logo

Telefone: (11) 3024-9500

Conheça deliciosas boutiques de chocolate da Europa | Qual Viagem Logo

chocolates 1

Conheça deliciosas boutiques de chocolate da Europa

4 de março de 2016

A Páscoa está chegando e, para quem vai visitar a Europa, uma ótima opção é percorrer a rota dos melhores endereços de lojas especializadas em chocolates do continente. A Interpoint Viagens e Turismo (interpoint.com.br) selecionou algumas delas. É um roteiro tentador para os chocólatras de todo o mundo.

chocolates 2

Foto por Divulgação

Um dos mais célebres é o belga Pierre Marcolini, com boutiques em Bruxelas, Londres e outras partes do mundo, e criações que se assemelham a joias. Não deixe de provar o coeur framboise, à base de ganache de framboesa fresca e chocolate, ou os grands crus procedentes da Venezuela, Cuba e Madagascar, em tabletes médios e pequenos.

Quem viaja com crianças deve visitar a loja do mestre chocolatier Patrick Roger, atualmente com seis boutiques em Paris e outra em Bruxelas. Conhecido por suas esculturas enormes de animais em chocolate, também se distingue por delicados chocolates frutados e cubos de nougatine e noisette, trufas e marrons glacés sublimes.

Em Londres, há motivos de sobra para provar os sublimes chocolates de Pierre Hermé. Destaque para o chocolate amargo com azeitonas e os macarons com grand crus da Venezuela. Luxo e elegância são as marcas da Cocomaya, com suas boutiques esplendorosas e bombons que incluem especiarias como gengibre, cardamomo, lavanda e cerejas, além de bolos artesanais e patisserie viennoise, tudo perfeito para o emblemático chá da tarde inglês.

chocolates 3

Foto por Divulgação

Uma das lendas italianas do chocolate, a Perugina tem uma famosa loja em Roma que atrai hordas de visitantes em busca do tablete Luisa, dos pralinés e bombons Baci. Há diversas marcas emblemáticas italianas como Caffarel, Ferrero, Pernighotti e Venchi, mas nada se compara às pequenas boutiques como Amedei, Paul de Bontd e Domori, todas detentoras de medalhas de ouro em competições internacionais.

Somente no Piemonte, há mais chocolatiers do que na Bélgica e França juntas. Na Toscana a concentração deles é tão grande, que fica a dúvida se é Pisa ou Florença a capital italiana do chocolate. Há também a casa Domori, em Turim, cujo carro-chefe é o blend “Criollo”. Há lindos presentes da marca como a tábua de chocolate crocante, os cremes de gianduia e os tabletes à base de menta e chá Matcha.

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: Divulgação

Comentários