logo

Telefone: (11) 3024-9500

Coleção de Banksy integra festival de arte de rua na Nova Zelândia | Qual Viagem Logo

artista-jacob-yikes-obra-facestep-credito-jacob-yikes

Coleção de Banksy integra festival de arte de rua na Nova Zelândia

27 de março de 2017

O Paradox Street Art Festival é o mais novo evento de Tauranga, uma cidade litorânea na Baía de Plenty, na Nova Zelândia. O festival receberá diversos artistas de rua estrangeiros para criar e exibir novas obras que transformarão a cidade em uma galeria de arte a céu aberto.

artista-askew-one-credito-lukeshirlaw

Foto por LukeShirlaw

Uma das principais atrações do evento é a coleção “Oi YOU!” que conta com a mais extensa montagem das obras do aclamado artista Banksy no hemisfério sul. Além da programação de pinturas de paredes públicas, o festival que começa em 28 de março e vai até 15 de junho ainda traz comida, música e dança na sua programação.

artista-fintan-magee-obra-between-two-worlds-credito-tourism-new-zealand

Foto por Tourism New Zealand

Já a Galeria de Arte Tauranga quebrou todas as regras do seu espaço para receber a “Paradox Inside”, criando uma exposição importante e inovadora. Seu diretor, Karl Chitham, está animado com o festival que será realizado na cidade: “a Galeria será transformada em uma experiência de arte de rua imersiva, com todos os nossos espaços dedicados ao Paradox. Ao lado de instalações de artistas de rua renomados, teremos a Oi YOU!, uma coleção com a exposição dos trabalhos de personalidades conhecidas e infames, como Banksy, Faile, Paul Insect, Swoon e Anthony Micallef.”

artista-fintan-magee-obra-the-dreamer-credito-tourism-new-zealand

Foto por Tourism New Zealand

As obras serão um grande atrativo para a cidade de Tauranga, sendo uma experiência da qual os moradores e visitantes poderão desfrutar durante os próximos anos.

Sobre a Baía de Plenty

A Rodovia da Costa do Pacífico passa por 125 km de praias paradisíacas, mas não são apenas o sol e o surfe que tornam esta parte da Nova Zelândia um destino popular de férias. Além das paisagens cinematográficas, os visitantes também podem explorar o patrimônio cultural Māori e as raízes pré-europeias da região.

Mais informações em: newzealand.com/br

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: Jacob Yikes

Comentários