Ao lado, fica o Morro do Camelo, com seus picos que remetem às corcovas desse animal. As características naturais fazem desses morros locais perfeitos para escalada, rapel e trilhas.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Estância Turística, São Pedro também tem muito a oferecer no quesito aventura. A maior parte dessas atividades acontece no alto da serra. Aberto aos finais de semana, o Rancho da Tirolesa tem restaurante e uma tirolesa de 500 metros de extensão. A descida é feita em dois trechos, enquanto você passa rapidamente acima da copa das árvores. São Pedro é um dos melhores locais do interior paulista para a prática de voo livre. A cidade conta com duas rampas gramadas. Quem não é piloto pode fazer um voo duplo de parapente.

Gastronomia e bem-estar: passeios a pé

Foto por Marília Vasconcellos

Foto por Marília Vasconcellos

Em Piracicaba, o rio é a alma da cidade. As principais atrações turísticas de “Pira”, como é mais conhecida, ficam às margens do Rio Piracicaba – complexo conhecido como Rua do Porto. A dica é percorrer todo esse trecho a pé, começando pelo Elevador Panorâmico. No topo, há um mirante, com belas vistas para o salto do rio. Em seguida, vá ao Parque do Mirante e ao deque de onde partem os passeios de barco pelo rio.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Continue o passeio pelo Parque da Rua do Porto, ideal para caminhadas e passeio de pedalinho. O trajeto termina com um almoço no Centro Gastronômico da Rua do Porto, um calçadão na beira do rio que engloba 18 restaurantes, todos com mesas ao ar livre. Os peixes são a especialidade local, principalmente a posta de filhote no tambor. Assada lentamente em churrasqueira, fica com um sabor defumado, sem uma espinha sequer.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Em Piracicaba, também vale a pena conhecer os bairros vizinhos de Santa Olímpia e Santana, uma autêntica colônia de imigrantes italianos do Tirol. Já em Itirapina, imigrantes portugueses da Ilha da Madeira fundaram o distrito de Itaqueri da Serra. Vale também uma visita a esse bairro histórico, onde nasceu Ulysses Guimarães.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Atrações na cidade de São Pedro incluem o agradável centro da cidade, o Thermas Water Park, o Parque do Cristo, onde há um mirante para apreciar a vista de toda a cidade, e a Vila Del Capo, um antiquário, orquidário e restaurante italiano.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Um dos principais atrativos de Rio Claro, o Horto Florestal tem mais de dois mil hectares de uma rica biodiversidade, inclusive inúmeras espécies de eucalipto. Aberto todos os dias e com entrada gratuita, o horto possui construções históricas e trilhas para pedestres e ciclistas.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Fundado em 1940, o município de Águas de São Pedro é o segundo menor do Brasil, com uma área de apenas 3,6 km², e tem altos índices de qualidade de vida. O ideal é conhecer Águas a pé – seus principais atrativos estão em torno da avenida principal, repleta de restaurantes, lojinhas, hotéis e pousadas. A cidade possui fontes de água sulfurosa com efeitos medicinais e curativos. Para beber um pouco dessas águas especiais, é só ir ao Fontanário Municipal, onde elas estão disponíveis gratuitamente. No SPA Thermal, é possível fazer banhos de imersão com água sulfurosa.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

Como um bom destino caipira, a Serra do Itaqueri tem uma culinária farta e deliciosa. A bebida tradicional é a cachaça e não é difícil encontrar alambiques e cachaçarias por lá. Em Analândia, o Chalé Macaúva, além de ser uma pousada com chalés rústicos, charmosos e aconchegantes, possui uma cachaçaria, um alambique e um restaurante próprios. O local é ótimo para se desligar do mundo e curtir com a família e os amigos.

Vários pontos do interior de São Paulo têm crescido no ramo das cervejas artesanais, e na Serra do Itaqueri isso não é diferente. Piracicaba é o lar de marcas como A Tutta Birra, Cevada Pura, Dama Bier e Leuven. Algumas oferecem visitas guiadas em suas cervejarias e até bares próprios. Já em Brotas, o principal nome é a Brotas Beer.

Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

A cidade de Piracicaba logo nos remete às famosas pamonhas. O que poucos sabem é que a pamonha da região é feita em Charqueada, cidade que já foi um distrito de Pira. A tradicional é doce, em formato de pacotinhos amarrados com a própria palha do milho. Para provar essa e outras delícias de milho verde, como curau, bolos, biscoitos e sucos, vá até a Fábrica di Pamonha, em Charqueada, ou ao box da marca no Mercado Municipal de Piracicaba.

Como chegar

A porta de entrada para a região é Piracicaba, que fica a 160 km da capital paulista, a 180 km do Aeroporto de Guarulhos e a 70 km de Viracopos. Para chegar lá a partir de São Paulo, opte pela Rodovia dos Bandeirantes ou pela Anhanguera.

Onde ficar

Grand Hotel São Pedro

Chalé Macaúva

Cachoeira 3 Quedas

Broa Golf Resort

New Life Apart Hotel

Texto por: Patrícia Chemin

Foto destaque por: Fran e Kiko Camargo

Comentários