logo

Telefone: (11) 3024-9500

Conheça o Festival Gastronômico do Cambuci através do Expresso Turístico Mogi das Cruzes | Qual Viagem Logo

mogi-das-cruzes

Conheça o Festival Gastronômico do Cambuci através do Expresso Turístico Mogi das Cruzes

15 de maio de 2017

No último sábado (13), a Qual Viagem fez um passeio com o Expresso Turístico da CPTM até Mogi das Cruzes, para conhecer a cidade que é maior produtora de orquídeas e também o Festival Gastronômico do Cambuci, na estação de Sabaúna.

Mogi das Cruzes

Foto por Bruno Jeliel

O trem, que parte da estação Luz, é bem preservado e confortável, com bancos que podem ser inclinados e viram em 180°, deixando os passageiros a bordo escolherem qual a melhor posição durante a viagem – para quem viaja em grupo, esta é uma boa opção, assim todos ficam de frente um para o outro.

Mogi das Cruzes

Foto por Bruno Jeliel

Partindo pontualmente às 8h30, o trem toma a direção dos trilhos da antiga Estrada de Ferro Central do Brasil, ferrovia construída ainda no Império, em 1877, para ligar o Rio de Janeiro a São Paulo. A viagem até Mogi tinha previsão de chegada às 10h15, mas, por conta de um pequeno imprevisto em uma das estações, o trem chegou à estação Estudantes às 10h30.

Mogi das Cruzes

Foto por Bruno Jeliel

Além do festival do cambuci, o passeio incluiu também visita à propriedade de José Costa, que cultiva a fruta e abriu a porta da sua casa para explicar como que ela é plantada e quanto tempo demora para ser produzida, e para exibir sua pequena adega.

Mogi das Cruzes

Pé de Cambuci. Foto por Bruno Jeliel

Além do cambuci, José também cultiva outras frutas em seu terreno de 2.772 m², como limão, banana e jabuticaba, todas de árvores plantadas por ele mesmo. Segundo o proprietário, o pé de cambuci deve ser cultivado em uma área de sombra e junto do mato, mas também deve receber um pouco de sol e demora cerca de três anos para dar fruta.

Mogi das Cruzes

José Fernandes da Costa. Foto por Bruno Jeliel

Depois de conhecer a fruta, é hora de se deliciar com as diversas variedades de bebidas e comidas que podem ser feitas com o cambuci. A Rota do Cambuci está na região de Mogi das Cruzes há sete anos, mas só passou a ser recebida em Sabaúna em 2016. O objetivo de levar a rota para Sabaúna era mudar o cenário e apresentá-la para mais visitantes. Nos dois dias de feira, a estação recebeu cerca de cinco mil pessoas.

Mogi das Cruzes

Foto por Bruno Jeliel

Com a repercussão que teve e o sucesso do ano anterior, os produtores decidiram repetir a experiência, com expectativa de receber três mil pessoas no fim de semana do evento. Havia oito expositores apresentando seus produtos para os turistas. Além da famosa cachaça, conhecemos também os sequilhos (bolachinhas crocantes), suco detox, cerveja artesanal, sorvete, geleia, conhaque e até farinha e pimenta – tudo feito com a fruta. Sem contar que recentemente, em parceria com o Instituto Auá, uma linha de creme da fruta também foi levada ao mercado.

Mogi das Cruzes

Foto por Bruno Jeliel

O Festival Gastronômico do Cambuci acontece até o mês de outubro, cada fim de semana passando em uma cidade ou bairro diferente e expondo as características da fruta. Segundo pesquisas feitas por pesquisadores da USP, a fruta previne e combate a diabete e é uma das mais ricas em vitamina C.

Mogi das Cruzes

Foto por Bruno Jeliel

Na hora de voltar para São Paulo, a viagem foi bem mais rápida e organizada. Chegamos à estação Estudantes antes do horário e partimos, pontualmente, às 16h30, horário previsto.

Confira a agenda do festival em: institutoaua.org.br/rotadocambuci/

Mais informações sobre o Expresso Turístico CPTM em: cptm.sp.gov.br/ExpressoTuristico

Texto por: Caroline de Oliveira, que visitou o festival a convite do Instituo Auá.

Foto destaque por Bruno Jeliel

Comentários