logo

Telefone: (11) 3024-9500

Chamonix Mont Blanc no inverno: onde fica e o que fazer | Qual Viagem Logo

Como é Chamonix Mont Blanc

Chamonix Mont Blanc no inverno: onde fica e o que fazer

4 de dezembro de 2019

Chamonix Mont Blanc é um dos destinos mais populares do Velho Continente, quando o assunto é turismo de inverno, pois é onde estão algumas das melhores estações de esqui do mundo, além de claro, Mont Blanc, a montanha mais alta dos Alpes e da Europa Ocidental.

Dentre tanto charme da cidade cercada por Alpes, o frio contrasta com o calor dos locais e visitantes. Muitos turistas animados circulam, restaurantes com vistas pitorescas seduzem pelo aroma de suas iguarias, hotéis com excelente padrão de conforto exibem seu luxo rústico natural e o entra e sai das lojinhas artesanais francesas arrancam sorrisos daqueles que já se apaixonaram por Chamonix e buscam um souvenir para eternizar a experiência. Um encanto de lugar!

Antes de começar a falar sobre as principais atrações do destino, recomendo que assista este vídeo , para não sofrer com os mesmos problemas que eu em temperaturas extremas.

Quem frequenta Chamonix Mont Blanc

Aos finais de semana e feriados é comum notar um maior número de franceses, italianos e suíços, já que Chamonix fica em uma região de tríplice fronteira (entre estes países acima).

Contudo, o perfil turístico dos viajantes é bem diversificado, pois há grupos de jovens interessados em esportes de inverno, famílias com crianças pequenas sendo puxadas por trenós e aventureiros realmente corajosos, que escalam o Mont Blanc.

centro de Chamonix Montblanc

O charme dos Alpes, no centro de Chamonix – MontBlanc

A experiência até o topo do Mont Blanc

Muitas pessoas vão a Chamonix para subir até o topo do Mont Blanc. Aliás, é a principal atração turística da cidade. Contudo, muitos desconhecem a sua excelente infraestrutura (com teleféricos, túneis de calefação e escadas), que pode suportar até quem não tem experiência nenhuma na neve.

No meu caso, apesar de praticar esportes e ter alguma resistência física, fiquei apreensiva com o fato de a capacidade respiratória ser reduzida em até 40%. Então, eu segui com o tour padrão do passeio e contei com os teleféricos para chegar ao cume.

+++ Clique aqui e acesse o seu guia completo de Chamonix Mont Blanc

As sensações do corpo e o caminho para chegar ao topo do Mont Blanc

A subida ao Mont Blanc acontece em etapas. Primeiramente, é pego um teleférico de Chamonix até Aiguille du Midi (a 3842 metros). No momento de espera para o outro teleférico, as pessoas começam a puxar com mais força o ar, mas ainda não são sentidas as mudanças no corpo, pois o espaço para deslocamento é muito curto.

Quando o outro teleférico finalmente chega para fazer o final do percurso, até o Mont Blanc (a 4810 metros), a primeira coisa percebida é o aumento do frio. Em Chamonix, no meu caso, fazia 1°C ou 2°C e, logo que pisei no Mont Blanc (cerca de 15 minutos depois), já estava -15°C e -20°C.

RECOMENDAÇÕES:

Uma mudança bem grande de temperatura exige roupas térmicas e impermeáveis de boa qualidade, até porque pode nevar lá em cima.

Use roupas adequadas para o vento também, pois, no topo, é o que mais incomoda. Proteja bem as extremidades do corpo, como pés, mãos, cabeça e não esqueça do pescoço também!

Se for fazer esportes de neve, use roupas bem coloridas para chamar a atenção de autoridades, em caso de acidentes ou tempestades.

Logo que se sai do teleférico, os visitantes são direcionados ao túnel de calefação (bem na porta do transporte). Neste momento, percebi o meu corpo pesado e qualquer passada mais larga já me deixava ofegante e com dor de cabeça.

Aprendi bem rápido que precisava dar passos curtos e de forma bem lenta, para a exaustão imediata e as vertigens não cancelarem o passeio até os principais pontos de observação da montanha.

Confira as principais montanhas da Europa

Subia lentamente degrau por degrau, abria uma porta ou outra dos túneis de calefação, com muita cautela, e por todo o passeio não tive problemas. Realmente, foi bastante tranquilo até o término.

Você sabia?!

Falando sobre a falta de ar, um dado muito interessante é que Mont Blanc (4810 metros), apesar de ser muito alto, não chega nem perto do Everest (8848 metros). Quem sobe o Everest tem a capacidade respiratória reduzida em 70%.

Placa com o nível de oxigênio no Mont Blanc

Volume de oxigênio reduzido em 30% ao subir o Mont blanc

O que vi do topo do Mont Blanc

Lá no topo da montanha tem uma capsula de vidro, em que as pessoas entram para tirar fotos e demonstrar a sua coragem. É legal pisar num chão todo transparente e que nos passa a sensação de ser frágil, quando se tem um imenso precipício como pano de fundo.

Topo do Mont Blanc

Na cápsula de vidro, no topo do Mont Blanc

No verão, este espaço interativo também fica aberto para os visitantes, porém, quem dá vida às montanhas são os alpinistas e os adeptos às trilhas. Aliás, dizem que Chamonix foi o berço do alpinismo, mas não se sabe se esta afirmação é verdadeira.

Para quem não é recomendado o passeio

Não recomendo para crianças, idosos mais sensíveis, pessoas com dificuldades para respirar e para quem tem medo de altura.

De resto, realmente vale a pena, pois é uma experiência interessante e a paisagem é linda lá de cima.

Além da famosa montanha, recomendo, durante o inverno, um passeio a Mar de Glace. Da estação central sai um trem e, em cerca de 15 minutos, chega à atração.

Lá peguei outro teleférico que desceu um pequeno trecho até uma escadaria que parece não ter fim. Desci uns 30 minutos sem parar, até chegar a uma caverna de gelo cheia de esculturas e luzes. Uma excelente experiência.

Onde esquiar em Chamonix

Chamonix é ideal para todos os níveis de esqui, desde para os que estão começando, até os mais avançados. Veja abaixo os melhores lugares para esquiar de acordo com o seu conhecimento no esporte:

Iniciantes

  • La Savoy
  • La Vormaine

Intermediários

  • Les Houches

Avançados

  • Brevént (em Aiguilles Rouges)
  • Aiguille du Midi
  • Les Grands Montets

Chamonix Mont Blanc é perto de tudo!

  • De Genebra, na Suíça, a apenas 82 km

+ Genebra em 3 dias: melhores atrações e dicas de compras

  • De Milão, na Itália, a apenas 240 km

+ Guia prático de Milão: tudo sobre a cidade italiana

  • De Lyon, na França, a apenas 224 km
  • De Annecy, na França, a apenas 101 km

 

Ah! Se você gosta de turismo de inverno, não deixe de conferir as dicas do blog Viagens Cine sobre Zermatt, na Suíça e também os 5 lugares que devem estar no roteiro pela Suiça, do blog Vamos Por Aí.

Também recomendo dar uma olhada nesta receita francesa de Soupe au Pistou, do blog Tripping Unicorn.

 

Por Leda De Luca

Instagram: @aresdomundo | Youtube: Ares do Mundo TV |

Ares do Mundo
Últimos posts por Ares do Mundo (exibir todos)

Comentários