logo

Telefone: (11) 3024-9500

5 parques nacionais para fazer um safári na África | Qual Viagem Logo

Female African Elephant and its cub crossing the Chobe River in the Chobe National Park with tourist boats on the background; Concept for travel in Botswana and Safari

5 parques nacionais para fazer um safári na África

6 de abril de 2018

O continente africano é o terceiro maior de mundo, e com certeza um dos mais exóticos. Um lugar cheio de Patrimônios históricos culturais e naturais, onde os animais selvagens ainda reinam e as cores dos vilarejos mostram a coexistência de um povo rico em cultura e diversidade.

A África é o berço do homo sapiens e de muitas savanas. Imagine ver de pertinho gorilas, leões, girafas, elefantes e tudo o que a vida selvagem pode te mostrar. Os parques nacionais contêm diversas expedições em safáris, que são preservados e buscam manter a vida desses animais protegidas. Conheça alguns deles aqui:

Parque Nacional Etosha

Foto via iStock/ paulafrench

Foto via iStock/ paulafrench

Localizado na Namíbia, o Etosha é um dos maiores do mundo. O parque possui uma grande área desertificada e, por ser extremamente árido, os animais de várias espécies acabam se unindo em torno de poços e fontes de água.  Existe uma parte do parque, conhecida como Etosha Pan, onde há um deserto de sal e que, nos tempos antigos, abrigava um mar interior.

A melhor época para visitar o parque é no inverno, de maio a outubro. Já que a estação é seca e a grama é baixa, é possível ver melhor os animais reunidos entorno das fontes de água. As reservas precisam ser feitas com antecedência.

Parque Nacional Kruger

Foto via iStock/ adogslifephoto

Foto via iStock/ adogslifephoto

Localizado na África do Sul, na fronteira com o Moçambique, o Kruger é um dos locais mais procurados pelos turistas quando o assunto é safári. É lá que estão os “Big Five”: elefantes, leões, búfalos, rinocerontes e leopardos, além de outras grandes espécies que podem ser observadas em seu habitat natural.

O parque também é conhecido por ter um forte investimento em hospedagem. Lodges de luxo, campos de descanso, jantares românticos a céu aberto no meio do parque e gastronomia requintada são alguns dos programas que o visitante pode escolher.

Parque Nacional Chobe

Foto via iStock/ 2630ben

Foto via iStock/ 2630ben

É o parque mais antigo da África. Situado no norte de Botsuana, fazendo fronteira com a Namíbia e bem próximo as Cataratas Victoria, o Chobe é um dos lugares mais tranquilos para observar a vida selvagem. Além dos “Big Five”, espécies raras de antílopes, como o Oribi, e uma grande variedade de cobras podem ser encontradas.

É possível fazer um cruzeiro navegando pelo rio Chobe que corta o parque ou acampar ao ar livre, bem pertinho da natureza e da vida selvagem.

Parque Nacional South Luangwa

Foto via iStock/ paulafrench

Foto via iStock/ paulafrench

Situado no leste da Zâmbia, possui uma população remota e bem pequena, mas é lá que nasceu o safári ambulante. Por possuir uma área rica em animais diversos, é uma das reservas mais procuradas. Os safáris podem ser feitos em um dia a pé, por trilhas, encontrando os animais bem de pertinho, ou em caminhadas que duram cerca de sete dias, com camping ao ar livre.

Os hipopótamos são os animais que mais podem ser vistos, juntamente com as zebras. Outra dica é: observe bem a plantação ao redor, você vai encontrar muitas aves, o local é ideal para o birdwatching.

Parque Bwindi Impenetrable Florest

Foto via iStock/ ANDREYGUDKOV

Foto via iStock/ ANDREYGUDKOV

Situado na Ruanda, um dos países mais pobres da África, o parque é moradia de metade da espécie de gorilas da montanha existentes no mundo, que infelizmente ainda correm risco de extinção.

O parque tem como objetivo preservar e proteger a moradia desses animais. E é no Bwindi onde se tem a única trilha no mundo para visitar os gorilas. O caminho é bem íngreme e em mata fechada, mas é possível ver outras espécies de animais, como imbabalas e o porco gigante da floresta.

É necessário fazer uma reserva antecipada e garantir sua licença para visitar os gorilas. São permitidas apenas 8 pessoas para conhecer uma família de gorilas, e é necessário estar com a cartela de vacinas em dia, já que os animais podem adoecer facilmente.

Texto por: Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock/ Tiago_Fernandez

Comentários