logo

Telefone: (11) 3024-9500

Cinco paisagens naturais para descobrir na Suíça | Qual Viagem Logo

Matterhorn, milky way and a reflection at night, Switzerland

Cinco paisagens naturais para descobrir na Suíça

31 de julho de 2019

Localizada no coração da Europa, a Suíça é um destino cheio de paisagens exóticas e impressionantes. Entre vales escondidos, pântanos, desfiladeiros, grutas e cavernas, o país possui inúmeros tesouros naturais de tirar o fôlego. Encha os pulmões com ar fresco e descubra o melhor da natureza suíça:

Vale Rosenlaui

Foto via iStock por bluejayphoto

Foto via iStock por bluejayphoto

A passagem de Grosse Scheidegg, entre os alpes Berneses, é uma das caminhadas mais espetaculares do país. O caminho passa através de cadeias montanhosas e leva o visitante a pontos altos para observar os picos de Eiger, Mönch e Jungfrau e ao desfiladeiro glaciar Rosenlaui, considerado um monumento de importância nacional.

O destaque fica por conta das Cataratas de Reichenbach, de onde descem as águas do degelo de Ronselaui. Além disso, ali é um ponto famoso devido ao escritor Sir Arthur Conan Doyle, que fez das cataratas o cenário da morte de Sherlock Holmes. Há um totem fotográfico do personagem para que os fãs possam tirar fotos como se fossem o detetive.

Creux du Van

Foto via iStock por Elenarts

Foto via iStock por Elenarts

Com mais de 160 metros de altura, os impressionantes paredões rochosos de Creux du Van são resultado de mais de 200 anos de depósito de cal após o degelo dos glaciares que ali existiam.

O local é ideal para observação da fauna e flora e conta com uma paisagem de natureza primitiva, além de 25 quilômetros de reserva natural protegida por ambientalistas. Nas proximidades fica o desfiladeiro de Areuse e a Fontaine Froide, uma fonte que tem sua nascente no meio de uma cratera e sua água fica a 4° durante o ano todo.

Desfiladeiro de Aare

Foto via iStock por pulpitis

Foto via iStock por pulpitis

Em Aare é possível ver a incrível força da água. Há milênios, o rio erodiu uma camada de calcário, transformando-se em um desfiladeiro de 200 metros de profundidade e cerca de um metro de largura em seu ponto mais estreito.

Desde o final do século XIX, Aare tem sido um ponto turístico que atrai milhares de visitantes anualmente. São 1,4 quilômetros a serem percorridos entre túneis e pontes até a saída de Innertkirchen.

Matterhorn

Foto via iStock por Biletskiy_Evgeniy

Foto via iStock por Biletskiy_Evgeniy

Símbolo da Suíça e dos chocolates Toblerone, Matterhorn é uma das montanhas mais difíceis de se escalar e também a mais fotografada mundialmente.

No sopé da montanha fica a rota mais popular, onde os alpinistas se reúnem antes de fazer a escalada. Ali fica a Hörnli Hut, a 3.260 metros de altitude, a Base Camp de Mattehorn, primeiro alojamento que abriu no local, em 1880.

Lago subterrâneo de Sion e Sierre

Imagem via media.myswitzerland.com

O submundo de água que atrai cerca de 80 mil visitantes anualmente é um destino que deveria estar em qualquer listinha de “must-see”. Trezentos metros de comprimento compõem o espaço do maior lago subterrâneo da Europa, em uma linda gruta que chama a atenção por suas características místicas.

O lago fica entre as regiões de Sion e Sierre e só pode é acessível através de passeios de barco acompanhados por guias, que explicam a história da caverna e sua geologia.

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock por Petivut Kunadoonyakit

Comentários